sábado, 29 de abril de 2017

Autárquicas 2017



Rubina Leal quer fazer obras constantes de requalificação no Mercado dos Lavradores

Rubina Leal, a candidata social-democrata, à Câmara Municipal do Funchal, quer investir na reabilitação do Mercado dos Lavradores, lamentando a falta de zelo que encontrou neste espaço municipal, durante uma visita que efetuou esta manhã ao local.

“Com a minha candidatura aquilo que pretendo é fazer obras de requalificação e de manutenção constantes e acompanhar com muito rigor este mercado municipal, criando uma dinâmica própria” disse Rubina Leal, lembrando que o Mercado dos Lavradores é um espaço simbólico, o mais visitável da Madeira e do Funchal, onde diariamente passam milhares de pessoas para verem as tradições e a cultura madeirense.


“No entanto aquilo que notamos, e aquilo que os comerciantes transmitiram, é para além das rendas elevadíssimas, existe uma falta de zelo neste espaço”, disse Rubina Leal apontando falhas na manutenção do espaço, como é exemplo a azulejaria, a inexistência de desfibriladores automáticos, e a inoperacionalidade dos elevadores, que limitam o acesso das pessoas com mobilidade reduzida ao andar superior.

A candidata à Câmara do Funchal sublinhou que o Mercado dos Lavradores deve ser valorizado pois é um espaço que faz parte do património da cidade. Uma valorização que não se esgota no espaço físico mas que deve abranger também os comerciantes que devem ser “acarinhados”.

“Este espaço é um património que temos que valorizar, através de obras permanentes de manutenção e requalificação. Tem que ser cuidado. Não só o espaço físico, mas também todos os comerciantes devem ser acarinhados”, defendeu Rubina Leal, lamentando a forma como o Mercado dos Lavradores tem sido olhado pela actual vereação.

“Há alguns anos a esta parte, o Mercado dos Lavradores ficou entregue a si próprio, ainda me lembro das obras que efetuamos e a requalificação que foi efetuada neste mercado”, referiu a candidata social-democrata ao Funchal.
“A alteração que vejo é que os comerciantes têm rendas elevadíssimas, que têm dificuldade em pagá-las, e quase que sentem que os querem pô-los daqui para fora.”

Por isso, considerou fundamental investir na não só na reabilitação e manutenção daquela sala de visita da Cidade, mas também na valorização das profissionais tradicionais.

“Havia um engraxador nesta zona. Durante a minha passagem pela vereação fizemos uma cadeira tradicional, uma réplica daquilo que existia antigamente, dando condições para que essa pessoa permanecesse a engraxar, sendo um símbolo das nossas profissões antigas. Também isso, não conseguimos encontrar aqui”, observou Rubina Leal, no final da visita, em que foi bastante acarinhada pelos comerciantes.
Texto e foto: candidatura Rubina Leal

22 comentários:

Anónimo disse...

Acima de tudo devolver a mística do mercado ao povo é isso que o espaço precisa, neste momento esta descaracterizado.

Anónimo disse...

o mercado é para ser transformado numa grande tasca , os comerciantes que se adaptem e os consumidores que passem para as grandes superfícies.

Anónimo disse...

Se for como no Lar da Bela Vista.... coff coff coff!

Anónimo disse...

Força Rubina.

Anónimo disse...

Eles tb prometeram tanta coisa p ir p governo e não cumpriram nada até agora só safaram as suas dívidas. A renovação tomou conta do Fênix c os seus textos e milícias de comentadores

Anónimo disse...

De facto o engraxador na porta do Mercado é uma ideia fantástica. Até porque o PSD tem muitos graxistas nas suas fileiras...

Anónimo disse...

Obras de requalificação e manutenção constantes.Constantes? Ah, sim constantes.Se for como as promessas do governo, é já a seguir, desculpe, morre-se à espera.

Anónimo disse...

Amiga Rubina, é assim que o Miguel te paga a lealdade? Mandando-te para a boca dos Lobos. O 300 goza com tudo e todos, que o diga o Pedro. Boa sorte.

Anónimo disse...

Vamos embora Dra. Rubina!
Em outubro tenho a certeza que a CMF é sua!
Leal ao Funchal!

Anónimo disse...

4 anos fora da Câmara trazem um apagão da memória. Já não se lembra que deixou o mercado com metade das lojas fechadas, aldrabices nos concursos, edificio quase abandonado, trabalhadores que faziam "servicinhos" para os chefes, lojistas que entregavam o "dízimo" a casa... Deve ser por isso que está tão sorridente na foto, a lembrar se dos bons velhos tempos em que tudo era possível...

Anónimo disse...

Pimba eles pensam que tá tudo cego renovados da treta não é por acaso que é quase tudo refugo que o jardinismo não quis

Anónimo disse...

Estes herdeiros mal amanhados do jardinismo deviam desistir já, para não passarem vergonha. Leiam bem estas palavras: A VITÓRIA PERTENCE AO PROFESSOR PAULO CAFOFO. ESTÁ NO PAPO! VIVA O DR. MIGUEL IGLÉSIAS.

Anónimo disse...

Rubina,

O que o mercado precisa é de voltar a ser mercado, e nao aquela porcaria em que os cafofianos o transformaram.
Força Rubina.

Anónimo disse...

o comentador das 1312 alem de mentiroso e um cobarde , os dízimos a que se refere devem ser aqueles referentes ás esplanadas atuais cujo pagamento até hoje não entrou na camara , ou então os resultantes da negociata de alguns que concorrem ás lojas e ainda antes de as ocupar já as venderam a outros com o beneplácito da camara , ou então das utilizações do espaço sem que as taxas devidas sejam cobradas ,ou da entrega de espaços no Mercado da Penteada ao grupo Pingo Doçe sem concurso publico, muito mais vai vir ao de cima desta gestão danosa do interesse publico , quanto á ocupação dos mercados estava quase a 100 por cento como facilmente será comprovado .

Anónimo disse...

Coitados... lololol
Sonhar não é proibido...

Anónimo disse...

Os cafofianos andam mesmo muito nervosos.
Basta ler a crónica da filha do Saramago, hoje no FN.

Anónimo disse...

Obrigado senhor anónimo das 11:33, por recomendar a crónica da filha do Saramago, hoje no FN.
Fui ler.Verdade. E muitas verdades encontrei.

Anónimo disse...

Caro Calisto:
Ponha um dos seus KAPAS a investigar quem esteve à frente dos mercados na vereação de Rubina Leal ... investigue o passado tenebroso dessa alminha😊😊😊

Anónimo disse...

Anónimo das 18.12,

Você deve ser daqueles que gosta da "Verdade da Mentira".

Anónimo disse...

Engana a Camacheira, engana!
Será que lhe compraste um ramo de flores para entregares ao Luis Represas? Ou também te dirigiste as Grandes Superfícies.

Anónimo disse...

Era tudo boa gente que está desesperada p voltar

Anónimo disse...

Forca rubina... o mercado esta ctg.