sábado, 15 de julho de 2017



Autarquices 2017


Elucubrações sobre o papel de Carlos Pereira no processo eleitoral autárquico em curso


Carlos Pereira, segundo chegou aos ouvidos da Redacção-Fénix, estará hoje no Porto Santo, devendo usar da palavra na apresentação dos candidatos do PS à Câmara da Ilha. Partindo do princípio de que o líder regional dos socialistas será coerente, nesta sessão de pré-campanha autárquica falará de legislativas. É o que tem feito quando, no meio de actividades e iniciativas ligadas exclusivamente às eleições municipais de Outubro, encomenda sondagens para publicar no DN (sem identificação do encomendador) sobre o que aconteceria se houvesse agora eleições legislativas. A caricata estratégia visa - toda a gente vê - retirar o foco de Paulo Cafôfo para fazer lembrar que Carlos Pereira existe e até já está acima dos 30% do eleitorado.
Claro que a mensagem não passa, pelo contrário, quem vê aquilo torce o nariz à imagem que se insinua e impinge sem ser chamada.

Paulo cafôfo, sabido, percebe o filme de princípio ao fim. E porque não está para perder votos à conta da presença de um emplastro, salvo seja, na sua agenda multi-diária, vai fazendo pela vida como se encabeçasse uma recandidatura pessoal, sem embrulhos a atrapalhar. Ainda quinta-feira, o Mayor apareceu numa página do DN a prometer descentralização e conquista de mais juntas de freguesia - e fê-lo aparecendo na fotografia com os 10 candidatos da 'Confiança' - mas qual chefe do PS qual quê! Alguém já viu o logo do PS - ou de outra muleta da candidatura - nos out-doors pepsodent?
Ontem aconteceu o mesmo. Cafôfo subiu a Santo António, terra do avô, para, ao que nos disseram, apresentar os candidatos da coligação aos órgãos da freguesia. E quanto ao líder do principal partido que apoia Cafôfo? Alguém viu Carlos Pereira por lá?
De modo que, nesta altura do campeonato, é uma grande vitória o líder do partido que patrocina a candidatura de Filipe Menezes e companhia ter direito a estar hoje no Porto Santo. Ao que se chegou naquela Praça Amarela! 
Quando falamos em sorte de Carlos Pereira não é retórica. No dia do concelho, ao contrário do que se esperava, o chefe socialista não foi convidado para a sessão solene. Menezes não é para brincadeiras no capítulo protocolar e diplomático. Nesse dia festivo, acabada a sessão na Câmara, pegou no ministro convidado e levou-o a almoçar ao Panorâmico da Portela. Ai o presidente da Câmara não foi convidado há tempos para o almoço no âmbito de um evento no Porto Santo que envolveu governo regional e uma empresa de telecomunicações? Pois então o secretário regional representante do governo agora no Dia do Concelho que fosse desenrascar o estômago numa tasca da Ilha. E lá foi Jorge Carvalho petiscar para os lados da Calheta, antes do regresso ao Funchal. 
Veja-se ainda  que o secretário-geral de Carlos Pereira, o também líder parlamentar Jaime Leandro, está posto de parte da lista de Duarte Caldeira para São Martinho, junta de freguesia de que foi tesoureiro no mandato em vias de extinção. Achámos a informação estranha e quisemos esclarecer o assunto junto de Leandro, mas não chegámos ao contacto imediato de 3.º grau. Não esqueçamos que a malta da Assembleia passou estes últimos dias a trabalhar de manhã e de tarde (à tarde os jornalistas mandavam-nos passear) a fim de irem a banhos mais cedo e ficarem com mês e meio de férias na praia (a juntar aos outros 10 meses e meio de 'dolce far niente no burgo', como se sabe).
Fica então a pergunta: qual é o papel do presidente do PS-M nestas eleições autárquicas? 

5 comentários:

Anónimo disse...

Os xuxas serão derrotados, valem para aí 17%. Os madeirenses não apoiarão ditadores, mas sim os democratas, simbolo da aitonomia ou seja são social democratas, nao ditadores

Anónimo disse...

Carlos Pereira está a ser inteligente. Quem perde as autárquicas é Cafofo e Iglesias! E ele sai deste ato imaculado e bem.
Quem confia no Cafofo? Só quem usufrui de um grande tacho...e ele, o Carlos Pereira não precisa do Cafofo para nada

Anónimo disse...

Concordo com o anónimo das 22:01

Anónimo disse...

No Porto Santo o PS sem Luisa e Zequinha não tem expressão nenhuma.
Derrota mais do que certa em Outubro.
Carlos Pereira deu apoio ao Meneses, mesmo depois de saber todas as falcatruas que o Merda fez neste mandato.
As sondagens realizadas nesta Ilha dão vitória folgada ao Idalino. Outra coisa não era de esperar, perante candidatos que só cometeram falências e falcatruas.

Anónimo disse...


A Única coisa de jeito que o Pereirinha disse na apresentação do "MERDAS" foi que ele é bom a Dar Marteladas.........
Falta saber onde e com Quem ......hahaha..........
Já Foste MENEZES ou Melhor Filipe Oliveira o novo Nome de Guerra.