sexta-feira, 4 de março de 2016

Autárquicas 2017


RUI ABREU ACALMA NERVOSISMO
DOS CANDIDATOS A CANDIDATOS


Ontem houve macarronada no Lugar de Baixo, que reuniu à mesa muitos activistas laranja da Ribeira Brava, Ponta do Sol e Calheta. Ao lado, na lagoa, 'pastavam' aves de arribação. Mais além, a tranquilidade do cais 7. Mais tarde, a coincidência de duas operações stop. 


Problemas no bàs-fond do partido já têm Rui e Miguel de sobra. Mas há a chatice das autárquicas para resolver...


O secretário-geral do PSD-M, Rui Abreu, insiste no discurso na base do 'dá tempo'. Ontem, numa jantarada feita pelos profissionais do restaurante que a velha Sociedade de Desenvolvimento Ponta Oeste montou no Lugar de Baixo, Rui Abreu voltou a dizer que é demasiado cedo para falar em candidaturas às câmaras e às juntas de freguesia da Região. As eleições são no Outono de 2017 e, no ver de Abreu, convém não queimar nomes de putativos candidatos. 
Na circunstância, ouviam essa doutrina de contenção dezenas de militantes e simpatizantes social-democratas da Madeira Ocidental. 
No caso da Calheta, Carlos Teles parece já reencaminhado para uma recandidatura à Câmara. Mas a recondução à frente da lista de Ricardo Nascimento na terra do Visconde não é facto consumado. Havendo movimentações de bastidores em nome de uma remodelação.
O caso da Ponta do Sol é pior: 'condenado' a sair Rui Marques por limitação legal de mandatos, dizem haver candidatos mais do que muitos.
O PSD-M cose em lume branco e os seus dirigentes sabem disso. Daí tratarem de acalmar as hostes no processo das autárquicas, para não agravar a situação.
Rui Abreu, entre um cotovelo de macarrão e um pedaço de carne, explicou ontem que o tempo é de ir ouvindo calmamente as concelhias do partido, para que as escolhas sejam feitas em clima de tranquilidade.
Para começar, que votem serenamente nas internas de sábado - obviamente em Passos Coelho, depreendem os militantes madeirenses do Laranjal.
Para não ferver em água fria? É fácil dizer. No terreno, o chão queima debaixo dos pretendentes aos lugares municipais.
Não se sabe se Rui Abreu, que no governo trabalha à mesma secretária do que o Presidente Albuquerque, voltou ao Funchal convencido de que conseguiu pôr um travão nos entusiasmos. A dor de cabeça do Funchal e das outras câmaras perdidas então é que quanto mais tarde, melhor. Ali, no Oeste, o drama não faz chorar muito, como se viu ontem. A macarronada estava feita com competência, desafiou uns copos de bom vinho, e o ambiente animou, em contraste com os gansos que à noitinha trocavam doces 'bicaradas' na lagoa da nidificação e com o bucolismo mais além, no cais 7 do Lugar de Baixo. 
Segundo um autarca em funções, não pensem Miguel Albuquerque e Rui Abreu inspirar-se na lagoa para candidatar a Oeste certas aves de arribação que andam a fazer-se ao ninho...
Já quando os comensais do Laranjal saíram para regressar a casa ou para mais um trago na estrada, encontraram a coincidência de operações stop - na rotunda da Ponta do Sol e na rotunda da Ribeira Brava.
A Renovação pode não mudar nada, mas o mundo sim, está diferente.  

16 comentários:

Anónimo disse...



Ainda falta o macarrão com carne magra para os lados de santa cruzz e Machico.


Vai doer

Anónimo disse...

Este Rui Abreu só se lembra dos militantes nas eleições,está a destruir o Partido dia a dia ** Só pensa na sua imagem Há muito descontentamento cá fora O Presidente tem que agir senão dissabores aproximam -se

Anónimo disse...

Caro Calisto
Vamos ver só qual vai ser abstenção nas eleições internas dentro do próprio PSD.
Depois da autêntica tirada nos pés de mandar fechar sedes, consta que muitos militantes estão a pensar fazer um grande manguito aos cabeças ocas que sucederam ao único Importante.
A ver vamos se alguém vai divulgar os dados.

Luís Calisto disse...

Vai ser interessante, vai. Se não divulgarem os dados, tanto pior.

Anónimo disse...

E porto santo ? Quem vai ?

Anónimo disse...

Mesmo sendo lista única a renovação vai ser uma razia em termos de votação nas internas. Felicidades

Anónimo disse...

Dou voltas e voltas ao meu terço de contas de madeira a pedir a remissão dos meus pecados, do qual destaco o ter votar no Miguel, e não há reza que me livre. Vemo-nos todos no inferno. Mas livrai-me do mal... Ou seja, dos renovados.

Anónimo disse...

Se Rui Abreu se preocupasse com o Partido aconselhava melhor MA com as nomeações nomeadamente com as feitas para o Governo .

Anónimo disse...

Eles querem é limpar o pessoal todo do rui marques, lembram-se das malas? O problema é que vão acabar a perder as eleições na ponta do sol.

Anónimo disse...


O Farinha é que lhes vai arranjar um grande bolo no Porto Moniz

Esperem para verem a quantidade de gente que o Farinha já tem do lado dele.

Anónimo disse...

No porto santo o candidato vai ser o Jocelino. Outra vitória...

Anónimo disse...

Sou cidadão do concelho da Ponta do sol o qual o Eng. Rui Marques comanda, mas muito sinceramente espero ver caras novas no comando do concelho, à muita gente competente capaz de fazer melhor, é preciso aceitar que o poder termina.

Anónimo disse...

Fala se em limpeza na Ribeira Brava!! Para o bem da população e para o PSD! Caso contrário será mais uma Câmara perdida!

Anónimo disse...

O professor Ricardo Nascimento e a sua equipa não tem capacidade para lidar com o problemas do seu Concelho! Nem o seu Chefe de Gabinete um tal joão, que se pensava ser uma mais valia para gerir a câmara acabou por ser um dos maiores erros do Sr. Professor, esse individuo é um analfabeto, interesseiro, conflituoso, enfim!!!. Espero que o Dr. Miguel Albuquerque consiga arranjar um substituto para o Sr. professor, uma pessoa que seja trabalhadora, sincera, humilde, isto é nenhum dos que lá estão!

Anónimo disse...

Na minha humilde opinião é preciso ter muito cuidado com candidatos e equipas, quem manda é a população e é necessário escolher bem para não haver mais dissabores.

Anónimo disse...

Acho muito bem que venha a mudança!
Anda tudo cansado de tanto abuso de poder.
Sou residente na Ponta do Sol e os laranjas não teem o meu voto