quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Comissão Política laranja trata do Estatuto da Madeira



PSD/Madeira procura consenso





A proposta de alteração ao Estatuto Político-Administrativo da RAM, “documento vital para o futuro da Madeira e do Porto Santo, cuja revisão é urgente”, não é um documento fechado ou estanque, disse hoje José Tranquada Gomes, à saída reunião da Comissão Política do PSD/Madeira, salientando que o Partido procura um consenso.
“Procuramos o consenso que reforce a legitimidade inultrapassável da Assembleia Legislativa da Madeira e dos madeirenses aí representados pelos diferentes partidos políticos” referiu Tranquada Gomes, que foi o porta-voz da reunião da Comissão Política.
O dirigente social-democrata reforçou que esta proposta, assente na “Autonomia Progressiva”, pretende, ainda, consagrar os compromissos assumidos pelo PSD/Madeira, nomeadamente a limitação de mandatos do Presidente do Governo, a diminuição do número de deputados, o reforço das incompatibilidades, o registo de interesses, o sistema fiscal próprio, o círculo eleitoral próprio para a emigração e o Parlamento Europeu e a clarificação das competências legislativas.
No que diz respeito às autárquicas, “o PSD/Madeira reafirma que vai continuar a apresentar os seus candidatos às eleições autárquicas de acordo com a sua própria estratégia, e depois de ouvidas as comissões políticas concelhias”, disse, frisando que a Comissão Política aprovou já os nomes de Carlos Teles (Calheta), de Pedro Coelho (Câmara de Lobos), de Ricardo Sousa (Machico) e o apoio a José António Garcês (São Vicente), como candidatos às respectivas Câmaras Municipais.
Da reunião da Comissão Política Regional saíram, ainda, duas resoluções: a nomeação do deputado Carlos Rodrigues para o cargo de presidente do Gabinete de Estudos e Relações Externas do PSD/Madeira e a marcação da data da Festa Popular do Chão da Lagoa de 2017, agendada para o dia 23 de Julho, na herdade do Chão da Lagoa.

Texto e foto: PSD-M

10 comentários:

Anónimo disse...

Xiiii. Nao me ouviram sobre o dia da festa. Nesse dia ja tenho compromisso. Chatice. Bom sempre ficam as festas em outubro depois das eleições.LOL.

Anónimo disse...

Cuidado; os " melhores" para o" Partido", nem sempre são os melhores para a população e ganhar eleições, a ver vamos...? no Funchal está complicado para o PSD ganhar.

Anónimo disse...

Leram ontem o artigo do Miguel Sousa e já se puseram em sentido.
Agora a proposta de alteração do estatuto "não é um documento fechado".

Anónimo disse...

Alguém pode explicar isto. Porque é que a casa da Luz EEM, é dirigida pelo pessoal que voto no Cunha e Silva e queriam fazer a "Folha" a Miguel Albuquerque. Então são os intocáveis, pouca vergonha, nem luz pagam,.... a ver vamos em Outubro na Madeira toda a gente se conhece.

Anónimo disse...

Na Ribeira Brava também esta quase garantido a candidatura da Drª Nivalda o problema pode ser a candidatura independente de outro/os quadros do PSD da ribeira brava.

Anónimo disse...

Espero bem que as Câmaras que não são do PSD organizem muitos eventos neste dia para tirar as pessoas ao Chão da Lagoa.

Anónimo disse...

Que tal excursões por toda a Ilha para lhes tirar os autocarros e uns concertos na vespa até às 4:00 da madrugada?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Penso que em S Vicente, será no chão dos louros.

Anónimo disse...


Agora só falta meter o Provedor da Canta Casa de Santa Cruz na presidência ou Vice presidência na lista para santa Cruz.

Isto é que é cavar sepulturas.

Continuem a ajudar a JPP desta forma