quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Transportes aéreos preocupam


Açores perde Ligação da Air Berlin

Afinal nem tudo são rosas nos céus açorianos… 
Conforme noticiado pelo Correio dos Açores, a ligação da companhia aérea de baixo custo Air Berlin à Ilha Terceira, que arrancou em Maio do ano passado, já terminou e não deverá ser retomada este ano. Isto porque, segundo explica a notícia, a operação não teve o sucesso esperado, sendo que os voos chegavam à Terceira, na maior parte das vezes, com menos de metade da lotação, uma vez que os turistas, na sua maioria, optavam por ficar em São Miguel, onde os aviões faziam escala intermedia.
Será de lembrar que o primeiro voo da Air Berlin, vindo de Düsseldorf, aterrou na Terceira a 5 de Maio, com 64 passageiros a bordo. Na altura, o responsável pelo departamento de desenvolvimento turístico na Air Berlin disse estar convicto de que a Terceira tinha potencial para o mercado alemão, o que acabou por não se verificar.
A justificação prende-se com a promoção que era feita do destino, promoção que em vez de ser direcionada para a Terceira era genérica e valorizava apenas a especificidades de São Miguel. Paralelamente, os preços dos voos interilhas e a informação disponibilizada não convidavam à deslocação de São Miguel para a Terceira.
Sabe-se, também, que a Air Berlin deixará de voar para São Miguel, mas Ponta Delgada manterá cinco ligações semanais à Alemanha, sendo operadas pela SATA (3), pela Ryanair (1) e pela companhia aérea de baixo custo Niki (1).
Curioso é também o facto de que, passado mais de um mês de o arranque da operação da Ryanair para a ilha Terceira, o site da companhia aérea continuar a apresentar o destino sem qualquer fotografia. A ilha Terceira até surge na página principal como um dos destinos mais baratos a partir de Lisboa, mas é o único destino sem referência fotográfica, ao contrário dos restantes.

RICARDO VARES

6 comentários:

Anónimo disse...

Ora bem......................
Afinal o mundo não é assim tão cor-de-rosa pra aqueles lados!
E só se diz mal do que está bem!

Anónimo disse...

Então a Ryanair vende um destino sem foto?!?!?!??!?!?!
Excelente estratégia!!!!

Um tiro no pé e uma viagem ao desconhecido!
Vale a pena apostar numa companhia assim, sim senhor!

Anónimo disse...

Então os Açores não são exemplo?? Exemplo de quê, afinal? Pagam bem às companhias aéreas, para depois elas desistirem das rotas? Muito bom este negócio, mas não para os açorianos....

Anónimo disse...

UMA VERDADEIRA ANEDOTA!

Anónimo disse...

Ah sim????? Demorou mas a verdade vem sempre ao de cima.

Anónimo disse...

Basta dois anos de operação para os turistas ficarem fartos da pasmaceira bovina dos Açores.