sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PSD-M


ELEIÇÕES DIRETAS PSD/MADEIRA
09.12.2016
Realizaram-se hoje as eleições diretas para os órgãos dirigentes do PSD/Madeira, que tiveram o Dr. Miguel Albuquerque como único candidato a Presidente da Comissão Política Regional.

Dos 3532 militantes em condições de votar, 2901 exerceram o seu direito de voto, sendo que, do total dos votos apurados, 2850 deram o sim à reeleição do Dr. Miguel Albuquerque, tendo sido ainda apurados 35 votos em branco e 16 nulos.
Votaram 82,2% dos militantes aptos a votar. Dos votantes 98,2% votaram na lista de Miguel Albuquerque, 1,2% votaram em branco e 0,6% dos votos foram nulos.
O PSD/Madeira concretiza o compromisso que assumiu e inscreveu nos seus Estatutos.
O compromisso de realizar eleições internas de dois em dois anos, reconhecendo a importância dos seus dirigentes serem legitimados pelas bases do PSD/Madeira, através do sufrágio.
Este número expressivo de militantes que acorreu hoje às sedes do partido vem, uma vez mais, mostrar que o PSD/Madeira é um partido vivo, é um partido empenhado, é um partido dinâmico.

Este é o partido dos madeirenses, um partido genuíno, popular e próximo das populações.
É também um sinal da mobilização dos nossos militantes que mostraram hoje o seu empenho face ao desafio eleitoral que se avizinha, as eleições autárquicas de 2017.

Estamos todos conscientes do trabalho que temos pela frente. A participação neste ato eleitoral demonstrou que as fileiras estão formadas e prontas para a batalha.

Uma batalha que acreditamos iremos vencer. Temos os melhores homens e as melhores mulheres. Temos os melhores… para recuperar os municípios da Região e a presidência da AMRAM.

Para isso, contamos com todos sem excepção.

De referir ainda que, na sequência destas eleições diretas, foram também eleitos hoje 450 delegados ao XVI Congresso que se vai realizar nos dias 21 e 22 de janeiro, no Centro de Congressos do Casino da Madeira.
A todos, os que hoje participaram neste ato eleitoral, o nosso obrigado.

E fica a promessa: o PSD/Madeira vai continuar a defender de forma inabalável, positiva e construtiva os direitos dos madeirenses e porto-santenses e a nossa Autonomia.

Os madeirenses e porto-santenses podem contar connosco.

Vogal da Comissão Política PSD/Madeira

Tranquada Gomes

16 comentários:

Anónimo disse...

Lá que é um partido genuinamente madeirense, lá isso é sem dúvida alguma.

Anónimo disse...

Curioso este "mar de rosas" nao ter correspondência na realiadd diária que se ouve na rua. O que mais se ouve e a afirmação de que este PSD esta cada vez mais longe das necessiades do povo. Enfim isto faz lembrar aquilo que o Passos afirmava de que realiade esta melhor o povo é que nao queria ver.

Anónimo disse...

Quando e que vão acabar com esta palhaçada de madeirenses e porto santenses? Então os profetas não são madeirenses? O que a p... da demagogia faz a língua dasss

Anónimo disse...

Ou seja votaram os apoiantes do MA. Resta saber quando forem os votos d ok povão, como sera?

Anónimo disse...

Sr. Calisto, quem são os actuais seis deputados e o secretário regional que estavam metidos no Telexfree?

Anónimo disse...

Eu não acredito numa taxa de abstenção de 17% para umas eleições cujo vencedor só podia ser um.

Anónimo disse...

A Mata Hari apresenta a candidatura quando? O Calaro já apanhou dois avisos do AFA e tem de ir para o Governo... Inflitra-te Calistre...

Anónimo disse...

Candidato isolado a exemplo dos partidos e regimes ditatoriais, tipo Correia do Norte...

Anónimo disse...

Candidato isolado a exemplo dos partidos e regimes ditatoriais, tipo Coreia do Norte...

Anónimo disse...

Convenhamos que a questão nao e ser um candidato, o que e claro e que ninguém se chega a frente, tipo PSD nacional a espera do próximo estamoanço, ai fica caminho aberto. Agora convenhamos tb que o MA com as opções de governo, ausência de politicas setoriais e tiros de bazuca nos pes, esta a fazer tudo para que o cenário descrito aconteça. A titulo de exemplo veja.se a mais recente relativa ao novo estudo das velicidades na VR acabando por se reconhecer, algo que o Gasparzinho das finanças negou que a dimninuiçao da velocidade deveu.se a imposição da concessionária. Ai. Ai raio de desgoverno que nada manda...

Anónimo disse...

Os Opositores internos do PSD-M mantiveram-se calados. Se queriam fazer curriculo para o futuro, faziam como Albuquerque e outros a nível nacional, apresentavam-se para perder. O resultado só teria que não ser humilhante, e para isso contavam com as promessas individuais não cumpridas e a perda de cargos de militantes. Também contariam, com o apoio no escuro de candidatos derrotados nas últimas eleições internas.
Rafaela Fernandes e Rui Marques perderam uma oportunidade de lançarem a sua candidatura a umas próximas internas e de eventualmente passarem a deter cargos politicos de relevância (nem que fossem indigitados mesmo por Albuquerque para limpar a sua imagem).
Se conseguissem 300 votos teriam de certeza a SRAPE.

Anónimo disse...

Quer me parecer que a estratégia de um dos Delfins se ter chegado à frente antes dos outros cavalgando todos os descontentamentos até os da oposição foi obra do Passos que julgava que lá se ia eternizar e via se livre do incômodo Alberto...mas algo entretanto falhou...e é o qye se vê. O problema do passos e ter uma noção alienada da realidade e o Costa agradece. Felizmente por cá e tudo um mar de rosas basta ler o DN

Anónimo disse...

Pois, realmente nunca mais ouvi o Albuquerque referir-se ao amigo Passos. Será que a solidariedade anterior foi parar às urtigas? Se assim foi, temos o perfil dele bem
definido!

Anónimo disse...

Pois, se calhar o problema é mesmo esse, é que vocês chamam batalha às autarquicas e congratulam-se com o funcionamento interno do vosso partido, como se fosse isso que interessa ao povo. Quero lá saber se voces acham importante se reunirem de dois em dois ou de um em um. Quero lá saber que vocês achem que têem os melhores bla bla bla. O que nos interessa é melhorar o nosso nível de vida, o que inclui impostos, saúde, transportes (aqui vocês têm se esmerado, sem dúvida. Onde está cargueiro? onde está ferry? onde está um subsídio de mobilidade adaptado às pessoas e não ao contrário), educação (há escolas a cair aos pedaços, com falta de tudo e com computadores da pré-história, sabiam?) e muito mais, mas não inclui considerações sobre a vossa saúde partidária e sobre as vossas futuras vitórias. Mais trabalho que se veja e que se repercuta positivamente na vida do povo e menos cagança, se faz favor!

Anónimo disse...

E na saúde e esterco em cima de esterco a diferença agora é que já não e noticia nem no DN nem em lugar algum noutro tempo a trampa que por lá se vive era 1 pagina todos os dias eles acham que por não vir nos jornais os profissionais e os doentes não sabem o que se passa e isto é uma terra pequena enterra a cabeça na areia enterra que vais longe

Anónimo disse...

Coligação no Funchal Rubina +Barreto ..Vitória Certa no Progresso e Anseios
Sociais Reais dos Funchalenses