quarta-feira, 5 de abril de 2017



PCP atento à Administração Local




Nesta iniciativa que hoje teve lugar no Funchal, foram apresentadas as seguintes declarações políticas pelo dirigente do PCP, Ricardo Lume.
"O PCP está hoje a iniciar uma jornada de contactos com os trabalhadores da Administração Pública Local para valorizar a mais recente vitória destes trabalhadores.
Na passada sexta-feira foi aprovado na Assembleia da República um projecto de lei, da autoria do PCP, intitulado "Estabelece condições de igualdade entre trabalhadores em matéria de progressão na carreira por opção gestionária."
A aprovação deste projecto de lei vem de encontro com as justas reivindicações dos trabalhadores. Ao longo dos últimos anos muitos foram os processos judiciais que contestavam as progressões das carreiras dos trabalhadores da Administração Pública Local, que não tinham sido avaliados para tal efeito. É importante referir que o facto de a avaliação não ter sido feita não foi da responsabilidade das Autarquias e muito menos dos trabalhadores, mas sim do complexo e injusto sistema de avaliação SIADAP. Essa realidade afectou trabalhadores da Administração Pública Local da nossa Região com graves consequências para os trabalhadores da Câmara Municipal da Ribeira Brava. Com a intervenção do PCP foi possível evitar que os trabalhadores das autarquias, tivessem de devolver parte dos salários que receberam entre 2010 e 2015 bem como passar para uma posição remuneratória mais desfavorável.
Para além da proposta do PCP o PSD também apresentou um projecto de lei no mesmo sentido. É caso para dizer, como fica bem o PSD na oposição, pois durante 4 anos de maioria parlamentar PSD/CDS, na Assembleia da República, não mexeram uma palha para resolver este grave problema que afectava os trabalhadores da Administração Pública Local e as suas famílias.
Também não é compreensível o facto do PS e do CDS absterem-se nestes dois projectos de lei.
Mais uma vez fica provado que a luta dos trabalhadores e a intervenção do PCP são fundamentais para garantir avanços nos direitos laborais."
Texto e foto: PCP

2 comentários:

Anónimo disse...

O verdadeiro paleio soviético.

Anónimo disse...


O advogado do PCP que também é advogado do sindicato é que criou o problema da Ribeira Brava porque inteligentemente deixou passar o PRAZO de intentar a ação administrativa principal de complemento do procedimento cautelar.

O problema da Ribeira Brava tinha um nome e esse nome era Artur Andrade, advogado que por desleixo deixou passar o prazo judicial e criou todo este problema e fez com que todos os trabalhadores, 68 trabalhadores tivessem de viver dois anos numa aflição de devolver dinheiro à Câmara Municipal e de não subirem de posição remuneratória.

O PCP e Artur Andrade confundem- se neste processo da Ribeira Brava.

A sorte deste advogado foi o a atual direção do STAL ter tido uma iniciativa brilhante com a deputada Sara Madruga e terem dado PRIMEIRO entrada de uma iniciativa legislativa que fez com que o PCP viesse a REBOQUE a correr defender os trabalhadores.


Todo o problema criado pelo advogado militante do PCP se esta situação não se resolvesse desta maneira o advogado militante do PCP

tinha UM PEDIDO DE INDEMINIZAÇÃO ÀS COSTAS.

Esta é que é a verdade.

O discurso da esquerda comunista não muda nem tem humildade de reconhecer que a iniciativa não foi deles.

Acordem para o seculo atual