terça-feira, 1 de agosto de 2017

Autárquicas/Funchal


Rubina Leal quer acompanhar mais de perto 
moradores dos bairros


Um parque infantil e maior acompanhamento do dia-a-dia do bairro, foi a garantia deixada ontem (segunda-feira) pela candidatura do PSD à Câmara Municipal do Funchal, encabeçada por Rubina Leal.

Durante mais uma iniciativa ‘O Nosso Bairro’, desta vez na Quinta Josefina, em Santo António, Rubina Leal ouviu as preocupações dos moradores, ao nível das acessibilidades, áreas comuns e a pouca atividade do centro comunitário local.

“Uma das necessidades que as pessoas levantaram é um parque infantil. Um espaço adequado para as crianças, o que é uma preocupação legítima e de fácil resolução”, disse a candidata, sublinhando que, quando estiver na Câmara irá dar resposta a esse pedido dos moradores.

Outro dos aspetos focados no encontro, foi o estado em que as zonas comuns se encontram. “Temos que ter uma forma eficaz de responder a estas questões. São reparações simples, como campainhas ou iluminação, mas que cabe à Câmara resolver”, lembrou Rubina Leal, dizendo que os bairros têm de ser alvo de manutenção constante.

“Nós sabemos que quando cuidamos dos bairros, quando damos atividade aos centros comunitários, quando zelamos por todos os espaços, mais as pessoas respeitam e cuidam”, afirmou, acrescentando que tem de ser a Autarquia a dar o exemplo, para promover o sentimento de pertença que existe nos bairros camarários.

Na Quinta Josefina, onde o Centro Comunitário abriu as portas durante a passagem de Rubina Leal pela Câmara, a candidata ouviu também queixas sobre a falta de atividade daquele espaço. “Os Centros Comunitários são espaços de convívio, mas também espaços formativos que têm desempenhado um papel importante no aumento das competências dos moradores”, anotou, explicando que vai apostar, como fez quando esteve na Autarquia, nestas instituições através de programas sociais.
Texto e foto: PSD-M

10 comentários:

Anónimo disse...

Rubina Sempre com o Povo.
Agora e depois das eleições.

Anónimo disse...

Mas já foi vereadora e não esteve mais próxima dos bairros sociais? O que é que a impediu de estar mais próxima dos "patas-rapadas"?

Anónimo disse...

Rubina na onda da vitoria

Anónimo disse...

Mas as "preocupações dos moradores, ao nível das acessibilidades, áreas comuns..." não são as mesmas há 4, 5 e 6 anos, quando foi vereadora?
Demagogia vs inverdades, é o que resume-se as campanhas dos dois principais candidatos

Anónimo disse...

Patas-rapadas??? Julgo que está a falar desta equipa que desde outubro de 2013 (des)governa a cidade.
De qualquer forma este comentário só pode vir de alguém que chegou ao Funchal pouco tempo antes da campanha das eleições autárquicas de 2013, pois se fosse de alguém que é ou vive no e o Funchal, saberia que a Dra. Rubina conhece os bairros sociais como a palma da sua mão, que ouve os seus inquilinos de os visitar periodicamente e não apenas em vésperas de eleições e que implementou diversos projetos junto dos mesmos.
Se a emproada da Madalena fizesse 0,1% do que fazia a Rubina, os bairros sociais seriam muito mais humanos. Lembre-se Sra. Professora Madalena, não basta sorrir para resolver os problemas dos bairros.

Anónimo disse...

Rubina Leal junto dos Bairros???.... Só até o 1 de Outubro, porque a partir dessa data será a mesma coisa de quando lá esteve.
Isto é só para dar graxa e manteiga aos desgraçados dos velhotes que se tem o azar de irem parar ao Hospital não sei como irão sair por falta de medicamentos.

Esta Macaquinha Imitadora que tanto falava no sorriso do Cafofo, agora fez uma operação plástica nos cartazes para ver se o imita, mas infelizmente é como os cartazes#Zero.

Anónimo disse...

Engraçado a Rubina ataca o cafofo, mas quando foi para destruir o ajj lá estava ela, a fazer campanha contra o bruno pereira, ela referiu isso na época, já em 2013...e agora não faz apologia ao cafofo, outra vez. Pois o tachinho ta-lhe a sair pelas mãos. Rubina já foste.

Anónimo disse...

Pôr na rua o AJJ era um imperativo histórico.
Felizmente houve pessoas de coragem como a Rubina.

Anónimo disse...

Será que ela explicou que apaparicou aquele que cortou nas reformas e pensões das pessoas da terceira idade com quem ela está a conviver?
Tudo vale para enganar as pessoas, é preciso ter cá uma cara e uma lata do tamanho do mundo.

Anónimo disse...

Esta senhora ex-secretaria Regional, esteve doze anos na CMF e nunca teve esta ideia, agora a ano de eleições é só promessas. Estes políticos devem pensar que o eleitorado, os Funchalenses são estúpidos e não tem memoria.