quarta-feira, 24 de maio de 2017


 Carlos Pereira questiona Comité das Regiões
sobre injustiça na distribuição 
de fundos para a Madeira

Carlos Pereira pediu esta manhã ao vice-presidente do Comité das Regiões, Karl-Heinz Lambertz, na Comissão de Assuntos Europeus da Assembleia da República, que as ilhas fiquem salvaguardadas no âmbito das Regiões Ultraperiféricas (RUP). “É importante que um eventual estatuto especial para as ilhas não esvazie o estatuto das RUP”, defendeu a propósito do facto de as RUP não serem agora apenas as ilhas.


O vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS e líder do PS-Madeira questionou ainda o responsável sobre fundo europeus, no pós 2020. “O parecer do comité das regiões não propõe um aumento do financiamento, parece ser pouco ambicioso” alertou.

Lembrou ainda que o critério usado para a distribuição dos fundos, que consiste no Produto Interno Bruto (PIB) per capita, talvez tenha de ser ajustado como comprova o caso da Madeira. “Quando recebeu os fundos estava perto dos 90% da média europeia, mas depois da distribuição dos fundos desceu cerca de 20%, ficando a menos de 75% da média europeia”, afirmou. “Isso significa que passou a região de coesão mas recebeu fundos de região rica”, acrescentou para perguntar: “Será que as autoridades responsáveis do governo regional já colocaram esta questão no Comité das Regiões?”

“Não haverá condições para que no quadro da reprogramação dos fundos se revejam os critérios?”, insistiu ainda o insular.

Karl-Heinz Lambertz disse que não é o Comité a decidir sobre política de coesão, mas convidou os deputados a fazerem chegar através dos representantes as suas sugestões e preocupações concretas para que sejam tidas em conta nas várias fases do processo de decisão. “O Comité tem sido sempre muito sensível às necessidades e particularidades das RUP”, garantiu, porém. “Quanto às estatísticas e aos critérios será necessário garantir que aplicamos uma fórmula de cálculo que reflita com a maior acuidade a realidade concreta das regiões”, concordou, sem responder sobre as iniciativas concretas do governo regional da Madeira para corrigir eventuais injustiças.
Texto: PS

8 comentários:

Anónimo disse...

São tão mal usados que até devia vir menos.

Anónimo disse...

O Bruno Pereira já fez isso.
Só que não anda fazendo publicidade dessa forma...

Anónimo disse...

Mas se o camarada Pereirinha não aparece, quem é que se lembea dele ?

Anónimo disse...

Era curioso saber o que tem sido feito dos fundos dados a empresas e particulares qual a utilidade dos projectos?

Anónimo disse...

tem graça , Carlos Pereira questiona o comité das Regiões , mas não questiona o seu camarada Costa , primeiro ministro dum governo que descrimina os madeirenses a favor dos açoreanos , e não é por gostar mais de uns que outros , é pura e simplesmente porque num lado manda o ps e no outro o psd.
Também o seu " amigo " Cafofo alinha pela mesma bitola e os madeirenses não prestam , só os continentais por isso substitui todos os funcionários por pessoal que está a trazer de lá , deve ser para baixar o desemprego , lá.

Anónimo disse...

E pereira não pergunta ao Costa porque é que a Republica ganha dinheiro com a Madeira nos juros da dívida?
Madeira paga 4,% e a Geringonça anda pelos 3,% e já andou pelos 2%.
Vergonha ganharem dinheiro com a dívida do Buraco da Madeira que os Madeirenses carregam.
Mas o Carlos Pereira ainda não fez nada por isso. Nem o Albuquerque que devia se insurgir ...

Anónimo disse...

Aquilo que vejo nos cartazes da jotinha mais rasca alguma vez mais conseguida até agora é que os Buracos são apenas no Funchal.
Realmente o Governo Central do António COSTA diferencia e muito a Madeira até vai contribuir com metade para o Hospital, coisa que os Açoreanos construíram 3 TRES, TRES incluindo o Central de Ponta Delgada com o seu suor e o seu dinheiro.
Assim como o Gueterres naquela altura saldou a divida da Madeira e colocou tudo a zeros.
Santa paciencia é:
Dinheiro para:
Hospital, Mobilização que foram 24,5 Milhões, Avião Cargueiro, Navio para Lisboa, Avião para o Porto Santo, Aumento da Pontinha para beneficiar o Cais 8, Incendios, 20 de Fevereiro, Habitação, Segurança Social..... Porra que esta merda dava para a emissão de um livro.
Só para a Ciclovia é que há dinheiro.
O Governo Central não deveria mandar nem um cêntimo a mais para a Madeira, quem tem 2 filhos tem de dar igual para eles, se um espatifa e gasta como dizia aquele Ministro Holandes em Mulheres Sérias e Ponchas o problema é deles...
Dar 170 Milhões para um Hospital na Madeira, tem de dar a mesma coisa aos Açores.

Anónimo disse...

Tem lá calma ressabiado/cafofiano. O das 10.35 só quer baixar oa juros que pagamos.
És contra isso ?