quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Vida Municipal



Concursos & concursos

A Câmara dos procedimentos imaculados da Mudança, que abriu concursos públicos para as suas chefias, purificando o anterior antro diabólico das cunhas e compadrios laranjas, anda a protelar um dos primeiros procedimentos concursais, datado de Abril de 2016 para a Unidade de Mercados municipais, que já deveria estar bem expedito. As entrevistas dos candidatos admitidos a concurso, ocorreram a 27 de Julho, conforme publicitou a CMF.
Um dos candidatos é a senhora arquitecta Carla, que está ainda em funções em regime de substituição naquela unidade, que cedo reparou que "toda aquela areia, era demais para a sua furgoneta" e que cedo pediu para a desonerassem daquele fardo das hortaliças gourmet e demais pescado sem espinhas. Tanto mais, que a senhora FALTOU À ENTREVISTAdesse dia 27, após ter concorrido e ter sido admitida a esse concurso. Entretanto a senhora arrependeu-se dessa recusa, e o concurso está EMPERRADO desde então, sem que os demais candidatos, que cumpriram diligentemente as fases desse concurso, saibam o porquê dessa suspeita delonga. Aliás, corre a ideia de que esse CONCURSO É MESMO PARA CAIR, de modo a que a arrependida/forçada candidata possa novamente ser repescada num posterior procedimento concursal. Da boca do 1º e 2º vogais desse júri, colegas de chefia da Srª. Arquitecta, nada se lhes conhece que justifique esse atraso.

K-KonKurso
(Não confundir com o nosso K-Com-Curso)

11 comentários:

Anónimo disse...

Mas a mudança não era a melhor coisa que tinha acontecido ao Funchal?!?!?!

Anónimo disse...

Entao e a renovação quando vai abrir os concursos?

Anónimo disse...

E concursos que nao sejam ha medida. Nalguma so falta o numero que o candidato calça. LOL

Anónimo disse...

Abriu concurso para tudo, menos para a Frente Mar, lá entra tudo por compadrio, basta ser do CDS; PS ou ser filho de um director de jornal, é fartar vilanagem.

Anónimo disse...

De acordo com as notícias do DN só os concursos para o imaculado serviço financeiro é que foram desemperados (se calhar porque é este serviço que paga a noticia ao pasquim subsidiado pelo Mayor).
E os outros? Os funchalenses ávidos da transparência vão ter que esperar por novas noticias no DN?
O Mayor divulga as entrevistas no portal do seu reino. Porque não divulgar os escolhidos à medida? E porque não divulgar os critérios transparentes da sua escolha?
Como é que os peões vão saber que foram afastados os laranjinhas?
Como é que os peões vão saber que os chefes que vão dirigir a cidade, como também foi anunciado no DN, são os melhores?
Ou será que deixamos de ter chefes laranjas para ter chefes cafofianos?
Ou será que dos laranjinhas só ficarão aqueles que conseguem dançar o vira cafofiano?
Afinal a transparência não existe ...... ou então só existe quando somos oposição?

Anónimo disse...

este Blog tem noticiado e bem a situação da Camara do Porto Santo nomeadamente o chumbo ao orçamento do proximo ano . Constato através de um comunicado do PSD aqui publicado que uma das razões do chumbo , foi a ocultação de divida por parte do executivo camarario , retirando-a do orçamento , Tal facto é crime e responsabilizaria os membros da Assembleia Municipal que votassem favoravelmente tal documento , Tudo isto é do dominio publico , mas o que tembem é do dominio publico é que a Camara do Funchal tem tido igual comportamento com a ocultação de divida , nomeadamente a referente á empresa Aguas e Residuos da Madeira , sem que os senhores da oposição digam uma palavra , nomeadamente os do PSD tão ativos no Porto Santo e tão acomodados no Funchal , è uma ocultação de cerca de 2000000,00€ ano .
Isto para quem tem boa memoria foi aquilo que Alberto João fez e levou a um processo chamado Cuba Livre , e que levou o PS e bem a bradar pedindo investigação.
Impõe-se aqui uma questão , onde andam agora aqueles que na altura exigiram investigação á ocultação de divida ? Onde anda o Ministerio Publico que tanto espetaculo deu e que agora anda de rabinho entre as pernas ?

Luís Calisto disse...

Junto-me às perguntas deixadas por este comentador acima. Também gostava de saber a 'mudança' de comportamento dos outrora tão empenhados na verdade e na transparência.

Anónimo disse...

Pelo menos fizeram concurso. è muito melhor que nomear uma comissão de toxicodependência com gente que nada percebe daquilo, não fez carreira na função pública mas que tem ordenado de Chefe de Divisão.

Anónimo disse...

O Diário de Noticias cafofiano noticiou a vergonhosa nomeação da Comissão da Toxicodependência e seus chorudos ordenados, mas dos chorudos ordenados e as duvidosas nomeações da Frente Mar não abre o DN bico. Porque será?

Anónimo disse...

o comentador das 22,48 deve ser daqueles que " gosta de ser enganado " pelo menos fizeram concurso ? não fizeram concurso nenhum , imitaram de facto o procedimento , mas os vencedores já estavam previamente nomeados e os juris foram instruidos para manipular as avaliações ,por isso é que lá foram colocados a Sumidade Fernandes e o seu lacaio seca adegas , a Raquel Cafofo e outros tantos que foram previamente avisados que ou cumprem as ordens do Espanhol ou quando chegar a vez deles rua .

Anónimo disse...

Estes concursos são de bradar aos céus
O primeiro a ser despachado devia ser o do departamento de recursos humanos para ver se o novo diretor faz as coisas bem feitas
O atual diretor e a vereadora madalena nunes que é a responsável por esta área deviam ser responsabilizados pelos atrasos que comprometem o funcionamento dos serviços, pois são os verdadeiros culpados: o atual diretor dos recursos humanos já sabe que não ganhou o concurso e ta a se vingar, a vereadora ( que pensa que gerir recursos humanos é a mesma coisa que dar aulas a meninos de 2 ciclo) está mais preocupada em viajar e com a associação de ginástica, não põe os pés na câmara por isso nem sabe o que se passa com os concursos