quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Comunicado no Fénix dá inquérito







AFM diz-se ofendida 
com o Presidente do Bairro da Argentina








Vem áspero e com cara de poucos amigos o comunicado divulgado aos ventos no dia de ontem pela Associação de Futebol da Madeira. Entre outras marteladas - com o martelo da justiça associativa - temos esta prenda:  

031/ DISC. - 2016117 - DISCIPLINAR ao Presidente da Associação Desportiva, Cultural e Recreativa Bairro da Argentina, José Luís Nunes Sousa, pela publicação no blog "Fénix do Atlântico", em 04 de Fevereiro de 2017, de um comunicado com declarações lesivas e ofensivas aos órgãos sociais da Associação de Futebol da Madeira.  

Se aparecesse isolada, esta ameaça passava despercebida. Tomaríamos o caso como talvez um mau acordar do Presidente Rui Marote, a querer pegar com as pedras para descarregar a noite mal dormida.
Porque a 'brabeza' do nosso Amigo Marote faz sorrir. Ora! Considerar "declarações lesivas" o também desabafo do Presidente do Bairro da Argentina aqui no Fénix, em hora de indignação!...
O caso é que nos quer parecer que está a ser desenterrada a moda dos inquéritos e processos. Isto é, processar por três razões: por tudo, por nada e por dá aquela palha. Para calar o povo. Não apenas neste patamar desportivo, mas também no tribunal que tem nos corredores aqueles bancos de mármore, frígidos, para deixar o freguês desconfortável e desejoso de sair dali para não mais voltar a pecar.
Acontece que há quem esteja calejado. É o caso. Com uma centena e meia de processos em tribunal no tempo da velhíssima senhora (não por roubar galinhas ou bancos, mas por 'crime de liberdade de imprensa', que deram sempre num conselho de alpercatas), não seriam agora meia dúzia de queixas com papeladas para cá e para lá, reuniões com advogados e aberturas de instrução a desmobilizar a luta que pr'aqui vai.
Julgo que o Presidente do Bairro da Argentina José Luís, nesta altura do campeonato, estará mais preocupado com o próximo jogo da equipa do que com os assomos disciplinares do nosso eterno Presidente da AFM.
Raio de democracia esta que nem na bola se pode mandar uma boca... 

7 comentários:

Anónimo disse...

nesta terra, quem ousa falar, é sempre alvo de perseguição! Vergonha este processo! A CENSURA VOLTOU!

Anónimo disse...

a PIDE voltou?!

Anónimo disse...

Parece que "a virgemm ofendida" está com saudades do tribunal...

Anónimo disse...

nao percebo porque é que mais ninguém denuncia. Tem todos medo do Marote? cambada de oportunistas e interesseiros!

Anónimo disse...

Disse bem Calisto: o eterno presidente!
Ainda falavam do outro...existem tantos outros, particularmente nas associações desportivas e casas do povo, que certamente já bateram o recorde do único importante!

Anónimo disse...

Chama-lhe put.. antes que ela te chame a ti.

Anónimo disse...

e ainda querem que os meus filhos joguem no regional de futebol. NUNCA enquanto que esse Marote estiver lá e o futebol nao começar a ser sério.