sábado, 28 de janeiro de 2017

PROPOSTA DE AUDIÇÃO PARLAMENTAR



Risco de desmoronamento 
do Hospital dos Marmeleiros


A infraestrutura do Hospital dos Marmeleiros (construído durante a I Guerra Mundial) devido à sua antiguidade e falta de manutenção, há muito tempo que não reúne condições para receber e tratar os utentes do Serviço Regional de Saúde.
A degradação e a insalubridade do prédio é bastante evidente, estando o parque de estacionamento vedado ao público deste o 20 de fevereiro de 2010, altura em que o parque ficou danificado e, por sua vez, interdito, por risco de desmoronamento.


Contudo, o estacionamento não foi encerrado apenas devido ao facto da Região Autónoma da Madeira ter sido alvo de um rigoroso inverno naquele ano, como o Governo Regional quis fazer crer. O LREC - Laboratório Regional de Engenharia Civil, na altura, realizou um estudo à infraestrutura onde foram apuradas movimentações nos terrenos do aterro.
Nessa sequência, o Governo Regional de então, tomou a decisão de pedir ao Laboratório Nacional (LNEC) um segundo estudo. No qual foi reconfirmado, o risco de desmoronamento da infraestrutura do Hospital dos Marmeleiros. Conforme, foi divulgado em manchete pelo Diário de Notícias da Madeira, no dia 27 de Janeiro de 2017.
O Partido Trabalhista Português, por diversas vezes questionou o Governo do PSD, sobre a existência do estudo e alertou a opinião pública para o perigo que constituía o Hospital dos Marmeleiros.
O deputado do PSD, José Prada, no mês de Novembro de 2016, foi inquirido pela deputada do PTP, Raquel Coelho, no programa Parlamento da RTP Madeira sobre assunto em questão. O qual alegou terminantemente desconhecer a situação, garantindo que “o Governo Regional nunca iria pôr em risco uma vida que fosse”.
Na sessão plenária do dia 13 de Dezembro de 2016, o Secretário com a tutela das obras públicas, Sérgio Marques, acabou por admitir ter em sua posse dois pareceres, um do Laboratório Regional de Engenharia Civil e outro do Laboratório Nacional em que ambos apontavam para a necessidade de obras urgentes e que por essa razão no início de 2017 iriam ser realizadas obras no Hospital dos Marmeleiros.
No entanto, o Governo Regional, nunca revelou o conteúdo do estudo à opinião pública, nem tão pouco foram iniciadas quaisquer obras de requalificação do edifício.
Sabemos que na anterior legislatura, a direção do SESARAM, pretendia encerrar o Hospital dos Marmeleiros, alocando os cuidados de saúde prestados e os doentes para uma ala contemplada nas obras de ampliação do Hospital Dr. Nélio Mendonça. Porém, o projeto foi abandonado pelo Governo de Miguel Albuquerque, com a promessa da construção do novo Hospital da Madeira que até à data ainda não se concretizou.
Como a construção do novo hospital não se irá concretizar num futuro próximo e com o abandono das obras de ampliação do Hospital Dr. Nélio Mendonça,  por decisão do novo executivo, urge se encontrar uma solução para o Hospital dos Marmeleiros. Que não pode de forma alguma continuar a funcionar nas atuais condições, sob pena de pôr em risco a vida dos utentes e profissionais de saúde, assim como, os espaços físicos circundantes.
Pelo face exposto, e em defesa dos utentes e profissionais de saúde da Região Autónoma da Madeira, a Representação Parlamentar do PTP requer, com caráter de urgência, a realização de uma Audição Parlamentar com o objetivo de ser esclarecido o conteúdo dos estudos realizados pelo LREC e LNEC, onde apontam o risco de desmoronamento do Hospital dos Marmeleiros e respetiva estratégia do Governo Regional para solucionar o problema. Para os devidos efeitos, deverá ser convidado a participar nesta Audição Parlamentar, o Secretário Regional da Saúde, o Secretário Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus e o diretor do Laboratório Regional de Engenharia Civil.

Funchal, 27 de Fevereiro 2017

O deputado do Partido Trabalhista Português

8 comentários:

Anónimo disse...

Isso não interessa para nada importante é a discussão do novo estatuto da Região esse sim uma coisa muito boa para a vida dos madeirenses mais uma para andar a entreter tontos quando não se está a fazer nada de jeito

Anónimo disse...

Só uma besta quadrada que nada perceba de engenharia e não conheça o local pode afirmar que o edifício está em risco.
Santa ignorância.

Anónimo disse...

Estará ou não em risco, os peritos que digam. Mas que é indigno, inadequado e deprimente como local para tratar, albergar e trabalhar , nào há nenhuma dúvida.
Constitui um risco para a segurança, saúde física e mental de qualquer ser humano.
O comentador que chama besta quadrada e ignorante à corajosa deputada que luta por uma alternativa digna , das duas uma, ou tem um super seguro de saúde privado ou acha que só os outros adoeçem.
Os Marmeleiros estão em risco!
Os Marmeleiros são um risco!

Anónimo disse...

Não tenho nenhum super seguro. Apenas sei o que afirmo tecnicamente.
Outra coisa é aquele edifício ser antigo e não servir para a prestação de cuidados de saúde.

Anónimo disse...

O hospital parece um campo de extreminio nazi, indigno para tratamento de pessoas. Infestado de bacterias, uma bomba prestes a rebentar...

Anónimo disse...

E aqueles 2 hotéis que fizeram ali na Praia Formosa, mesmo ao lado do mar? Todos os anos o mar vai lá rebentar com aquilo tudo. Por enquanto a destruição tem ficado nos muros exteriores dos hotéis. Qualquer dia manda os hotéis abaixo. Também, quem mandou construir os hotéis mesmo em cima da praia.

Os hotéis da Praia Formosa são relativamente recentes e o mar anda sempre lá de volta. Tinham obrigação de saber que ali não se constrói. Com o mar não se brinca.

No Hospital dos Marmeleiros de nada serve o Governo vir dizer que está a monitorizar. Com os políticos irresponsáveis que temos, quando eles nos tentam tranquilizar é melhor ficar ainda mais alerta, é melhor nos preocuparmos seriamente com a situação. Ainda não me esqueci dos incêndios que ocorreram no Funchal. Para mim os culpados foram o Albuquerque e o Cafofo, que andaram entretidos a patrocinar ralis, futebois, Hoteis do Pestana, Cristianos Ronaldos, festinhas e arraiais por todas as freguesias, etc. A segurança das populações nunca foi assegurada. Não pensaram na prevenção antes de virem aqueles dias quentes fatídicos. Depois foi o que se viu. Uma incúria de todo o tamanho, com consequências trágicas com grande destruição e até mortos houve.

Anónimo disse...

Se o MF deixou feita uma ala de internamento no hospital nelio mendonca para os doentes dos marmeleiros porque é que a mesma continua vazia??? Estes tipos renovadinhos andaram a zurzir no hospital favela e pergunta se em dois anos repito dois anos o qye e que fizeram na saúde? Eu respondo ZEROxZERO as únicas coisas que aparecem nas notícias e que o secretário x foi ao sítio tal esteve no sítio tal foto e tal e trabalho zero obra resultado zero e querem ganhar as autárquicas? Devem achar qye o povo e mais tonto que é

Anónimo disse...

Só tenho pena que os funcionários colocados no Hospital dos Marmeleiros não se revoltem.