quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017


Gostaria de saber...


Milito no princípio de que nunca é tarde para aprender. 
Na sua habitual oposição ao Partido Social Democrata de antes do Achamento da Madeira em 2015, o Presidente do Governo Regional, para quem não existe outra Oposição - viva a união nacional vigente - declarou que era preciso evitar os erros dos anos noventa, no turismo. 
Esses, outros, os de agora, todos e os de todos os sectores.
Concordo.
Assim, venho mui respeitosamente solicitar que nos seja propiciada a descrição de tais pecados, para todos nos emendarmos. 
E para o João Carlos Abreu lá voltar a ensinar os ignorantes. 


Funchal, 23 de Fevereiro 2017


Alberto João Cardoso Gonçalves Jardim

13 comentários:

Anónimo disse...

Não precisamos de denegrir o passado.
Se existiram erros, não os copiem simplesmente.
É necessário pensarmos no futuro, e este não é igual ao passado.
Por vezes antes de atirarmos a pedra é necessário meditar, e talvez sentados sobre ela...

Anónimo disse...

Ganda Alberto. Volta que fazes muita falta.

gonçalves disse...

O presidente de garcês do norte. Assinou escitura do seu apartmento em Lisboa e povo vicentino convence-se que o coitado é o mais humilde ambulante da terra. Ordenado de autarca dá pra muito. Vou-me candidatar a presidente de câmara porque não consigo arranjar trabalho. Bom carnaval para o garoto do calhau.

Anónimo disse...

E o Senhor também defende ainda a Marina do Lugar de Baixo que este Fenix mostrou fotografias?
O Senhor aprovou e injetou muitos milhoes .
Vá lá explique-nos porque somos todos ignorantes em Marinas....

Anónimo disse...

Calisto,

Outra vez lapis azul ao comentário que enviei ontem à tarde ?
Então e o espírito democrático e de liberdade de expressão ? A Fênix está a deixa-los voar ?
A não ser assim, agradeço que publique o meu comentário de ontem nesta rubrica.

Anónimo disse...

Não Acredito que o Garcês de São Vicente tenha comprado um Apartamento em Lisboa!!
Como é que é possivel em 3 anos de Mandato, ter um BMW novo, Um Mercedes Novo, comprou uma casa na Fajã da Areia (isto é a parte que se sabe) e agora mais um apartamento em Lisboa...
Descobriram algum poço de petrolio em São Vicente??
Ai Catanho tens muita matéria pela frente...

Luís Calisto disse...

Caro Comentador
Tenho pedido insistentemente um esforço para que se evitem insultos e calúnias nos comentários. Os textos vêm bem feitos, do ponto de vista do conteúdo, mas a forma impede-me de os veicular, sob pena de estar a reiterar os insultos e as calúnias.
Ou seja: basta tirar uma palavrinha. Não custa nada.
Não colaborar com um insulto anónimo a quem por este motivo não pode contra-atacar não é censura, é justiça.

Anónimo disse...

Os erros no Turismo actualmente são vários...
Mas a apostar no passado, seria voltar a promover o Turismo Sexual com Menores!
Grande nicho que estava em franco crescimento, pena que a Interpol e a Europol estragaram a festa da paneleirada pedófila que para cá vinha ás carradas!

Luís Oliveira

Anónimo disse...

Caro Calisto,

O meu comentário de ontem à tarde que você não publicou, nada tinha de ofensivo ou insultuoso.
Apenas disse que foram de facto cometidos muitos erros anteriormente, que os governos e governantes de Jardim não eram imaculados, e que, durante os seus governos se cometeram das maiores burrices da história da Madeira.
Nem a linguagem que utilizei foi excessiva.
Daí que o desafie a publicar o comentário. Tenho a certeza que os seus leitores não perderão a virgindade intelectual.

Luís Calisto disse...

Não foi bem assim...

Anónimo disse...

Publique que os seus leitores farão o julgamento.

Anónimo disse...

Esse governo esta a aproveita todas as iniciativas do governo anterior e fazem muito bem, são áreas que foram bem planeadas e que continua a cativar muitos turistas na Madeira.

Anónimo disse...

O que continua a cativar os turistas são os baixos preços e a instabilidade no norte de África e Turquia.
Aproveitem que isso ainda vai durar uns bons anos.
Os méritos do governo (actual e anterior) para isso são pouco mais do que nulos.