segunda-feira, 24 de abril de 2017

Quinta Grande


Novo caminho agrícola do Aviceiro permite melhorar

condições de vida da população local



Cerca de duas centenas de pessoas deverão ser beneficiadas com a abertura do novo Caminho Agrícola do Aviceiro na freguesia da Quinta Grande, servindo a agricultura, mas também a população local, grande parte dela já idosa, existindo pelo menos duas pessoas que estão acamadas e cujo acesso às moradias se faz através de uma escadaria.


Trata-se, por isso, segundo Pedro Coelho, recanditado do PSD à Presidência do Município de Câmara de Lobos, de uma intervenção que tem também um "carácter social", na medida em que permite melhorar as condições de vida dos moradores daquela zona.
A empreitada, cujas obras foram visitadas no sábado pelo PSD/Madeira, consiste na construção de um caminho agrícola, com uma extensão total na ordem dos 1.388 metros, tendo o seu início junto à Estrada Regional E.R. 229 e conclusão na Rua Padre António Silvino Andrade, estrada de acesso ao Cabo Girão. O perfil transversal adotado é constituído por uma faixa de rodagem com 4.00m de largura, acrescido de 0.50m de valeta para escoamento das águas pluviais.
O arruamento na sua totalidade serve uma extensa área agrícola e permitirá acesso automóvel a um elevado aglomerado habitacional. Por esse motivo a autarquia contempla na empreitada a execução de diversas infraestruturas, nomeadamente a rede de rega, rede de distribuição de água potável, rede de drenagem de esgotos domésticos e rede de iluminação pública.
A conceção do traçado teve como princípio orientador servir da melhor forma possível os terrenos agrícolas existentes no local, não descurando o acesso automóvel ao aglomerado populacional.
A empreitada está orçada em 3.195.765,23 €, tem comparticipação financeira do programa comunitário PRODERAM e o prazo de execução da obra é de 540 dias (1 ano, 5 meses e 22 dias).
De referir que esta é uma obra que há já vários anos é reivindicada pela população local, tendo transitado de sucessivos programas de governo. O atual executivo municipal lançou o procedimento de concurso no ano 2014, no entanto, devido ao montante do investimento, a autarquia teve de aguardar a aprovação do projeto no programa PRODERAM, cuja decisão foi tomada neste ano, após o que o processo foi remetido a visto do Tribunal de Contas, após o que foram iniciadas as obras no passado mês de março.
Texto e foto: PSD-M

1 comentário:

Anónimo disse...

Adoro imenso a atividade deste Presidente da Camara Municipal de Camara Lobos.
- Não é que agora o Homem conseguiu fazer de uma das artérias da baixa do seu Concelho uma verdadeira Praça de Táxis na sua globalidade eliminando uns estacionamentos que até eram gratuitos logo a entrada da vila.
Num curto espaço e em pouco metros temos: 5 (CINCO) Praças de Taxi????
Não seria melhor fechar toda aquela baixa permitindo apenas a passagem de transportes públicos especialmente os táxis?
Já agora e como cidade complementar de passeios turísticos do Fx porque não substituir aquela praça de 2 táxis por outra para 2 Tuk-Tuk?
O sR Presidente não pode ter medo das eleições nem dessa classe de taxistas que para eles tudo querem sugar e não se importam dos outros residentes e governar pelas ondas e reivindicações que estes lhe fazem, tem de ter planos concretos e beneficiar toda a população.
Não acha que passar do oito ao oitenta e oito fica totalmente desenquadrado de todo o envolvente e dá um mau aspeto a quem nos visita.
Repare que a partir de agora não votarei em si e não será só eu.
Já agora deixe a v/morada no Fx para ir para lá colocar uma Praça de Táxis