domingo, 30 de julho de 2017

Autárquicas 2017


PSD vai apoiar o Desporto em Santa Cruz, acusando a atual autarquia de virar as costas às instituições desportivas


A Câmara Municipal de Santa Cruz tem virado as costas às instituições desportivas do concelho, não cumprindo com o primeiro ponto do programa apresentado há quatro anos à população. A denúncia foi ontem feira por Paulo António Fernandes, candidato a vereador na lista do PSD, liderada por Roquelino Ornelas. Em contrapartida a esse abandono, os sociais-democratas prometem um apoio efetivo às instituições desportivas do concelho.

Paulo António Fernandes falava, acompanhado por Roquelino Ornelas, aos jornalistas na Camacha, no âmbito de um plano de visitas a todas as instituições desportivas do concelho, mesmo junto às instalações desportivas da Associação Desportiva local.

Na oportunidade, Paulo António Fernandes, que é o representante da Camacha nas listas do PSD para a Vereação, sublinhou o facto de em todas as freguesias haver pelo menos uma instituição desportiva e relevou o trabalho meritório que todas essas instituições vêm desenvolvendo em prol das populações, nomeadamente junto das camadas mais jovens, merecendo, portanto, “a atenção das estruturas do poder local”.

Até porque grande parte daquelas instituições, enfatizou, desenvolvem outras atividades, dinamizando “programas de apoio social e até, em alguns casos, proporcionando apoio escolar às crianças e famílias com maiores carências nessas áreas”.

Reiterando a necessidade da autarquia apoiar as instituições desportivas, lamenta que, “infelizmente, o que se tem assistido nos últimos anos seja a um virar de costas da autarquia a estas instituições”, recordando que essa premissa foi o primeiro ponto do programa da atual vereação mas, curiosamente, foi também o primeiro a ser colocado de lado, enfatiza.

Debruçando-se sobre o exemplo da Associação Desportiva da Camacha, recordou o historial do clube, os 250 atletas que movimenta e o piso sintético do clube, que é o mais antigo na Região. Paulo António Fernandes entende que é tempo do piso ser substituído, frisando que a Câmara Municipal de Santa Cruz, tem de ser parte ativa nesse projeto.

O mesmo, diz, acontece em relação aos terrenos onde se encontram parte dos recintos desportivos: “Em tempos a CMSC doou-os à ADC. Contudo até ao momento, a CMSC, não mexeu uma palha, por assim dizer, para solucionar essa situação e passar à prática essa doação”.

“O trabalho diário realizado pelas instituições desportivas merece sem dúvida uma especial atenção da autarquia. Esse é um dos nossos objetivos”, concluiu. 
Texto e foto: PSD-M

5 comentários:

Anónimo disse...


Mas desde quando é que as Câmara Municipais têm de dar dinheiro do seu orçamento aos clubes????????????????????????

Vão ler os relatórios do Tribunal de Contas sobre estes apoios.

Façam o vosso trabalho de casa

Anónimo disse...

Os clubes foram abandonados pelos verdinhos!!!

Fazem um trabalho louvável pelas crianças e pelo desporto amador com muito custo para não fechar portas!

Não apoiaram em nada as atividades deportivas do concelho

Anónimo disse...



Apoiar desporto profissional dos clubes ?

Tenham vergonha

Anónimo disse...

Eu explico-lhe como tivesse 5 anos:Santa Cruz é o Único(como você bem sabe)! concelho da RAM que não tem protocolo com qualquer clube e instituições do concelho. E não é devido ao TC mas à inércia da Venezuela da Madeira. Andam a massacrar o POVO (como o Filipe gosta de usar)Só abriu os olhos a 4 meses das eleições pensando que o povo é burro. Toca fazer obra à pressa. O PSD deu-se mal com isso nas últimas eleições em Santa Cruz...futebol profissional? Falamos de 250 atletas até aos 19 anos só neste clube que jogam neste recinto. O dinheiro é para profissionais especializados, logística , inscrições, exames médicos ,sandes após os jogos... Um trabalho que o Estado tem fugido todos os dias dele...

Anónimo disse...

Os pais dos atletas de todas estas Associações Desportivas, se tiverem um pouco de tino no dia das eleições, vão dar-vos a resposta merecida: RUA !!!