quinta-feira, 6 de abril de 2017


HORTO-JARDINS
 A agricultura na Madeira não pode ser entendida como uma mera atividade económica.
É arte. É cultura. É articulação perfeita do mineral com o vegetal, graças a um saber acumulado ao longo de gerações.
Os criadores destes horto-jardins, que são um regalo para a vista e um consolo para o espírito, devem ser respeitados e muito melhor remunerados.
Raimundo Quintal
06.04.2017

1 comentário:

Anónimo disse...

O poder do guano na mão do vilão.