terça-feira, 1 de agosto de 2017



Uma explosão de palhaços?


Um líder tem de contratar pessoas melhores do que ele.
Pessoas nível A não devem contratar pessoas nível A.
Pessoas nível A devem contratar pessoas nível A+.
Senão, pessoas nível B contratam pessoas nível C,
Pessoas nível C contratam pessoas nível D e pessoas nível D contratam pessoas nível E.
Se um líder contrata pessoas nível B, um dia vai acordar e ver-se rodeado por pessoas nível Z.
É o que chamamos de explosão de palhaços. Guy Kawasaki

O Vilhão

14 comentários:

Anónimo disse...

a lista do cafofo é melhor? não

Anónimo disse...

Bem visto Vilão.
O nosso país está cheio desses exemplos.

Anónimo disse...

Não se trata de comparar a lista do PSD com a lista do Cafofo! Trata-se de constatar a infeliz realidade de que o Governo do Albuquerque, o grupo parlamentar do PSD e os representantes do PSD na Assembleia da República não têm qualidade, não têm nível e não conseguem funcionar. São pavões que apenas estão virados para a vaidade e para o exibicionismo. Isto é o que acontece quando se escolhem pessoas com base na sua capacidade de abanar a cabeça e tratar o "chefe" como um herói e a última Coca-Cola da política. A conclusão é que o elenco de figuras tristes com que o Albuquerque se rodeou estão a levar o partido para o fundo e vão transformar o PSD num partido quebrado e secundário. A solução é um novo congresso que ponha o Albuquerque e o Rui Abreu na rua!

Anónimo disse...

Mas esses critérios já vem de longe, do tempo do nosso ditadorzinho Bokassa! A técnica do ditadorzinho era se rodear de bananas para ninguém lhe fazer sombra! Portanto quanto mais banana for, melhor para o chefe da tabanca brilhar!

Anónimo disse...

Temos de ter em conta que o PSD renovadinho representa 40% de todo o PSD e acaba por não haver tanto renovadinho de qualidade para ocupar todos os tachos que existem.

Anónimo disse...

Não posso estar mais de acordo com esta brilhante análise de Guy Kawasaki que encaixa que nem uma luva no perfil de dirigentes de nível Z da Administração Publica Regional [(aliás, convenhamos que nem é necessário descer por aí abaixo em termos hierárquicos já que, a incompetência começa logo nos cargos de liderança de topo (!!!)]. Nem nos meus piores pesadelos imaginei que fosse possível conduzir pessoas com perfis tão medíocres e tão inferiores a todos os seus antecessores para cargos de Dirigentes da AP Regional. Mas, o que é mais grave é que, a liderança desastrosa do atual Governo tem sido a grande responsável pelo clima de desmotivação e descrença generalizada dos próprios funcionários públicos que assistem incrédulos, no seu dia à dia, às más práticas e decisões em que este tipo de dirigente de nível Z é exímio, tendo como característica comum, uma obsessão pela comunicação e pelo culto da noticia vazia.

Anónimo disse...

Tenham calma que o líder da PSD-M está a iniciar um novo ciclo. Depois da renovação, para ganhar sustentação fora do partido, regressará a habituação, ou seja, serviço à clientela partidária. Aguardem até Outubro. Depois das eleições o nó ficará mais folgado. Para o vosso pescoço?

Anónimo disse...

É uma prática que vem de longe. Rodear-se de imbecis sem sentido critico, que só abanam a cabeça para dizer sim ao chefe.
Veja-se na Madeira. Todas as pessoas com qualidade estiveram pouco tempo em lugares chave.
Pensar pela própria cabeça, criticar, ou apontar caminhos diferentes e alternativas, é contrário ao carreirismo.
Daí que vejamos os nossos deputados, autarcas, governantes, na sua grande maioria uma nulidade, que no privado teriam enormes dificuldades para sobreviver.

Anónimo disse...

São esses pavões que apaparicaram, acariciaram e lambuzaram o indecente do Passos Coelho na festa do chão da lagoa. Inqualificável!!!

Anónimo disse...

Anónimo das 16:42:
Sem querer ser acusado de plágio, se na sua análise se substituir Administração Pública Regional por Câmara Municipal do Funchal o cenário é o mesmo.
Compreendo perfeitamente os seus pesadelos.

Inês Freitas disse...

Isto é que está uma cangalhada!
E eu que, na onda desse tal Guy Kawasaki (que não faço a mínima de que seja ...) me considero uma Z-- (menos menos), vejo-me assaltada para me considerar uma A+++!
Com efeito, e se exceptuarmos uma ou duas personagens da lista de "palhaços" sugerida, a incompetência será ponto comum na análise dos desempenhos dos ditos e das ditas.
Só me surge um sentimento: tristeza.
Tenham um bom dia.
Beijos e abraços
Inês

Anónimo disse...

Acho esta crónica não muito verdadeira, porque o nosso Secretário das Finanças contratou um Cubano, pessoa A para lhe assessorar visto na Madeira apenas existirem pessoas B a quem lhe paga a módica quantia de 100.000 euros anuais fora viagens e estadia.

Anónimo disse...

Ex-renovadinho me confesso. Permitam-me que diga acreditei no Projecto Renovação, que Miguel Albuquerque iria fazer um bom elenco governamental. Começou logo mal ao ter afastado Pedro Calado e ir buscar o Sérgio Marques, depois foi buscar os meninos e meninas da Autonomia XXI. Entregando todo o poder e controlo ao Jaime Filipe Ramos.
Para pior desgraça, afastou os melhores quadros que o apoiaram e à Renovação, dizendo que os descontentes andavam à procura de tacho, mantendo a maioria dos Jardinistas nos cargos intermédios, aqueles que se vendem ao sabor do vento. O PSD M corre o sério risco de desaparecer como o PSD Açores.

Anónimo disse...

Nas fotos tipo passe, uma ou duas caras destacam-se pelas suas brilhantes competências técnicas e fraca retórica politica.
Agora algumas personagens, um gritante erro de casting....
Vejamos a feliz contemplada com um assento alem-mar (lei das paridades oblige) e que na campanha e início de funções, tinha as intervenções e discursos escritos pelo antecessor no cargo.