segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Deputada Raquel Coelho (PTP) em acção política na Cruz de Carvalho


Proposta de co-financiamento de 50% do novo hospital agrada "a gregos e a troianos"

"Governo da República e Governo Regional enganam os madeirenses e porto-santenses em relação à construção do novo hospital da Madeira"




O PTP esteve hoje junto ao hospital Nélio Mendonça, para denunciar as jogadas de bastidores dos Partidos do arco do poder em relação à construção do novo hospital da Madeira. 
Neste contexto, Raquel Coelho, referiu que "embora a construção do novo hospital na Madeira gira consenso entre todos os partidos da RAM, a verdade é que na prática os Madeirenses e Porto-santenses não irão ter um novo hospital tão cedo".

No âmbito do OE-2017, foi aprovada uma proposta por parte do PS, na qual a república se compromete a pagar 50% da construção do novo hospital. Mas Raquel Coelho diz que o que parecia uma "excelente notícia" depressa se tornou numa desilusão. A deputada trabalhista comparou a proposta do PS àqueles "contratos das seguradoras em que temos de ler as letras pequenas para vermos se não estamos a ser enganados".
Não foi inscrita qualquer verba no OE-2017 para o novo hospital e a proposta coloca de fora o apoio aos equipamentos, ao projeto em si e às expropriações. Ou seja, a Região, para ter acesso aos supostos 170 milhões de euros, teria de suportar os custos iniciais.
Raquel Coelho acusa o PS e o BE de "má fé" relativamente a esta matéria, pois só aprovaram a proposta sabendo de antemão que o Governo Regional não dispõe de meios para garantir o financiamento do novo hospital até ao lançamento do concurso público. 

O Partido Trabalhista também realçou que se o PSD assim o entendesse poderia trocar as voltas ao Governo da República, "cortando nas gorduras do Orçamento Regional", disponibilizando assim meios financeiros da região, para garantir a primeira fase do novo hospital. Mas como as prioridades são outras, a proposta do PS até "calha bem".
"Isto, ao fim ao cabo, agrada a gregos e a troianos, porque livra a face a todos os intervenientes com o poder de executar a construção do novo Hospital, coloca as culpas uns nos outros e assim tentam passar incólumes aos olhos da opinião pública", finalizou Raquel Coelho.

Representação Parlamentar do Partido Trabalhista Português
na Assembleia Legislativa Regional da Madeira

4 comentários:

Anónimo disse...

uma grande verdade senhora deputada Raquel Coelho, para nossa desgraça

Anónimo disse...

o carlos pereira é cabecinha deste quebra cabeças, vai ser corrido pelo cafofo e é bem feita

Anónimo disse...

Nem mais, pena é serem só estes a dar conta disto.

João Pestana disse...

Foi preciso ser a filha do Coelho a dizer isto...... ai psd psd