sexta-feira, 12 de maio de 2017

"Embuste das aparições": Cafôfo chamado a demarcar-se



Heresia de Trancoso sobre Fátima 
revolta Rui Barreto 




O candidato do CDS-PP à Câmara do Funchal, Rui Barreto, desafiou esta manhã o presidente da autarquia e líder da Coligação Mudança, a que pertence o BE, a desmarcar-se da "declaração vergonha" do presidente da Assembleia Municipal do Funchal e deputado bloquista na ALM, Rodrigo Trancoso, que considerou as Aparições de Nossa Senhora de Fátima "um embuste".


Rui Barreto, que se fez acompanhar dos candidatos do CDS-PP às Juntas de Freguesia do Funchal (Pedro Araújo, Santa Maria Maior; Nelson Costa Ferreira, Santo António; Ricardo Fonseca, Santa Luzia; Marco Leça, Imaculado Coração de Maria; António Jorge Pinto, São Gonçalo), lembrou que o presidente da Assembleia Municipal tem um dever institucional e reprova que um partido que se apresenta como paladino do respeito pelas diferenças tenha desrespeitado não tenha respeitado os católicos da Madeira.
O candidato popular lembrou que Rodrigo Trancoso integra a Coligação Mudança liderada por Paulo Cafôfo, que decidiu conceder tolerância de ponto na tarde do dia 12 de maio, esta sexta-feira, a propósito das celebrações do Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, e destacou que o presidente da Assembleia Municipal também é tesoureiro do Executivo Mudança da Junta de freguesia do Imaculado, que também concedeu dispensa aos funcionários.
Rui Barreto aproveitou para reafirmar que a sua candidatura está coligada apenas com os Funchalenses e pediu aos eleitores que não se deixem enganar com boatos postos a circular pela candidatura do PSD.
Texto e foto: PP

26 comentários:

Anónimo disse...

Coitado do Trancoso. Aquilo não foi por mal. Apenas é um idiota, e deu-lhe na mona sair-se com aquela, que fica sempre bem no politicamente correto das Catarinas e das Marianas.
Esqueceu-se é que ele próprio é dirigente de uma autarquia que deu tolerância de ponto para que os seus funcionários possam comemorar o "embuste".
Coitado. Podia lhe dar para pior.

Anónimo disse...

Aquilo está tão caro por lá, que de certeza que a virgem Maria este ano não aparece.

Anónimo disse...

O Professor Cafofo vai, sim, limpar o embuste que constitui o PSD: desde os jardinistas, aos cunhistas, aos manelistas, aos ramistas e, claro, aos renovadinhos do senhor albuqueque. Fujam, fujam, laranjinhas, que vem aí o furacão Cafofo.

Anónimo disse...

cada palhaço com a sua palhaçada! Vai fazer queixinhas à maezinha!

Anónimo disse...

Furacão Cafofo ? faz lembrar operação furacão , operação lava jato etc .
de fato pode ser que chegue á camara do funchal e depois vamos ouvir falar do furacão Cafofo.

Anónimo disse...

De facto fátima revela a ingenuidade do nosso povo mas quanto às elites que lhe dão cobertura pode-se claramente afirmar que usam fátima como embuste. O deputado Rui Barreto não pertencendo ao número dos ingénuos claramente pertence ao número dos embusteiros que nestes dias tiram o máximo proveito económico, politico, religioso e social de tudo isto.
Infelizmente até os sectores que apontavam o salazarismo como embusteiro usam fátima, o futebol, etc da mesma forma. Aliás, seriam muito ingénuos se não fizessem perante uma opinião pública claramente ignorante e alienada.

amsf

Anónimo disse...

Por mais que desgoste dos cafofianos e restantes carraças infetas que dele se alimentam, tenho de concordar com o Trancoso! Fátima É um embuste! Um suposto milagre, surgido estrategicamente numa altura que a igreja via a sua importância se desvanecer perante a laica 1ªRepública e que o ideal comunista ganhava terreno numa Europa devastada pela Grande Guerra. Uma alucinação coletiva, em que meia dúzia de infiltrados afirmaram ver o sol a bailar e os restantes, para ninguém duvidar da sua crença também o afirmaram (também toda a gente via o rei vestido até uma criança dizer que ele ia nú). Fátima continua a ser, ao lado do Futebol e do Fado, hoje em dia substituído por outro tipo de fenónemos popularuchos como a Casa dos Degredos, mas com o mesmo propósito, o "ópio" do povo, algo fácil e sem precisar de pensar muito para se esquecer das agruras da vida. Nesse aspeto serve apenas para consolar a alma, como os analgésicos escondem a dor sem tratar as causas.

Fátima é um negócio que faria Jesus Cristo, se realmente existiu, algo que não é garantido, abençoar os vendilhões do templo de Jerusalém. Neste aspeto, estou totalmente de acordo com o Trancoso. Fátima É um embuste. E um embuste milionário e livre de impostos!

Agora, se o Sr. Barreto se referia ao facto do Sr. Trancoso ser um embuste e se contradizer por criticar Fátima, mas ao mesmo tempo dar tolerâncias de ponto aos funcionários das autarquias onde se encontra, razão dou ao Sr. Barreto.

Anónimo disse...

Chamar embuste a Fátima deveria ofender os católicos da mesma forma que dizer que o Pai Natal não existe a uma criancinha ofende essa criancinha. Ficam tristes, mas não passa da constatação do óbvio e da quebra das histórias da carochinha que lhes contaram quando eram pequenos. Querem acreditar em algo sem provas, bem esse é o princípio da fé. Mas agora não obriguem quem não acredita a esconder a sua opinião só por que não vai de acordo com a vossa fé, mesmo que não apresentem a menor prova de tal "milagre"!

Anónimo disse...

Querem ver que o Barreto ainda vai reativar o Pelourinho do Funchal para mandar queimar, ou pelo menos chibatar o Trancoso por tamanha heresia de dizer que não acredita em contos de fadas? Já ouvi falar que Barreto teve treino em decapitamentos na Síria!

Anónimo disse...

Cada cafofiano com o seu Cafofo.
Juntos até o embuste final.
Valha-lhes a Virgem de Fatima, porque o povo não lhes vai valer.

Anónimo disse...

Então o rapazola acha-se tão importante, ao ponto de ofender a natureza judaico cristã do povo português, e dos funchalense, de facto o garoto é um embuste e a 1 de outubro, em vez de aparição, será o fim do dito, sem história

Anónimo disse...

Trancoso é contra Fátima mais a favor da tolerância de ponto

não faz sentido

Anónimo disse...

Fazer sentido, faz. Chama-se hipocrisia.

Anónimo disse...

Oh Ignorante vai fazer queixinhas a Mama Cristas.
Que tem a ver o Cafofo com isto? Queres é ter visibilidade e espaço na comunicação social já que ninguém te liga nem ao Partido dos Submarinos que isso sim foi um verdadeiro milagre para alguns de vocês naquela época.
Eu também queria que todos os meus funcionários fossem do Benfica, mas não é que há 2 Sportinguistas infiltrados, que vou fazer, vou despedi-los quando são bons funcionários.
Santa Ignorância, aconselho este pseudo candidato a ir rezar para o Terreiro da Luta, 100 Avé Marias e 100 Pai Nossos seguidos para se penetenciar.

Anónimo disse...

O aproveitamento que o cds faz das cousas um embuste eles não estão preocupados com fatma mas só em atingir o cafofo ricos fiéis lololl

Anónimo disse...

O Trancoso é um pateta. Puseram-no em presidente da assembleia municipal, e ele ficou inchado a pensar que é uma grande personalidade.
Mas já Jesus dizia: abençoados os pobres de espírito que deles será o reino dos céus.

Anónimo disse...

Este Rui Barreto é uma nódoa. Não acerta uma. O Trancoso nao falou como Presidente da AM.

Anónimo disse...

O Barreto é que é o maior EMBUSTE da política do CDS e da Madeira. É um reles parasita da maçonaria.

Anónimo disse...

A campanha deste senhor tem sido uma verdadeira anedota. Primeiro, engana-se sobre quem tutela o bairro do hospital. segundo, propõe medidas à natalidade que não são medidas à natalidade e que já existem. Terceiro, nos últimos dias tem usado a religião para aparecer na comunicação social dizendo barbaridades. Este senhor vem confirmando aquilo que muitos no seu partido já desconfiavam: é um zero à esquerda e será sempre um projeto de líder adiado. Mesmo que tivesse coragem para avançar nunca conseguiria chegar a presidente do cds.

Anónimo disse...

O Trancoso é sempre presidente da assembleia municipal, independentemente da condição em que fala.

Anónimo disse...

Embuste é não se respeitar a Fé de cada um.
Embuste é falar-se como se tivessem todas as verdades quando a História é muito mais do que meia dúzia de factos dispersos e sem o devido contexto.
Embuste é não admitir que o direito em não acreditar, é igual ao direito de acreditar.
Embuste é a ignorância achar que são ignorantes os que acreditam.

Anónimo disse...

Apesar de não acreditar em Fátima, assevero-lhe que não foram só meia dúzia a ver o sol a girar. A minha falecida avó viu o tal fenómeno no meio de milhares de pessoas como ela. E garanto-lhe que era mulher rija e pouco influenciável.

Anónimo disse...

A última vez que vi tal entusiasmo foi nas vésperas do natal e tratavam-se de crianças na expectativa da chegado do pai natal. Ontem e hoje "vi" 99% dos portugueses com entusiasmo semelhante pelo 1% de adultos não são suficientes para mais tarde explicar às crianças que o pai natal não existe.

amsf

Anónimo disse...

Se fosse hoje, os tipos que enclausuraram para uma vida a pastorinha Lucia deviam ser votados ao fogo do inferno. O azar da Lucia foi a salvação financeira da Igreja. Concluindo, condenaram uma criança à prisão perpetua só porque a desgraçada viu Nossa Senhora! Azar do catano!

Anónimo disse...

Este Rui Barrete é o que se chama de: "Artificial"

Anónimo disse...

Betalhada de sacristia, blarckk.