sexta-feira, 28 de abril de 2017


Fracasso na Reabilitação Urbana de Cafôfo



A reabilitação urbana é actualmente o pólo dinamizador do mercado imobiliário. Desde que a construção nova estagnou durante a crise económica e financeira que assolou Portugal na última década, que o foco do sector voltou-se para a regeneração urbana. Entre investidores privados a autarquias, a reabilitação do edificado tem sido a principal actividade dos promotores imobiliários, por todo o país, tanto nas cidades de grande dimensão como nas médias.

A Câmara Municipal do Funchal diz estar a investir como prioridade política na reabilitação urbana, contudo a realidade visível é completamente diferente do propagandeado, ao contrário de Lisboa em que o número de novos edifícios, de novas construções, deverá aumentar 89% em 2017, pois já se verifica uma falta de edifícios por reabilitar no centro histórico de Lisboa, ou seja, a política de reabilitação urbana foi de tal forma um sucesso, que já há um inverso no sector da construção.

Já a cidade do Funchal continua repleta de prédios devolutos, com alguns quarteirões e ruas centrais por reabilitar, um autêntico falhanço em políticas de reabilitação urbana e de cidade.

Em Lisboa, e nos últimos anos, a reabilitação urbana significou mais de 95% das obras licenciadas pelo município, e aqui no Funchal, quais os valores apresentados por Paulo Cafofo?


A autarquia do Funchal nunca se apresentou de forma organizada e com vontade de operar junto dos promotores e particulares, no que diz respeito à uma estratégia de intervenção nesta area, ora vejamos:

Nunca a Autarquia elaborou, como foi feito em muitas cidades, um documento estratégico de Reabilitação Urbana para o Município do Funchal, um documento que esboçasse um estratégia operacional para regenerar bairros, reabilitar edifícios, equipamentos e espaço públicos, reocupar edifícios e espaços obsoletos.

Nunca a Autarquia promoveu um amplo debate serio ( cidadania participativa que tanto fala o tal Danilo Matos) entre todos os atores sociais, económicos, culturais e académicos, para se esboçar verdadeiras linhas estratégicas no que diz respeito à reabilitação urbana.

Nunca a Autarquia propôs programas como o famoso “Reabilita Primeiro e paga depois” em parceria com os promotores privados, como se fez em Lisboa, e que foi o grande balão de oxigénio para o arranque e sucesso da reabilitação urbana na capital.

Nunca a Câmara Municipal do Funchal abriu um balcão especifico para a reabilitação urbana como se fez em muitas cidades do pais. Entre tantas outras medidas que se foram tomando pelo pais fora.

A autarquia funchalense criou apenas uma ARU ( Area de Reabilitação Urbana) para o Centro Histórico, que é o mínimo que se pode fazer nesta área, esquecendo-se que são precisas mais ARUs, para o concelho e criou um Gabinete da Cidade, após os incêndio de Agosto de 2016, cujo o mesmo e pelo que parece, encontra-se a operar apenas tambem sobre o Centro Histórico do Funchal, carecendo de explicação legal Urgente sobre o facto que depois de criada uma ARU, e pelo quadro legal em vigor, so se pode intervir na mesma área, atraves de uma ORU ( Operaçao de reabilitação Urbana), ou de um Plano de Pormenor, portanto há que questionar a legitimidade LEGAL de toda a intervenção anunciada pelo Gabinete da Cidade, bem como ainda se as mesmas obras se encontram devidamente orçamentadas no “Programa de Execução”, do tantas vezes anunciado e nunca visto, PDM de Cafofo?!

Caro Sr Presidente, se as suas politicas de reabilitação urbana fossem um sucesso, e ainda mais numa escala tão pequena como a nossa, o nosso sector da construção já estava a dar a volta, ou a mudar de ciclo, como em Lisboa, em que estão de volta as “novas construções”, pois cada vez há menos para reabilitar. Pense nisso antes de nos atirar poeira aos olhos, tenha vergonha!

JAF

28 comentários:

Anónimo disse...

Encostem o cafofo a parede, ate panfletos ja recebo em casa, nem tive paciencia de ler, foi logo ao lixo, visto ser mais um sr. Promessas...

Anónimo disse...

Mas que maldoso. O Cafofo não reabilitou uma pastelaria? Passei ontem me frente e o Arq. Paulo David estava lá a vender pasteis.

Anónimo disse...

Não se preocupem. O Cafofo vai ser reabilitado em Outubro.

Anónimo disse...

Ó senhor engenheiro Jorge Afonso Freitas, o que é que você tem feito em prol da reabilitcao urbana com o seu governo broquilha? Foi a aprovacao do savoy? Ou foi a discussao publica das ribeiras?

Anónimo disse...

A arte de distorcer, nem mais.
Calma, que a Madeira teve dupla austeridade.Fomos os mais esmagados do País.
A reabilitação urbana vai dar nas vistas e espera-se também pelos privados como no Porto, Lisboa e Coimbra, por exemplo.
Falta de edifícios por reabilitar em Lisboa? No centro histórico? Deve haver mais do que uma Lisboa!!Há ainda muitos prédios devolutos em Lisboa,infelizmente. Mas a coisa está a andar.Foi só começar.A austeridade pelo rectângulo também foi outra.

Anónimo disse...

Uma coisa muito importante e que nos diz respeito:
A Gasolina em Lisboa vai baixar de preço e aqui ao contrário como estamos em contra ciclo vai aumentar e o problema será de....
Nos Açores os combustíveis são mais Baratos do que na Madeira e uma Garrafa de Gaz nem se fala.

Anónimo disse...

Reabilitaram os tachos na Frente Mar. É só mamar, é por isso que estão gordos como lontras.

Anónimo disse...

O Funchal está a cair aos bocados com o comercio de rastos e o Cafofo ainda quer abrir mais umas galerias comerciais no novo aborto do Savoy. O facilitista está a dar cabo do que resta!

Anónimo disse...

Nos Açores há subsidio de insularidade mais do dobro do que tinha a Madeira antes da troika. Os Açores têm e na Madeira nada!

Anónimo disse...

Quem criou o aparelho burocrático para aprovar o savoy foi este engenheiro, o cafofo so deu continuidade.

Anónimo disse...

O arquitecto Paulo Davide tem apresentado as linhas do que deve de ser a reabilitação urbana em toda a cidade, é um privilégio poder ter este gabinete a trabalhar probono para o Funchal incluindo todos os arquitetos mais capazes da Madeira e Portugal. Este senhor engenheiro que agora fala recusou colaborar com o Gabinete e agora vem lançar calúnias em público. Tenha decência

Anónimo disse...

O problema da recuperação urbana está no facto dos proprietários não terem dinheiro para recuperar os prédios.
De nada servem emprestimos de juros baixos, isenção de impostos e taxas, etc.
Se não têm dinheiro, não recuperam.
E não há plano que dê volta a isso.

Anónimo disse...

Ao comentarista das 00,09h
Os Açores não necessitaram de andar a chular a Capital do Reino para construírem e manterem os Hospitais que hoje tem, foi do seu suor.
Não são dados a extravagancias, nem gastadores tipo o que aquele Sr de Bruxelas disse, os Açores são poupadinhos e gerem bem as suas economias.
O nível de vida lá é muito melhor do que cá, sem show off até já estão a desviar os navios cruzeiro.
Os Açores devem reivindicar e já, se a Capital do Reino der 170 Milhões para a construção do Hospital para aqueles que nem sabem gerir o atual, terá de dar a mesma verba aos Açores afim de serem aplicadas noutras coisas.
Um Pai quando tem 2 filhos não pode apenas beneficiar um e logo aquele que é gastador, boémio, arrogante, malcriado e quer dinheiro para tudo.
Vão lá aprendem como se governa para o bem de todos e não somente para a Classe Politica.

Anónimo disse...

Probono? Ahahaha
Aqueles arquitetos que lá trabalham recebem por mês mais do que técnico superior que trabalha na CMF e com duas agravantes: não podiam ser contratados uma vez que a câmara tem arquitetos nos seus quadros e os arquitetos da CMF estão todos encostados a prateleira quando podiam estar a desenvolver os trabalhados que o elitista Gabinete da Cidade está a fazer
Isto para não falar do mobiliário de luxo que se comprou por exigência do Paulo David

Anónimo disse...

Isto é só dizer mal e não ter olhos para ver. Este povo madeirense deve ser descendente de quem, de Mouros, de Giaddes? Só pode...
Nunca vi como agora e então durante os mandatos do Albuquerque era quase zero tanta reabilitação urbanística, até hotéis que estavam fechados há dezenas de anos a reabrirem como o Hotel do Carmo.
O antigo supermercado Caju a se transformar num Hotel de Cidade, muito prédios antigos a serem restaurados e ficarem em hosteis.
Aquele largo do Chafariz da antiga sapataria Charles, os Armazens Oliveira e tantos, tantos outros prédios, só não ve quem não quer.
Atenção que hoje a grande maioria da população do Fx não é carneira e sabe muito bem analisar esta politica suja, do bota abaixo que estão a fazer e a vitimar o Cafofo, coitado do homem por aquilo que estão a no denegrir merece desde já o meu voto.
Esta oposição que vem todos os dias com exceção ao fim de semana e aqui vemos que eles são funcionários públicos destacados até Outubro para denegrir e enxovalhar o nosso Presidente da Camara que até tem feito um trabalho meritório para TODOS e não apenas para alguns como eles fazem.
Lutem mas sejam honestos, deixem desta politica vergonhosa e divisionista que só vos traz perca de votos e venham para cá, sim, mas debater programas honestos e não falsas promessas como o Presidente do Governo que já está lá a 2 anos e nada cumpriu.

Anónimo disse...

Camarada das 13.15, essa cabeça ainda deve estar com os vapores de ontem. O hotel do Carmo está aberto há dezenas de anos, e nunca esteve fechado.

Comentador das 12.51, se o goverdo de cá desse ao Rali Vinho Madeira metade do que o governo dos Açores dá ao seu rali, caía o Carmo e a Trindade que era despesista, que era compadrio, etc, etc.

Anónimo disse...

Atenção, o hotel que está a ser construído na antiga Caju é do emigrante da Venezuela muito amigo do ex vereador Gil Canha. Eu cheguei a ver o tal emigrante no gabinete do ex Vereador. Infelizmente a cidade está a cair de podre porque o Cafofo é um bluff. Só língua.

Anónimo disse...

Olhe sr anónimo das 13:15, gostei do que disse.Tem toda a razão quando diz que a população está de olho aberto e cabeça atenta.O sr anónimo das 11:53 também falou bem.

Anónimo disse...

Este Cafofo tem mesmo ca uma lata que só lembra a um careca! Reabilitação 0, é o que ele fez. Essa vergonha de Gabinete do arquiteto iluminado que só ilumina na Madeira porque há papalvos que acreditam na cantiga dele o que fez até hoje? A infelizBerta está na mesma, o centro da cidade está na mesma, a única coisa que não está na mesma é o Diário que todas as semanas publica 3 paginas de propaganda palerma do Gabinete que não faz nada, que não distingue sequer uma ARU de uma ORU! Tenha vergonha senhor Cafofo! Apresente as contas deste disparate de Gabinete que o povo do Funchal quer saber!

Anónimo disse...

O arq. Paulo David está sempre a ganhar, ganhou milhares com o regime jardinista (sociedades de desenvolvimento) e agora quer ganhar com o cafofiano, É um sempre em pé da arquitectura. Alguém já alguma vez viu esse senhor a fazer uma critica publica de alguma coisa? Caladinho e sempre a ma...r

Anónimo disse...

Não foi este Arq Paulo David a quem o Governo Regional encomendou as Iluminações Natalicias????
Portanto antes dele trabalhar para a Camara já tinha trabalhado para o Governo, agora é que ele não serve??
Arranjem outro argumento sem politica suja e deixem de fumar menos.

Anónimo disse...

Julgo que o comentário das 13,15h deveria referir-se ao Hotel Sta Maria, o que é uma realidade de reabilitação que durante os mandatos do Albuquerque esteve encerrado.
Este não deve ser comentarista profissional nem deve estar destacado para exercer funções de ataque aqui neste blogger.

Anónimo disse...

O que é que o investimento na hotelaria tem a ver com quem é presidente da Camara ?
Tem a ver com a oportunidade e o momento, que é em Portugal, e também na Madeira muito bom na altura que atravessa o mercado do turismo.

Anónimo disse...

Devia de pensar duas vezes antes de atacar o programa de reabilitação emplementado pelo Gabinte da Cidade. O Arquiteto Palo Davide está com uma equipa a trabalhar para o bem da cidade em regime de não pagamento (o contrato é público e todos podem ficar a par, aliás seria ilegal estar a receber quando há arquiteteos bastantes na câmara já com ordenado mas sem ter de fazer). Este senhor engenheiro foi tentar ser admitido para o Gabinete da Cidade mas não o aceitaram porque exigiu ordenado elevado, e agora vem lançar calúnias para aqui. Devia ter vergonha e pensar mais nos interesses do Funchal e não apenas em si!

Anónimo disse...

O Eng. Paulo David não é um vendido! Não é um oportunista! É uma pessoa que trabalha em prol da sua sociedade.

Anónimo disse...

Também já é engenheiro ?

Anónimo disse...

Mas agora é a Camara que vai adquirir todos os prédios antigos aos particulares e reabilitar, isto está tudo louco ou que é?
No tempo do Albuquerque/Rubina o que se reabilitou?
Só se foi o Lindo e Grandioso Fontenário da Praça das Fontes que se transformou em Prateleira de Cozinha.... Isso sim uma grande reabilitação.
Tenham vergonha na cara e não venham para cá com crónicas e comentários de encher chouriços.
Volta Alberto João que a estes nem lhe deste formação.

Anónimo disse...

há dias ouvi um jovem dizer isto: "mas isto é claramente um comportameto tipico de madeirense"