segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Crítica de Carlos Pereira (PS)




O governo regional meteu 
o novo hospital na gaveta



Em conferência de imprensa, o líder do PS-Madeira disse que o Governo Regional meteu na gaveta a construção do novo hospital, garantindo que o valor apresentado pelo executivo de Albuquerque é desproporcional em relação a outros construídos no país.
Nesse contexto, deu como exemplo um  hospital de Lisboa que tem cerca de 900 camas custou 300 milhões de euros, bem como o hospital de Évora, com 450 camas, que custou 167 milhões de euros. O PS-M estranha, por isso, que para o hospital da Madeira, com 550 camas, o governo tenha apresentado um orçamento de 340 milhões de euros.
Carlos Pereira lembrou ainda que o Partido Socialista assumiu um compromisso e cumpriu, ou seja, garantiu 50% do cofinanciamento do novo hospital. Todavia, o Governo Regional não fez a sua parte, não assegurou os terrenos, o projeto, nem lançou um concurso público, no sentido de levar a cabo a construção dessa infraestrutura, fugindo assim do compromisso que assumiu com os madeirenses e porto-santenses.
No entender do líder do PS-M “o Governo Regional já meteu a construção do novo hospital na gaveta, tendo este tipo de comportamento, para facilitar o aparecimento e a consolidação de projetos privados”, lamentou, defendendo afincadamente que a RAM precisa de um novo hospital público, que promova a igualdade de tratamento de todos os cidadãos.
Os socialistas não aceitam a falta de palavra quer nessa matéria, quer no que diz respeito à restruturação dos Portos da Madeira. Nesse seguimento Carlos Pereira exige igualdade e responsabilidade por parte do Governo Regional, afirmando que “para isso ocorrer, tem de haver uma restruturação nos Portos, de modo a baixar os preços das mercadorias”.
Por outro lado, criticou o facto de o Governo Regional querer a reformulação da dívida da Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira  (APRAM), uma vez que isso poderá conduzir ao aumento dos preços das mercadorias, como também das taxas dos Portos, sendo essa fatura paga posteriormente pelos contribuintes.  
Assim sendo, o líder do PS-M quer saber o que é que o “Governo Regional fará com a APRAM, no sentido de garantir que os preços das mercadorias possam baixar, ao nível das que são praticadas nos restantes Portos do país”, conclui.

Texto: PS-M

13 comentários:

Anónimo disse...

Em relação à reestruturação dos portos, o PS que espere sentado.A super administradora que nem a Gesbazinha conseguiu gerir, que na saúde nada fez e que nem de procedimentos financeiros simples percebe, vai arranjar uma solução. Ah!Ah!
Aliás aquela entrevista no DN é a prova provada que naquela cabeça não existe uma ideia ou uma estratégia. É um debitar de lugares comuns circular. Não se extrai nada. E assim vai a vidinha por estas bandas.

Anónimo disse...

Este deputado passa tanto tempo em Lisboa que já se esqueceu das especificidades da orografia da Madeira. Os madeirenses precisam de um novo hospital e Carlos Pereira não faz outra coisa senão colocar entraves. Agora vem comparar preços entre hospitais e comparar realidades completamente distintas.
Quem SEMPRE quis colocar o hospital na gaveta foi a Geringonça juntamente com Carlos Pereira.
P.S.: Retirem aquele cartaz à entrada da via-rápida em São Martinho. É poluição visual. É uma afronta à inteligência das pessoas.

Anónimo disse...

O Carlos Pereira meteu a Madeira na gaveta!!!

Anónimo disse...

Mas o que estão à espera de um governo da mamadeira que governa para os lobbies e para a "máfia no bom sentido"?

Anónimo disse...

Ele que se preocupe mais com o seu Partido porque já tem guia de marcha...o Cafofo está a espreita..

Anónimo disse...

Depois do partido de Carlos Pereira ter prometido. Depois de António Costa ter prometido. O Governo da República não pôs 1€ no novo hospital da Madeira. Haja vergonha!

Anónimo disse...

Ouvi dizer que o governo da república, em funções, prometeu pagar metade do hospital.Que está escrito e tudo.

Anónimo disse...

Ainda bem que o governo abandona esse elefante branco do novo hospital.
Ponham o Sesaram a funcionar como o Miguel Ferreira tinha planeado.

Anónimo disse...

Haja paciência. Na gaveta do Governo de lá é que têm ficado alguns dos assuntos que mais jeito dariam à população! Mas atencao!!! agora temos o amigo Pereira a desempenar os moveis todos !!! É um abre- fecha de gavetas do deus me livre! :)

Anónimo disse...

Lá que este governo da Republica é melhor para a Madeira, é.Até o de Sócrates foi. A lei de meios é de quem? E mais para trás, o perdão da dívida? De Passos Coelho? O paef e muitos garrotes para a população.

Anónimo disse...

Meteu o Hospital na gaveta.
Meteu o ARMAS na gaveta.
Meteu avião cargueiro na gaveta.
Meteu a mobilidade dos madeirenses na gaveta.

Nunca mais acaba este governo. Estou desiludido.

Anónimo disse...

Se o PS estivesse no governo tudo seria tão lindo e maravilhoso... olhem para o Funchal por exemplo.

Anónimo disse...

Concordo um governo de fracos, de show off, de malabarismo e do faz de conta que estamos todos bem, o mal vem de Lisboa. Governem, façam alguma coisa com cabeça, tronco e membros!!