sábado, 8 de julho de 2017

Autárquicas 2017


PSD quer devolver à Camacha 

o estatuto de capital 

da cultura da Madeira




O candidato do PSD à Câmara Municipal de Santa Cruz acredita que com a equipa proposta pelo partido para a Camacha será possível "dar a volta" que a freguesia quer e precisa.
Na apresentação dos candidatos à Junta, realizada ontem no Largo da Achada, Roquelino Ornelas, afirmou que se trata de uma equipa jovem e competente, salientando que "é neste espírito de gente nova, com vontade de trabalhar e com vontade de se empenhar para resolver os problemas" que esta candidatura acredita que vai "ganhar a confiança do eleitor, porque é a ele que compete decidir".

Para Roquelino Ornelas é necessário dar "uma vida nova" a Santa Cruz e a todas as freguesias do concelho e, no caso particular da Camacha, voltar a colocá-la no mapa e dar-lhe o "estatuto que teve e que merece de capital da cultura da Região Autónoma da Madeira".
Candidato a presidente da Junta de Freguesia, Hélder Dias começou por agradecer à sua equipa pela sua disponibilidade para participar nas decisões que devem ser tomadas na sua freguesia, deixando de ser "treinadores de bancada" para "serem candidatos a trabalhar pela sua terra".
Um dos objetivos desta candidatura é voltar a chamar à junta de freguesia a organização de atividades culturais e desportivas, assim como recuperar a capacidade reinvindicativa perante as instâncias municipais e regionais. "A Junta de Freguesia não pode continuar a ser mera figura presente, nós não vamos ser assim", assegurou.
Hélder Dias salientou ainda a necessidade de trazer um novo turismo para a Camacha, mais ligado à natureza e que envolva, por exemplo, a recuperação das quintas e de percursos pedestres.
É também propósito da Candidatura a atração de mais investimento na freguesia e a criação de espetáculos culturais regulares, conciliando música com gastronomia, como também a recuperação do museu etnográfico. 
Texto e foto: PSD

13 comentários:

Anónimo disse...

O que se faz para enganar vilhoes lol Camacha capital da cultura. Qual paris qual Nova Iorque o centro do mundo é a camacha lolololll isto é tudo tão hilariante o que isto dava de sketchs dos gato fedorento lolollll

Anónimo disse...

há uma sondagem recente em Santa cruz que dá o PSD apenas com 1 vereador.

e não é o JPP quem beneficia. é outro partido. sabem qual?

SIA disse...

Quando foi que a Camacha era a capital da cultura?

Anónimo disse...

excelente equipa para a camacha, pessoas novas e dinâmicas!

Anónimo disse...

Muito bem, Roquelino e restante equipa. É isso que se quer, uma mensagem que chegue a todos e para todos - cimento e alcatrão atirado nos últimos 5 meses de mandato, fingindo que se "curou" dívida, isso não é gerir um concelho.

Anónimo disse...

A equipa do PS está a fazer um bom trabalho. É possível que sejam favorecidos nesta guerra de galos.

Anónimo disse...

Este candidato do PSD é da Camacho?Ou vive pelo menos na freguesia?

Anónimo disse...

Roquelino é uma pessoa séria e honesta, um homem que que vai trabalhar para o Povo e voltará a unir todos o Concelho de Santa Cruz!!!

Anónimo disse...

Sim, Camacha "capital" da cultura madeirense. Qual a dúvida? Então, a cultura dos vimes, não é uma tradição Camachense? As floristas eram maioritariamente de onde? O folclore era de onde? Não me diga que achava que freguesia madeirense "capital" da cultura era Santo António...

Em relação ao PS na Câmara Municipal de Santa Cruz, tinha tudo para atingir bons resultados... No entanto, perderam tudo ao candidatar o Silvestre Sobrinho à junta de freguesia do Caniço... Não sei onde tinham a cabeça para ir buscar um candidato que nada fez enquanto esteve na junta, nada carismático, e que foi destituído do cargo por falta de transparência... Ainda por cima um ex JPP, de quem o povo se quer ver livre em Outubro... Estragaram tudo.

Anónimo disse...

Hélder Dinis grande candidato...gente da sua gente e gente da sua terra. Força Dinis

Anónimo disse...

José Alberto outrora presidente da câmara municipal de santa cruz morava e mora na Camacha,a cerca de um km da vila.para além da enorme dívida que deixou na câmara pouco ou mesmo nada fez pela sua freguesia,pela sua área de residencia enquanto presidente.
Agora que Felipe Sousa consegue endireitar a grande dívida deixada pela anterior vereação vêem agora estes srs do PSD prometer mundos e fundos. Não pensaram nisso nos mandatos anteriores? Só agora que a câmara respira melhor financeiramente graças á boa gestão é que se lembraram de meter a Camacha no mapa.vimos um trabalho de recuperação de dívida agora é justo que o mantenha o mesmo presidente para ver de que é capaz com uma câmara mais folgada. Felipe limpou o "rabo do menino", "criou-o nestes quatro anos" e agora este PSD vem dizer que quer fazer o papel de pai quando andou anos a assobiar para o lado.
Sou PSD mas voto Felipe Sousa.

Anónimo disse...

Camacha não é a terra daquele ricardo nóbrega (dono daquilo tudo) que todos os domingos vem com aquelas palarmices no DN.
Vendo que todos os domingos vem aquela blasfémia é lógico verificar que a atual Camara tem razão nesses assuntos, se não fosse assim não voltava a repetir aqueles difames.
Julgo que este deve ser o grande financiador da campanha do rakelino.
Faltou ele estar na foto de família, mas pelos vistos tem o Santander a perna porque aquilo agora já não é o Banif de outrora.

Anónimo disse...

Ó verdinho, aquela página paga pelo cabeça de lagosta no DN ao domingo, bem que vos tem feito mossa.
O Filipe Martiniano quase explode ao domingo de manhã.