domingo, 12 de fevereiro de 2017

Denúncia de Ricardo Lume (PCP) na R. Brava



Zonas afectadas pelo 20 de Fevereiro apresentam hoje maiores riscos





Nesta iniciativa que hoje teve lugar no Concelho da Ribeira Brava, foram apresentadas as seguintes declarações políticas pelo dirigente do PCP, Ricardo Lume.
"O Concelho da Ribeira Brava foi um dos mais afectados pela aluvião de 20 de Fevereiro de 2010. Sete anos passados, e depois do esbanjamento de muitos milhões de euros da "Lei de Meios", verificamos que muito ainda está por fazer. Não é compreensível por que é que existem zonas, afectadas pela intempérie de 20 de Fevereiro, que hoje apresentam maior risco para as populações do que há sete anos. Falamos especificamente da Ribeira da Tabua, onde de facto em determinadas zonas existiu intervenção, apesar da aplicação de um conjunto de técnicas de duvidosa eficácia, tendo, em muitos casos, contribuído mesmo para estreitar ainda mais a linha de água, potenciando riscos em aluviões futuras, mas ainda existem zonas dessa mesma ribeira sem qualquer intervenção. Verificamos igualmente que não existiu vontade política para libertar a Vila da Ribeira Brava do aterro que está depositado junto à praia. Este aterro é um péssimo cartaz turístico para um concelho que necessita de ser revitalizado, bem como representa um verdadeiro atentado ambiental.
É importante referir que grande parte do que falta fazer em relação aos danos do temporal de 20 de Fevereiro de 2010 é da responsabilidade, em primeiro lugar, do PSD-Madeira e dos executivos governativos assentes na sua maioria parlamentar que, no nosso entender, inverteu as prioridades a seguir, pois preferiu construir uma praça e um cais, no Funchal, que não passa de um paredão, aproveitando igualmente para, a pretexto dos impactos do temporal, gastar mais alguns milhões na Marina do Lugar de Baixo, verdadeiro sorvedouro de verbas públicas sem qualquer tipo de retorno, em vez de canalizar as verbas da "Lei de Meios" para salvaguardar a segurança das populações afectadas pela intempérie de 20 de Fevereiro de 2010."
Texto e foto: PCP

Sem comentários: