quarta-feira, 3 de maio de 2017


Orçamento Participativo 
– a indignação

O Orçamento Participativo (OP) é um importante instrumento de cidadania participativa, disso não há dúvida, e esse princípio é transversal tanto à esquerda, como à direita, ainda que Paulo Cafofo queira reivindicar esse projeto apenas para as autarquias de esquerda, a verdade é que também há câmaras do PSD que implantaram mecanismos de cidadania idênticos por todo o país. Contudo importa desde já dizer que este OP de Cafofo peca, logo à partida, pela presença de políticos (dos deles claro) nas mesas de participação, o que contamina, na origem, e de forma descarada, o espírito de liberdade e democracia que são a essência destes OPs, isso é muito grave e saltou logo à vista, estando esse facto devidamente fotografado.


Contudo, e mais grave ainda, sendo este o fundamento da presente indignação, é que no Sábado passado, saiu na Comunicação Social, o caderno respetivo à 2ª edição do OP da CMF, com os devidos projetos submetidos para votação final da população, quando então, constatamos, com muito espanto e indignação, que estão submetidos a votação final projetos como: Reparação de tampas de esgoto? Reforços de Semáforos em S. Martinho? Ligação do Esgoto do Caminho do Pimenta à Estrada Laranjal? Acessibilidades nos Passeios? Construções de passeios, pavimentações de estradas, entre outros.
Meus Caros, vamos lá pôr ordem nisto, projetos como os que mencionei atrás jamais devem ser objecto de OP, pois eles fazem parte, ou são exatamente, a função de uma Câmara Municipal, ou seja, uma das principais obrigações das Autarquias, e do Poder Local em Portugal, é precisamente zelar pelos esgotos, pavimentos, passeios, semáforos etc, é para isso que serve uma Câmara Municipal, não para outras coisas, bem como o OP, serve para apurar outro tipo de projetos, que não aqueles que já são obrigatoriedade Institucional da Função da própria Camara. Isto é muito grave!
Mas estamos a brincar às Autarquias e às Camara Municipais? Mas estão-nos a passar um atestado de Pacóvios? É isto que parece!
Já todos percebemos que a CMF, nestes quatro anos funcionou em “Serviços Mínimos”, e que nada fez, qualquer pessoa minimamente esclarecida percebe isso, como da mesma forma, já muitos percebemos que a Politica de Paulo Cafofo e José Miguel Iglésias é verdadeiramente Populista, na mesma linha de Populismo que temos assistido na comunicação social e redes sociais, de Donald Trump e Marine Le Pen, dessa forma, não estará na hora dos nossos politólogos regionais, dos nossos profissionais sérios e isentos da comunicação ( não jornalistas fanáticos de esquerda), dos nossos comentadores e pensadores, começarem a desmontar seriamente esta linha de atuação politica de Cafofo e Iglésias? Porque isto é Populismo Puro e do mais Barato, chegarmos ao cúmulo de apresentar num orçamento participativo, obras que deviam ser obras correntes e obrigatórias da câmara e que deviam normalmente constar no seu orçamento municipal. É caso para dizer, ao que chegamos por favor?! A População tem se ser informada sobre quais são as verdadeiras funções de uma Autarquia, pois o povo esta a ser enganado, e não queremos mais esta desgraça para a Madeira, um bando de Populistas que usurparam o principal poder local da região, que nada fazem pela cidade, nem coisas básicas, que afinal são reivindicadas pelo povo através das OP,  e que por via de uma congeminação qualquer com um órgão de comunicação social da região, vendem ao povo, gato por lebre! Basta, temos de dar um fim nisto, a bem do nosso progresso, a bem da nossa cidade!

O Cidadão Participativo

12 comentários:

Anónimo disse...

Enquanto isso há 18 mil doentes em lista de espera p cirurgia importante é tirar de lá o cafofo isso é o que importa povo enganado

Anónimo disse...

Que palhaçada. Orçamento participativo de mentira.

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com esta reflexão, era o mesmo que o Hospital agora começar a referendar se devia atender nas urgencia, por exemplo, à população de sao martinho, a obrigação do hospital é atender nas urgencias todas as pessoas, assim como a obrigação da Camara é tratar dos esgotos, pavimentos e obras em todo o concelho, isso não referendavel.

Anónimo disse...

Senhor cidadão participativo aqui está o link para o OP da Madeira:

https://opp.gov.pt/propostas/area-geografica/regioes-autonomas/zona-geografica/regiao-autonoma-da-madeira

Desculpe mas não encontrei nada do que refere no seu texto "esclarecedor"!

Anónimo disse...

Um autêntico faz de conta....que conta, mas não conta nada. A (des)confiança instala-se!

Anónimo disse...

caro anonimo das 21:01, as propostas a votação final da s2 ediçao do OP deste executivo, foram publicadas num suplemento do diario de noticias da madeira no ultimo sabado dia 29 de Abril, penso de igual forma que a sua consulta devera ser dirigida ao site da CMF e não esse...

Anónimo disse...

o orçamento participativo foi a maior invenção para publicitar o poder instituido, neste caso de Cafofo. Barato para o orçamento municpal na verba destinada aos projetos mas já caro ao prçamento da camãra com as paginas de publicidade paga, dos cadernos de publicidade paga, que a coberto de informar os municipes, vai alimentando a campanha de cafofo.
Quanto custa afinal todo isto? carros pintados, motoristas , funcionarios envolvidos, publicidade.
Cafofo aparece e os seus vereadores em publicidade paga. quantos milhares de euros custa isto?

Anónimo disse...

E eu quando vou votar e encontro os Caciques do PSD junto a entrada das mesas de voto a me cumprimentar apenas nesse dia todos sorridentes, assim como candidatos e elementos da lista PSD, que dizer disto??
Sai uma remessa de espelhos, já!!

Anónimo disse...

Que nós sabemos foi esta Camara do Cafofo que iniciou o Orçamento Participativo na Madeira ao contrário de quando lá esteve a Rubina que não havia nada.
Realmente isto incomoda, vamos votar nos mais honestos.
Voto Cafofo.

Anónimo disse...

Estes orçamentos participativos, seja de governo ou de câmaras, são uma palhaçada. Servem para enganar tolos.

Anónimo disse...

Vota vota, não passas dos 20%

Anónimo disse...

Explique-me por favor o que fez Cafofo nos últimos 4 anos???
Ah, espera, fez estacionamentos para as motas... Está bem, brilhante trabalho camarário!
Força Rubina Leal!!!