quinta-feira, 20 de abril de 2017



BE com atenções na Venezuela


 O Grupo Parlamentar do BE na Assembleia Legislativa da Madeira manifestou hoje, na sessão plenária, a sua preocupação pela situação na Venezuela onde está radicada  a maior comunidade madeirense na diáspora. 



O Deputado Roberto Almada afirmou que o BE condena “todo o tipo de violência, cerceamento das liberdades e perseguição política de opositores". O, também, Coordenador Regional do BE Madeira manifestou-se "contra todo o tipo de restrições à democracia, aconteçam elas na Venezuela, em Angola ou noutra qualquer parte do mundo". Os bloquistas fazem votos para que a situação se pacifique e que os Direitos Humanos e as liberdades democráticas sejam observadas naquele país da América latina.
Texto BE 

5 comentários:

Anónimo disse...

O artigo de hoje do Albuquerque nos mercenários Dnoticias, artigo este sobre a Saúde, é um ultraje a todos os madeirenses com dois olhos, dois ouvidos, duas pernas, dois braços.... e mais de dois neurónios.

Anónimo disse...

Tá tão bom que não há medicamentos no hospital mas o DN diz que se manda para a Venezuela não há pachorra para esta vigarice da saúde renovada volta MF para por ordem nisto

Donato Macedo disse...

Tanto blá-blá a mastigar quando o BE que em tempos propalava as gratas virtudes do "regime chávista" na República Bolivariana da Venezuela, na «luta contra o imperialismo e o FMI», distancia-se agora desse logro com que atirou na vala, venezuelanos e muitos portugueses.
Mas, porra!! Logo agora, que o discípulo ungido pelo Gran Comandante Hugo Chávez Frías, mais precisava da solidariedade do Bloco de Esquerda??!!!...
Só vai mesmo restar o José Sócrates para defender o socialismo chávista...
dm

Anónimo disse...

Na Madeira governada pelo PSD de Miguel Promessas Falsas e Rubina Leal no Ano de 2017 morre-se por FALTA DE MEDICAMENTOS e não há vacinas para as Gravidas.

Anónimo disse...

o BE ? a então a Catarina e a Mariana já não vão defender o Maduro?