sábado, 5 de agosto de 2017

Autárquicas 2017


Paulo Cafôfo e Rubina Leal fazem campanhas eleitorais milionárias apesar da cidade do Funchal 
apresentar inúmeras carências
Bairro da Ribeira Grande sem condições de habitabilidade

“Enquanto Rubina Leal e Paulo Cafôfo fazem campanhas milionárias nestas eleições autárquicas, com o dinheiro dos contribuintes, o parque habitacional do Bairro da Ribeira Grande degrada-se a olhos vistos, por falta de manutenção e investimento da CMF e do Governo. Os residentes deste Bairro correm sérios riscos de saúde, porque os telhados são em amianto". Foi desta forma que Raquel Coelho, a cabeça de lista do PTP ao Funchal, descreveu, o cenário que encontrou, esta tarde, em Santo António.

Os moradores transmitiram à equipa do PTP que se sentem abandonados, e que nem o Governo ou a Autarquia os ajuda. 

"Isto é uma situação vergonhosa, gastar-se dinheiro em cartazes gigantes, em agências de comunicação caríssimas, em jantares e festas às expensas do erário público, para se promover candidatos, enquanto o Funchal apresenta inúmeras carências" insurgiu-se a candidata do PTP, a qual exige uma resposta por parte​  da Sociohabita e da IHM.

O PTP considera que "a melhor propaganda para os atos eleitorais é trabalho feito e populações satisfeitas, não é elegermos um executivo camarário com campanhas megalómanas", fulminou a candidata .
"Isto só mostra a incoerência dos dois putativos candidatos a governar a CMF, ambos não conseguiram solucionar os problemas da cidade no exercício das suas funções e ainda querem comandar novamente os destinos do Funchal à custa de publicidade enganosa", disse Raquel Coelho. 

Texto e foto: PTP

7 comentários:

SIA disse...

Campanhas milionárias ? Fora as borlas. Hoje no Funchal notícias cafofo tem direito a uma grande foto para anunciar que investiu no teatro municipal. Que investiu? Comprou uma cordas e umas lâmpadas. Ah e substituiu uma ripas no palco. O que se faz noticia. Mas importante é aparecer e desprezar a cassete . Devem achar que somos todos uns otários. " não havia necessidade"

Anónimo disse...

Ora perguntem ao cafofo porquê?

Anónimo disse...

Não acredito, então a Rubina Leal não era do pelouro de dar casa condigna para todos, algo falhou mais uma vez.....

Anónimo disse...

bem metido Raquel

Anónimo disse...

quero ver quantos votos vai ter raquelinha...

Anónimo disse...

Ora o povo quer é farra e jantares à borla.

Anónimo disse...

Será que faria melhor se a dita cuja tivesse lá? Fica a dúvida, mas acho que os cartoons do diário têm favorecida a menina, saudações comunistas.