sexta-feira, 7 de abril de 2017

Problemas básicos da Saúde



Carlos Pereira quer 'dar a mão' 
a Miguel Albuquerque

O líder do PS-M, Carlos Pereira, vai propor ao Grupo Parlamentar do PS na Assembleia da República, a apresentação de um projeto de resolução para que, mais uma vez, o Partido Socialista dê a mão ao Governo Regional a fim de resolver os problemas básicos no Sistema de Saúde da Madeira.


Carlos Pereira pretende aferir quais são as boas práticas efetuadas no plano nacional de modo a evitar as frequentes carências de medicamentos. O PS-M não permite que esta problemática se mantenha e irá solicitar a colaboração da Assembleia da República para ajudar o Governo Regional a resolver estes problemas básicos que continuam sem resolução.
Note-se que esta situação, da falta de medicamentos, é totalmente inaceitável, tendo Carlos Pereira de voltar ao tema, dando “um passo à frente” de modo a ajudar a resolver mais um dossier que este Governo não tem capacidade de resolver.
Por outro lado, aconselhou o Governo Regional a trabalhar, para que o novo hospital seja rapidamente construído, para usufruto dos cidadãos da Madeira e Porto Santo, e deixar-se de politiquices, que surgem no debate político, sempre que o executivo se vê pressionado por situações que não cumpre.
Texto e foto: PS-M

16 comentários:

Anónimo disse...

A única coisa a fazer e de URGENTE NECESSIDADE é trazer Gestores e gente competente da Direcção Geral de Saúde para gerir, porque estes são uns incompetentes e deixar lá o dinheiro dos contribuintes Cubanos que não estão para sustentar estas Patifarias.
NA MADEIRA DE MIGUEL ALBUQUERQUE MORREMOS POR FALTA DE MEDICAMENTOS
VEJAM O QUE O DN DIZ HOJE COMO ARTIGO
Ainda não vi um desmentido da Secretaria Regional e a POPULAÇÃO ANDA INQUETA E ALARMADA.

Anónimo disse...

E temos um problema básico de oposição. Assim não se vai lá.

Anónimo disse...

Realmente e da maneira que vai a saúde na Madeira, o melhor será pedir ajuda ao exterior.

Anónimo disse...

O único que percebia daquilo e que tinha coragem era o Dr. Miguel Ferreira, o resto é paisagem.

Anónimo disse...

Uma boa forma de "acabar" com a falta de medicamentos é pagar umas páginas de propaganda ao DN.

Anónimo disse...

O Secretário já teve tempo de saber o que se passa.
Se não há dinheiro suficiente, o Senhor RUI Gonçalves que manda no , que liberte mais orçamento para medicamentos, vacinas, etc.
Não é Erro Jornalístico.
É falta de prioridades deste Secretário das Finanças.
Estamos a viver mais tempo, com doenças crónicas que se prolongam nos tratamentos e dão sobrevida. O que naturalmente custa Mais.

Anónimo disse...

Onde anda a Escórcio? O que sabem estes do assunto?

Anónimo disse...

Queria dizer que o RUI GONÇALVES é que manda no Governo e não liberta dinheiro para os medicamentos.

Anónimo disse...

se no continente onde a esquerda está unida tem problemas nos hospitais o que o Carlos pereira quer ajudar ?

Anónimo disse...

E se o problema for nacional? Faz bem o Sr deputado na AR em intervir. É sua obrigação.
http://rr.sapo.pt/noticia/80607/vacinas_ha_indisponibilidade_pontual_mas_nao_ha_ruptura

Anónimo disse...

Mas a Escórcio percebe alguma coisa? Credo!!!

Anónimo disse...

Tal como no 20 de Fevereiro, necessitamos urgentemente de AJUDA EXTERIOR para nos acudir na saúde.
Necessitamos de Técnicos Gestores e pessoal especializado da Direção Geral de Saúde para trabalhar nesta Ilha.
Precisamos também de uma Pessoa Qualificada e Conhecedora para exercer as Funções de SECRETÁRIO REGIONAL.

Anónimo disse...

Isto é o máximo um secretário que é imune a ruídos ( críticas) uma administração do hospital que é uma nulidade é um incompente que gere os dinheiros uma noviça que gere as compras e vai faltando medicamentos e não só isto é só a ponta do icebergue que o DN não consegue esconder. Volta MFerreira o único que sabia o que estava a fazer. Para rebentar com aquilo de vez já só falta por aquele senhor que escreve para o DN e que se intitula gestor e que agora já não fala da falta de medicamentos porque lhe deram um tacho de mil euros para não fazer nada. Renovação maravilhosa e ainda aqui vamos

Anónimo disse...

Que se lixem os doentes. Para o vilão das finanças o que interessa é o super-avit.

Anónimo disse...

Quais problemas do serviço de saúde quais faltas de medicamentos e tudo um erro jornalístico estar sempre a falar da mesma coisa diz o senhor secretário. Tá cada vez melhor isto vindo de quem vem erro jornalístico?????

Anónimo disse...

Isso mesmo, o secretario das finanças com as poupanças para pagar o dinheiro que esbanjou no tempo de Jardim, està a lixar o Albuquerque e as nossas vidas. Impostos 30% mais altos qiue os Açores e um hospital sem medicamentos...