sexta-feira, 7 de abril de 2017

Mobilidade parada



TAP vende bilhetes a mais 
e deixa passageiros em Lisboa


Para resolver o problema das enchentes para a Madeira nesta altura do ano, a transportadora de bandeiras embandeirou em arco e desatou a vender bilhetes a torto e a direito, à louca, talvez pensando em desistências. Ora, por exemplo o voo 1677 para sair da capital do reino pelas 19.30 de hoje, às tantas foi declarado completo... ficando a ver aviões mais de 20 pessoas com bilhete fresco e bem pago, alguns até adquiridos em Dezembro.
Bagunça no Aeroporto Humberto Delgado. Na melhor das hipóteses, os passageiros 'excedentários' teriam viagem garantida dia 10...
Bem. O avião levantou e veio rumo à Tabanca. Por lá ficaram os infelizes sem lugar. Curiosamente, dizem-nos que a TAP meteu a mão no bolso (o nosso) e puxou 250 euros para indemnizar e calar os desolados candidatos a viajante. Sempre dá para ir até à Portugália tomar umas imperiais para esquecer a decepção.
E pronto, assim (não) se viaja neste País desenvolvido e nesta Região com mobilidades a dar com um pau.

16 comentários:

Anónimo disse...

Os Engomadinhos que não sabem gerir um Hospital da década de 70 e com a Falta de Medicamente provocam mortes, deveriam participar no Capital Social da SATA e conjuntamente construírem uma Companhia Regional de média dimensão para ultrapassar tudo isto.
Nisto como em muitas coisas os Açoreanos dá-nos cartas, pois são mais honestos, poupadinhos e pensam em primeiro lugar na sua Região.
Lembrar que a Construção dos Hospitais nos Açores não tiveram a participação financeira da Capital do Reino, portanto Presidente dos Açores exiga de imediato contrapartidas referente ao beneficio dado a Madeira na construção do Novo Hospital. Um Pai quando tem 2 filhos, não pode e não deve menosprezar um, ou comem todos ou então não há nada para ninguém.

Anónimo disse...

Esta companhia é maioritariamente publica e o seu presidente é nomeado pelo amigo do Cafofo , Costa de seu nome ; Ficam agora os madeirenses a ver as falacias destes gajos , tudo prometem e nada fazem

Anónimo disse...

O que me espanta é ainda as pessoas insistirem a viajar na TAP.

Anónimo disse...

Maioritariamente pública? É melhor saber o que se diz.Falar à toa é no que dá. Também é melhor não falar em promessas senão a balança pende .Se pende.

Anónimo disse...

Enquanto não existir concorrência a sério na linha, vamos ter disto ... e a tendência é piorar... Mas por outro lado se as pessoas reclamarem junto do INAC, ( http://www.inac.pt/vPT/Passageiros/DireitosPassageiro/Paginas/DireitosdoPassageiro.aspx ) a TAP por cada passageiro terá de desembolsar pelo menos 350 euros...

Anónimo disse...

Bem...o vermelhinho bateu com a porta e está a preparar a AIR GIN

Anónimo disse...

Comentários ignorantes de quem não quer ver (só assim se compreende estarem os mesmo no poder estes anos todos). andam preocupados com contentores na rua, mas o essencial nada.
Só nesta semana tivemos as questões das despesas não lançadas no irs, esta anarquia com a tap... mas o problema são os baldes do lixo sujo.
Engraçado que os aspectos importantes os nossos politicos continuam a passear nos seus belos carros, com os seus fatos e certamente não precisam dos subsidios de mobilidade porque quando se deslocam vão em serviço publico e quem paga é o do costume.
Já agora quantos mostraram indignação com o arquivamento do caso do dias loureiro ou do outro da pandilha!!!! alguns parecem estericas nas redes sociais, quando as questões essências ...o problema é da republica. até o comentário na nomeação do brazuca a culpa é do costa...esse deve ter aterrado no planeta agora (à quantos anos esse senhor está no poleiro da tap???)

Anónimo disse...

Enquanto o GR não fretar aviões só para madeirenses e portossantenses nas épocas mais críticas, como carnaval, páscoa e natal, a tap vai continuar a gozar conosco! Deveria haver 2 aviões no sentido Funchal-Lisboa e vice-versa e um avião no sentido Funchal-Porto, num vai-vem constante. As tripulações quando fizessem o seu horário, eram substituídas por outras, e os aviões constantemente a voar enquanto houvesse passageiros nestes períodos, em que somos "chulados" pela TAP.

Anónimo disse...

A Sata devia ser a Companhia das Ihas com reflexos importantes para as duas Regiões, apostando no mercado Nacional....Umas 3 ligacoes por dia com Lisboa//Funchal/Lisboa, descia o,preço, para exportaçào e importaçào...com avoes cheios da Sata. Nao se esqueçam que o continental nao,pode vir à Madeira com estes preços para uma familia. E para os estudantes deviam ser fretados avoes para o efeito em Junho, Setembro e no Natal.

Anónimo disse...

Oh Anónimo 8 de abril de 2017 às 15:08
Você anda muito mas muito distraído o atual CEO da TAP é Fernando Pinto e foi nomeado pelo governo anterior ao de António Costa ... este poderá ser responsável pela recondução/manutenção do CEO!!

Anónimo disse...

O Fernando Pinto Está na TAP à 17 anos, ou seja foi José Sócrates que o nomeou.

Anónimo disse...

O anónimo das 16:38, está enganado

Anónimo disse...

para estas brincadeira da TAP só ha uma atitudes, pô-los a pagar indemnizações, deixo o link para reclamar, no meu caso nem demorou 15 dias... e estava a receber o guito... e sempre que puderem reclamem no livro de reclamações... o link da ANAC ( http://www.inac.pt/vPT/Passageiros/DireitosPassageiro/Paginas/DireitosdoPassageiro.aspx )

amsf disse...

Ao anónimo 8 de abril de 2017 às 20:20

Não se esqueça de fretar mais dois aviões e duas tripulações tendo em conta o número de vezes em que aviões e tripulações ficam cá ou lá retidos por causa do vento! Problemas haverá sempre até porque estes problemas têm um efeito dominó sobre aviões e tripulação.

Anónimo disse...

Eu gosto de ver o irmão do vitinho vir defender os que nos espezinham na capital do reino, e que gozam da nossa cara!

Anónimo disse...

Na terra dos tontinhos do PSD, a culpa continua a ser de outros partidos, de Lisboa, da Tap, afinal quem quiz este modelo? Agora resolvem o que fizeram, nem negociar sabem. Uma terra mal governada, afinal querem a autonomia total, o povo anda farto disto tudo, os Açores procuram o bem comum e na Madeira terra com pouca credibilidade, procuram encher os seus bolsos e o povo que sofra. Como um CEO de uma companhia a Rynnair, os açorianos um povo trabalhador e cumpridor, por isso viemos para esta terra e a Madeira deu a ideia de uma terra de cigarras...,