quarta-feira, 5 de abril de 2017

Denúncia de José Manuel Coelho



Anarquia e falta de rigor 
no Hospital Dr. Nélio Mendonça 


O PTP este hoje junto ao Hospital Dr. Nélio Mendonça para alertar as populações e as entidades públicas para anarquia e falta de rigor existente no Hospital Dr. Nélio Mendonça.

O líder do PTP - Madeira questiona sobre as razões pelas quais não há controle de assiduidade, e porque razão os médicos que estão de prevenção vão para "casa dormir" e quando chega algum doente de urgência, não há médico para o tratar, quando está o SRS/RAM a despender milhões de horas pagas onde nada é produzido ou feito. 

Numa conferência de imprensa, José Manuel Coelho, acusa as listas de espera de serem controladas a belo prazer pelos médicos sem qualquer transparência e controle por parte dos utentes. Havendo, doentes que passam há frente pelo fator cunha. As altas problemáticas muitas vezes também resumem-se ao fator cunha, muitos dos idosos que estão hospitalizadas 365 dias por ano, são amigos ou familiares dos médicos do Hospital. No serviço de ortopedia, também reina o despesismo, pois são feitas encomendas de material desnecessário quando noutros setores falta coisas básicas como por exemplo equipamento para medir a tensão arterial e estetoscópios.

Por outro lado, José Manuel Coelho, critica o Governo por não colocar em funcionamento o edifício Micro-ondas quando a obra já está praticamente acabada e poderia poupar ao SESARAM milhares de euros todos os anos no tratamento do lixo hospitalar. 


Também hoje, o líder trabalhista madeirense denunciou a inércia e despesismo da administração do SESARAM por manter a grua da Tecnovia em funcionamento, quando as obras de ampliação e requalificação do Hospital Dr. Nélio Mendonça foram paradas.
Texto: PTP



                            

11 comentários:

Anónimo disse...

Nem mais, Caro Coelho.
Como não tenho a sua coragem, vai como anónimo.

Anónimo disse...

Uma anarquia, muitas chefias, pouco dinheiro, equipamentos, medicamentos, os doentes continuam a sofrer, com a falta de respostas...

Anónimo disse...

E o problema é que tudo o que ele disse é verdade!

Anónimo disse...

Com as ressonâncias magnéticas é a mesma coisa. Tem 2 máquinas novas no Hospital mas não as usam, ou então só usam para quem tem grandes cunhas. Os médicos mandam as pessoas fazer ressonâncias magnéticas nas suas clínicas privadas e centros médicos quando existem 2 máquinas novinhas no Hospital.

Coitado de quem precisa e não pode pagar para fazer fora!

Anónimo disse...

Trabalho no Hospital e sei que é verdade o que diz o Sr. Coelho. É uma vergonha.
Mas se lermos o DN Madeira todos os dias até parece que está tudo bem no Hospital, a RTP Madeira a mesma coisa. Os jornalistas não investigam o estado da saúde e do nosso Hospital como deve ser, de uma forma séria. O povo anda enganado.

José disse...

Ainda recentemente precisei de recorrer às urgências por 2 vezes e o que vi/assisti foi deplorável. Meia de dúzia de médicos estagiários feitos baratas tontas, sem supervisão, administrando procedimentos à toa. A culpa não é deles! Têm de aprender e estão lá para isso. A culpa é da desorganização e da total irresponsabilidade que é colocar a vida e a saúde da população nas mãos de aprendizes sem monitorização. As cunhas como sempre e em todo o lado, essas falam sempre mais alto. A Saúde nunca esteve tão mal. Mas sinceramente, a Madeira NUNCA esteve tão mal, é o que ouço diariamente por parte da grande maioria das pessoas com quem dialogo. RUA ALBUQUERQUE! RUA LARANJAS! RUA! ESTAMOS FARTOS E CHEIOS DE VCS - COMPADRIOS! RUA!

Anónimo disse...

90 % de barulho 10% de realidade

Anónimo disse...

Calma que como dizia o nosso Governador do PSD na altura dos incêndios.
ISTO ESTÁ TUDO CONTROLADO!!!
Com o novo Hospital tudo se resolve.
Coitado dos Cubanos que os impostos deles vai ser para dar a estes indígenas uma coisa que não sabem gerir, bem dizia no seu relatório da Direção Geral de Saúde que o problema estava na organização e gestão e NÃO NUM NOVO HOSPITAL.
Se não teem maõs para este, o que será para o outro!!
Os Cubanos teem de vir para cá gerir a saúde e não andarem a dar dinheiro ao desbarato.

Anónimo disse...

Parabéns pela excelente iniciativa

Anónimo disse...

Quiseram o Albuquerque não foi? Então amanhem-se.

Anónimo disse...

Segundo os Renovadinhos e o educador da saúde, isso fica resolvido com a construção do Hospital CR7, lá para 2020. Entretanto já foram uns 2 milhões em projectos, meio milhão em consultadoria, e muita conversa fiada pelo meio...