segunda-feira, 3 de julho de 2017

Baixa irreparável na Família Verde-Rubra





Adeus, Amigo, Senhor Avelino Abreu

Quando o via tão arrebitado e empenhado na vida do nosso Marítimo, saboreava a esperança de comemorarmos juntos, no camarote ou quem sabe se não mesmo em cima da relva do 'Caldeirão', o seu centenário de vida, que quase se confundiria com o centenário do Glorioso. Já não pode ser. A triste notícia tem um par de horas.
Foi uma honra, Senhor Avelino Abreu, integrar anos a fio o plantel maritimista participado e até chefiado pelo Senhor. É um orgulho saber que o Senhor continuará inseparável da História do eterno Marítimo. A fotografia aqui exibida era para lhe fazer uma surpresa, depois de impressa no tal trabalho. Cá vai ela já, para atalhar caminho.
A nova temporada está prestes a começar, para depois acabar e dar lugar à seguinte e depois a outra e a outra. Pode ficar descansado, Senhor Avelino, que serão sempre milhares e milhares a tratar para que o Clube prossiga viagem em segurança contra ventos e marés. O seu trabalho de décadas contribuiu para manter a nau inafundável. Obrigado por tudo! Doloridas condolências à Família. E também à segunda Família, a do Marítimo, que tanto o apreciava.

1 comentário:

Anónimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=BwZ0N2yalN8