terça-feira, 24 de janeiro de 2017


ESTUDANTES DO CURSO PROFISSIONAL DE TURISMO VISITARAM O JARDIM BOTÂNICO JOSÉ DO CANTO
Ontem os alunos do segundo ano do Curso Profissional de Turismo, da Escola Profissional INTESE, realizaram uma visita de estudo no Jardim Botânico José do Canto.

Contámos com a preciosa colaboração do Eng. João Forjaz Sampaio, especialista em camélias, que mostrou duas variedades raras de Camellia japonica e desvendou alguns dos segredos daquelas plantas originárias da Ásia oriental.

                                Ponta Delgada, 24.01.2017

3 comentários:

Anónimo disse...

E lamentavel uma regiao como a Madeira que vive essencialmente do turismo nao tem um curso superior de Turismo na Universidade da Madeira.
Quem quiser tirar curso de Turismo tem de frequentar o Instituto Superior de Administracao e Linguas ou entao ir pra o continente estudar.
Ja ha tempos o reitor da Universidade da Madeira afiancou que o curso de Turismo na UMa seria uma realidade no curto prazo. Mas ate agora nao passou de uma promessa falhada.
Haja boa vontade.
Dr. Raimundo Quintal e um grande especialista conhece o nome das plantas todas.
Ja tive o privilegio de ter uma visita guiada por ele no Jardim Botanico experiencia muito gratificante.
Fala da historia das plantas com uma paixao incontida e sentida.

Anónimo disse...

Já foi tirado dois desses cursos (licenciatura) aqui na Madeira. Infelizmente acabou, porque nesta terra existem alguns/mas que matam quem tenta entrar no mercado. Tenho a certeza que essa culpa não parte de quem está agora no destino da Região, no entanto os que cheiravam a "água podre" ponham e disponham como queriam. A memória não deverá ser muito curta e tenho a certeza que haverá possibilidade dessa gente voltar à Madeira. Já agora que venham e tragam com eles algum mestrado. Estamos a precisar, nem que seja para prazer próprio, porque para profissão, continuarão a matar e a "contratar" por interesse e com áreas que segundo dizem, abrangentes. (risos)

Anónimo disse...

para quando mudança de vez para os Açores ?