quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Reunião hoje na ALM



Em defesa das Micro e Pequenas Empresas





Na reunião hoje realizada no Parlamento com a "Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas", o PCP/Madeira valoriza a sintonia de orientação quanto à necessidade de medidas específicas e favoráveis às micro-empresas da Região Autónoma da Madeira. Na Região cerca de 96% das empresas são micro-empresas, ou seja mais de 23 mil empresas que formam uma alavanca decisiva para a economia regional.
Foi destacada nesta reunião a importância de haver uma carga fiscal mais favorável para as micro-empresas. Seria importante para o desenvolvimento regional reduzir para 15% a taxa de IRC para as empresas instaladas na Região e de 10% para as novas micro-empresas.
Outro vector considerado foram as dificuldades impostas às micro e pequenas empresas na Região no acesso aos fundos comunitários, nomeadamente ao "Madeira 2020". Neste sentido, o PCP irá requerer uma Audição Parlamentar para avaliação das eventuais incidências da discriminação negativa quanto ao acesso ao Quadro Comunitário.
Texto e foto: PCP

3 comentários:

Anónimo disse...

Olha o PC apoia as medidas do Sousa. Redução do IRC para toda a Região, até os 10%. Afinal uma Região OFFSHORE senhor Edgar...

Anónimo disse...

O que o PCP quer sei eu...

Anónimo disse...

Camaradas, vamos com o punho esquerdo levantado lutar contra os off-shores. A Madeira é rica e não precisa disso para nada. O dinheiro que vá para os Emirados Árabes, Jersey a Suíça e outros pobretanas....