quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Cultura, sim, mas devagar



Élvio Sousa critica 'prioridades' 
do governo regional: 
171 mil euros por uma pintura!

"Sou defensor da Cultura, do Património e da Memória Coletiva. 
Mas tenho presente, cada vez com maior intensidade, a conjuntura económica e social.
Quando, por exemplo, nesta Região Autónoma da Madeira, temos listas de espera a crescer, falta de materiais, medicamentos e produtos básicos nos hospitais, será uma prioridade gastar 171 mil dos contribuintes (fora IVA) numa pintura para o futuro Museu do Romantismo?"

Élvio Sousa (JPP)

17 comentários:

Anónimo disse...

Quanto é que não terá dado de comissão...

Anónimo disse...

E quando temos cinco advogados no quadro na CMSC, será uma prioridade gastar mais de 300,000 mil euros por ano, com advogados de fora?
Já agora, já ganharam algum processo em Tribunal?
O que corre na praça, é que em 20 processos já perderam 19. É verdade?
Continuem assim que o PSD agradece.

Anónimo disse...

Parece que não há espelhos em Santa Cruz ou então este Senhor Elvio deve ser daqueles que sabem tudo e o seu lema é "faz o que eu digo e não olhes para o que eu faço"
Vou expressar a minha opinião pessoal sobre esta aquisição. Se concordo? Não, de todo! Mas a verdade é que trata-se de um quadro valioso e que ficará ligado ao património cultural da Região, e uma obra de arte é sempre de um valor acrescido...
Quanto aos meninos de Santa Cruz, deveriam de ter a coragem de colocar aqui o que "abrasaram" com apoio jurídico ao mais alto nível, sem passar pela base-gov, sem concurso, e favorecendo amigos, que em nada enriqueceu o Município de Santa Cruz!
Dinheiro esse, que daria para comprar uns 7 quadros destes, e o município de Santa Cruz agradecia.

Anónimo disse...

É Burro! Informe-se antes, veja quantos russos vivem e investem no seu concelho. E se não gostava de mais.
Para que saiba: do blog http://www.ruigoncalvessilva.com/arte/-karl-briullov---pintor-russo-na-madeira:

"Nesta breve alusão à obra deste importante pintor, queremos destacar a sua passagem pela Madeira ( 2 anos entre 1849 e 1850), a que corresponde ao período designado " período madeirense de Briullov", que integra um conjunto de obras ( paisagens da Madeira e retratos) que são referências destacadas no seu acervo.
...
A Madeira tem uma importante história da passagem por esta linda e exuberante Ilha/Região, de muitas personagens célebres, e cada vez mais se acentua o interesse no seu estudo e inventariação, como é o caso do cidadãos russos , como o que agora anotamos - o pintor Karl Briullov - e existem crescentes intercâmbios culturais nesse sentido, uma vez que a história é a memória dos povos e por isso há que evidenciar esse passado, valorizando-o, relembrando-o, particularmente às novas gerações, para que não seja esquecido e propicie laços reforçados de solidariedade entre os povos."

Anónimo disse...

Apenas relembro que o JPP defendeu a aquisição do Dr. Aragão por entidades públicas por valores superiores a esta. Agora que o PPD faz igual reclama. Falsos Judas

Anónimo disse...

Quem vendeu??? seria interessante saber quem recebeu o dinheiro...lol, pelos vistos foi algum que escreve aqui a justificar o desperdício de dinheiro, ainda assim menor que os 38 milhões que deram às sociedades de desenvolvimento....e que ninguém investiga o porquê?

Anónimo disse...

Compra-se agora um quadro de um pintor, quando há poucos anos havia outro quadro do mesmo pintor, e que a então DRAC deu parecer favorável a que o mesmo fosse vendido para o estrangeiro.
Porque terá sido ? Talvez por pertencer à família do...?

Raghnar disse...

O mesmo Governo Regional que andou a pedinchar leite e bolachas para alimentar os desalojados dos incêndios enquanto estavam no Regimento de Guarnição nº 3? Não acredito...

Anónimo disse...

Tranquada Gomes a enfardar à custa das suas relações com o governo:

http://www.base.gov.pt/Base/pt/ResultadosPesquisa?type=contratos&query=adjudicatariaid%3D99377

Anónimo disse...

Se estão tão indignados que façam um orçamento retificativo para alocar 171 mil euros para a saúde. Isso paga o quê? Um décimo de dívidas a um fornecedor do SESARAM? Parvos.

Anónimo disse...



Olha o tipo dos poios ahahahah

Anónimo disse...


Santa Cruz já tem mais uma avença de 70 mil para contabilidade.

Anónimo disse...

Não paga mas ajuda, há cada inteligente...vão andando a esbanjar dinheiro aos poucos e depois o governo central é que é responsável.
O presidente do governo anda preocupada com a imagem, que anda a convocar nas diversas secretarias os funcionários para uma visita á quinta vigia com direito a um chop chop..Ação psicológica é? anda receoso que os funcionários públicos já não o podem ver? assim não convence ninguém, é preciso trabalhar em prol da Madeira e dos Madeirenses, coisa que não sabem fazer. Cumprir as promessas feitas porque de mentirosos andamos fartos.

Anónimo disse...

Alguém me sabe explicar porque é que as casas do porto santo foram entregues grupo Sousa?
Alguém me sabe explicar porque é que os bares do mercado do porto santo foram entregues ao grupo café teatro?
Alguém me sabe explicar porque é que praça do mar foi entregue ao grupo Pestana?
Alguém me sabe explicar porque é que marina da calheta passa a ser explorada pela tecnovia?
Alguém me sabe explicar porque é que fórum machico foi entregue grupo café teatro?
Alguém me sabe explicar porque é que as obras são entregues sempre á AFA vias?
Alguém me sabe explicar o que é que mudou do anterior para este governo para além de tantos favorecimentos?
Alguém me sabe explicar porque é que o armas não vem?
Alguém me sabe explicar porque não resolvem subsídio mobilidade?
Criticam cafofo por fazer uns arranjos na Nazaré no último ano e as promessas feitas? vão ser cumpridas nas vésperas de eleições autárquicas? Vão continuar a ser promessas para 2018? Vão fazer o que?
Volta Alberto João volta Manuel António

Anónimo disse...

Tonto. Claro que é prioritário para facturar.

Anónimo disse...

Tonto ao quadrado. Perguntem ao sem malícia porque faz concursos limitados por prévia qualificação? ( se é limitado, é restritivo, quer dizer que não é aberto a todos, perceberam, LIMITADO.)

Anónimo disse...

E o hospital sem medicamentos.