sexta-feira, 26 de maio de 2017

Santa Cruz



IV Encontro da Educação
debate cidadania inclusiva



O IV Encontro da Educação de Santa Cruz teve início esta manhã, sob o tema "Escola: Um Caminho numa Cidadania Inclusiva".
A sessão de abertura foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz e pelo Secretário Regional da Educação, que reforçaram a importância da inclusão das pessoas com deficiência, e o papel da escola e da sociedade nesse objetivo que deve unir a todos.

Filipe Sousa destacou que o Encontro da Educação, uma iniciativa da autarquia, é um evento que incorpora aquele que tem sido o profundo sentir do atual executivo, que, desde a primeira hora, nunca se furtou ao diálogo e à cooperação com as restantes forças vivas deste concelho.
"Este nosso posicionamento teve na Escola e nos seus agentes um interlocutor privilegiado. Não só porque entendo que nenhum projeto de futuro, seja ele nacional, regional ou local se pode fazer de costas para aquele que é o repositório máximo desse futuro: a escola. Mas também porque reconheço o papel essencial dessa mesma escola na sociedade e os ganhos inquestionáveis de uma eficaz e produtiva colaboração", vincou.
Filipe Sousa e Jorge Carvalho coincidiram na importância de se promover a inclusão, tendo o secretário da Educação elogiado a autarquia pela iniciativa.
Jorge Carvalho destacou ainda o trabalho que o Governo Regional tem desenvolvido a este nível, o qual é assinalável e com efeitos positivos ao nível da inclusão das pessoas com deficiência.
O IV Encontro da Educação de Santa Cruz conta, este ano, com 170 inscritos, e decorre até ao fim do dia no Hotel Vila Galé, em Santa Cruz.
Trata-se de uma organização anual da Câmara Municipal de Santa Cruz, que tem por objetivo informar e divulgar trabalhos efetuados no concelho no âmbito educativo, e ainda promover um espaço de debate de ideias através da discussão de especialistas.  Este ano, o tema principal é a Inclusão na Sala de Aula, na Escola e na Sociedade e o encontro terá lugar no próximo dia
De destacar os dois convidados especializados em Educação Especial, o professor Doutor David Rodrigues, fundador da Pró-Inclusão, uma referência nível nacional e internacional da Educação Especial. Pertence ao Conselho Nacional de Educação. Foi professor da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa. Para além de ser autor de vários livros sobre esta temática, colaborou em iniciativas da UNESCO e representou Portugal em vários projetos europeus, nomeadamente o “Helios II”, do qual saiu um guia europeu de boas práticas sobre a sobre igualdade de oportunidades para as pessoas com deficiência.
Texto CMSC

7 comentários:

Anónimo disse...

Jorge carvalho destacou o "trabalho" deste Desgoverno na educação e amanha o Nogueira vem chama.lo de mentiroso coml no ultimo congresso ds Profs que foi regar sobre aquilo que aqui sd diz fazer e que e mentira apenas nao e falada porque o DN esta amarrado pela "maminha" ds suplementos....

Anónimo disse...

O Sr. Secretário deveria estar presente em toda a sessão para aprender o verdadeiro conceito de Escola Inclusiva. Este faz-me de boas políticas também e o Sr. Secretário, ultimamente tem vindo a tomar decisões inapropriadas nesse sentido. Reveja a formação das chefias intermédias ligadas á Educação Especial, apenas uma com formação na docência. Mau Sr. Secretário, muito mau. Aguardo ansiosamente pela saída do MA e pela constituiçao de uma renovada Secretaria ds Educaçao pois esta já deu provas que mem ela consegue ser inclusiva.

Anónimo disse...

Muito mal assessorado em termos de práticas, atitudes e políticas inclusivas. Deixem-se de ações de diversão e pensem realmente nas famīlias, crianças e jovens com NEE. Tentem resolver a falta de materia, transportes e técnicos.

Anónimo disse...

A RAM ė pioneira em questões de medidas inclusivas, sim é verdade. Mas não é com este governo. Edtss práticas iniciaram-se há muitos anos atrås e o agora estão a fazer é vergonhoso. Estão a estragar tudo o que se fez e teimosamwnte a impor pråticss economicistas que descuram por completo as necessidas especīficss das criancas e suas famílias.

Anónimo disse...

Anonimo das 6.32 madrugador. Nao sao so as chefiad interm da educação especial saov todas da Sre. Falta.lhes formação académica experiência e sobretudo ligação a Educaçao. O destino ta traçado e a historia tambem nao recordara nada deste período.

Anónimo disse...

De politiquices esteve cheio este congresso e de medos também. Ninguém referiu os erros atrozes das cúpulas em relação à inclusão. As direcções das escolas for referenciadasas mmas a SRE e as chefias que por lá andavam a se pavonear estiver completente intocáveis.

Ilda disse...

Não gosto deste senhor secretario nem do director regional carlos andrade vieram alterar muita coisa para pior na educação.