terça-feira, 30 de maio de 2017

Embaixada em Londres balda-se 'on line'


Madeirenses 'à nora' 
para obter documentação


A Embaixada de Portugal em Londres resolveu inovar. E muito bem. É preciso acompanhar a evolução das tecnologias modernas. O problema é que o serviço piorou, do ponto de vista dos utentes.
Hoje em dia, renovar qualquer documento na capital inglesa é um sofrimento. Porque, para o fazer, é preciso marcação on line. Dizem lá os cavalheiros da diplomacia que a operação deve ser realizada às quatro da tarde. Toda a semana útil, de segunda a sexta. O interessado liga. Resposta: não há vagas.
Lá se foi o tempo que a diligência do cidadão era tratada pelo velho e-mail. Mandava-se o pedido e a resposta indicava dia e hora para tratar do assunto, no local próprio. Com o salto para o pedido 'em directo', a resposta é matemática: não há vagas, tente outro dia às 16.
É por isso que há madeirenses obrigados a deslocar-se aqui à Região para tratar do cartão único ou outro documento.
Não vale a pena queixar-se a não ser 'on line', para receber outra nega.

3 comentários:

Anónimo disse...

agradeçam ao Costa

Anónimo disse...

no consulado da Venezuela é igual só com previa marcação , costa a copiar as politicas de Maduro

Anónimo disse...

Também em Londres se faz poluição sonora com buzinões tipo América Latina?