domingo, 6 de agosto de 2017

Autárquicas 2017



Sílvia Vasconcelos na Camacha




A cabeça de lista à Câmara Municipal de Santa Cruz, Sílvia Vasconcelos, proferiu a seguinte declaração na Freguesia da Camacha:
Uma das competências da Câmara Municipal é colocar ao serviço da comunidade serviços públicos municipais, ou municipalizados.

Neste contexto, e tendo em conta a necessidade do Município de Santa Cruz, um dos mais fustigados por incêndios na Região, nos últimos anos, é necessário definir uma política de gestão florestal municipal,  contratando elementos especializados, como sapadores florestais municipais. A criação de equipas de sapadores municipais, capazes de cobrir todo o perímetro florestal das 5 freguesias do município é determinante no âmbito da prevenção de incêndios e do ordenamento florestal. São estes profissionais que articulados, quer com a protecção civil, quer com a tutela do ambiente e conservação da natureza, assumem a vigilância e a limpeza de terrenos e matos, na área onde estão adstritos, ao longo de todo o ano, pelo que são fundamentais na prevenção de primeira linha dos fogos nascentes.
A existência de equipas de sapadores florestais, é uma realidade  que já se verifica nos vários municípios do Continente português,  e que devidamente articuladas e acompanhadas pelos órgãos tutelares e de parceria, no âmbito da prevenção dos incêndios, deve ser adoptada no Município de Santa Cruz, libertando inclusivamente, os bombeiros municipais, que não são, reconhecidamente,  em número suficiente,  para outras funções. 
Texto e foto: CDU

1 comentário:

Anónimo disse...

Como os terrenos são de natureza privada, o trabalho desses sapadores florestais fazer-se-ia onde? E quem definiria o critério de actuação? E se fosse feito na fazendo do Sr. Joaquim, porque não ao lado no terreno da Dona Joana? Ou o PCP iria nacionalizar os terrenos, como é comum no cardápio que utiliza? Ou foi apenas uma promessa eleitoral avulsa para enganar tolos?