sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Actividades do PS-M



Eliminação das atuais zonas pedagógicas colide com o compromisso assumido em 2013




As deputadas socialistas, Sofia Canha e Mafalda Gonçalves, reuniram, esta semana, com o Sindicato Democrático dos Professores da Madeira, para discutir a intenção da Secretaria Regional de Educação da manutenção do quadro único da RAM, eliminando os atuais quadros de zona, as perspetivas para o processo concursal na RAM e a proposta de diploma de seleção e recrutamento de pessoal docente nacional.


Tal como o SDPM, o PS-M considera que a eliminação das atuais zonas pedagógicas para dar lugar a uma única zona colide com o compromisso assumido com os parceiros sociais em 2013, quando o quadro regional de vinculação foi criado para, de forma extraordinária, integrar na carreira docentes contratados pelo sistema educativo durante anos consecutivos. À medida que os docentes fossem integrados nas zonas pedagógicas existentes, o lugar no quadro de vinculação extinguiria. Agora, o governo prepara uma manobra para iludir o pessoal docente, com argumentos de uma maior justiça e transparência na colocação daqueles que estão integrados nos quadros de zona pedagógica. Se no último procedimento concursal houve lugar a injustiças e pouca transparência, não foi por causa da existência de diferentes zonas pedagógicas, mas porque não se acautelou a eficácia desse procedimento para minimizar os impactos negativos, tanto nas escolas, como na classe docente. O que não se admite é que a Secretaria da Educação faça tábua rasa dos acordos feitos com os sindicatos.
Registou-se o desagrado quanto à descontinuidade de funções de alguns docentes em determinados projetos para os quais estavam destacados, já após o despacho favorável do seu destacamento ou requisição, assim como, o tratamento desigual no que toca à atribuição de créditos às escolas. Se os projetos estão no âmbito da autonomia das escolas ficam estas prejudicadas, em relação às escolas que abraçam projetos “apadrinhados” pela Secretaria da Educação.
Fica o receio de que mais uma vez os procedimentos de seleção e recrutamento de docentes na Madeira fique adiado por causa das negociações em torno do diploma de concursos e que as propostas de alteração do governo sejam penalizadoras, o que irá requerer uma posição forte dos sindicatos.
Por seu turno, concordam também com a constituição de uma bolsa de docentes de diferentes grupos de recrutamento, para o desenvolvimento de ações de promoção do sucesso escolar, para a concretização de projetos de melhoria do desempenho de cada escola e no sentido de garantir as substituições de curta duração.
Ficou ainda uma preocupação com a falta de pessoal não docente e de técnicos especializados nas escolas.

Texto PS

12 comentários:

Anónimo disse...

Miguel e Rui a educação tem vindo a piorar. A area dos professores funciona mal e sem rumo. Isto tem custos em votos ja em outubro. Ha que fazer alterações rápido.

Anónimo disse...

Avisinha.se mais um ano em que os nossos corcursos cao decorrer no Verão, quando no continente estão prontos. Isto ta ca vez pior e so nos confundem com papeis, fichas, grelhas. Esta area dos professores desta SRE que nem professores tem que perbam do assunto esta entregue aos burocratas quem falar com as pessoas sabem ou falam. Mudou.se para muito pior.

Anónimo disse...

O PS-M com duas professoras na Assembleia Regional e um trabalho medíocre na educação.

Anónimo disse...

Ha anos que dou aulas e nao me lembro de as coisas funcionarem tao mal como agora. A area dos professores nao funciona.

Anónimo disse...

Força Sofia, na Calheta vais mostrar que tens o voto popular e que foste eleita deputada pelos teus votos.

Força Mafalda, ainda ninguém viu o teu trabalho na Assembleia, mas o teu compadre la sabe o teu valor.

Anónimo disse...

Anonimo 17.19. Pelos vistos o PSD se professores na Assemb mostra a importância que da ao setor. Tamos conversados assim. Ja agora expera.se muitos votos dos professores em outubro a avaliar pela satisfação dada a sua carreira,avaliação, concursos.etc

Anónimo disse...

E até parece que a culpa é delas?!? Ó anónimo das 17:19: a culpa da actual situação da educação só se deve à SRE!!! Estas duas senhoras professoras e deputadas ao menos lutam pelo interesses das escolas, dos alunos e dos professores....coisa que o secretário não liga....para ele os alunos são clientes e tudo se resume a números!!!!! Nada mais!!!
Antes de vir para aqui comentar, analise bem a situação, pondere e só depois formule uma opinião; isto se não quer dizer disparates e passar vergonhas...

Anónimo disse...

Realmente, todos os docentes, pessoal não docente, pais e demais familiares dos alunos votarão neste (des)governo que posto a educação em primeiro plano!!!!
Se pensassem com a cabeça e tivessem as bolas no sítio saberiam que ao lidar assim tão mal com o sector educativo, perderão milhares de votos....

Anónimo disse...

Um grande bem haja pelo vosso trabalho senhoras deputadas!! Honram o cargo para o qual foram eleitas ....
Obrigada por tudo o que têm feito em prol da educação na RAM!!!

Anónimo disse...

Esta sre é muito fraquinha. Enormes fragilidades na gestão dos professores. Claro retrocesso quando anunciaram um mundo novo. Enfim depois saúde era area a mexer Miguel.

Anónimo disse...

O caso da gestão da carreira dos professores de musica, verdadeira trapalhada sem sustentação alguma é o caso exemplar do amadorismo.

Anónimo disse...

Passados 2 anos nao melhoram nada na area de gestão dos docentes, antes pelo contrario.na escola andamos ainda mais confusos e sem respostas.Agora nem sequer sabeis a quem nos dirigir.