quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Santa Cruz


PS defende a afectação da receita extraordinária proveniente dos Juros de Mora relativos ao IMI e IMT em áreas com maior carência no Concelho


         O Governo da República irá transferir 530.000 euros para o Município de Santa Cruz, receita extraordinária proveniente dos Juros de Mora relativas ao IMI e IMT retida pelas Finanças ao longo dos últimos 12 anos e que finalmente foram desbloqueadas pelo executivo do Partido Socialista.


Atendendo que o Orçamento Municipal para 2017 já foi aprovado, o Partido Socialista defende que esta importante receita seja utilizada em investimento nas áreas de maior carência em Santa Cruz, em particular, em resolver os problemas que o executivo do JPP não tem dado resposta justificando ‘‘falta de dinheiro’’ e que nunca entraram na lista de prioridades deste executivo.
Sublinhamos que, com a actual transferência, o Município vê reforçado a capacidade de investimento em mais de 50%, isto, tendo em conta que para 2017 o investimento efectivo rondava 1 milhão de euros (metade do que anunciava o sr. Presidente Filipe Sousa).
Das áreas com maior carência, o Partido Socialista defende o reforço do investimento:

i)                     Apoio social, em particular no apoio às Escolas e Famílias mais vulneráveis (invertendo o desinvestimento do JPP no Orçamento em 2017);
ii)                   Estradas municipais, caracterizadas pelo avançado estado de degradação, mal sinalizadas e inseguras;
iii)                  Limpeza urbana, em particular no aumento do número de ecopontos;
iv)                  Rede de água potável, que resolva as enormes perdas (actualmente 80%) e descrito como principal desperdício dos recursos municipais (superior a 1.800.000 euros/ano);
v)                   Apoio associativo e desportivo, altamente penalizados pela ausência de quaisquer apoios municipais nos últimos anos.
O Partido Socialista deu o primeiro passo e teve a iniciativa de repor a justiça, transferindo para o Município uma verba que por direito lhe pertence. Ao JPP, cabe a responsabilidade de encontrar a melhor forma de gestão, alocando em áreas de maior carência e que contribuam para a construção de um futuro sustentável em Santa Cruz.


Santa Cruz, 26 de Janeiro de 2017
Pelo Presidente da Concelhia do Partido Socialista 
de Santa Cruz,
Cláudio Torres

4 comentários:

Anónimo disse...

olha os xuxialistas a querer mandar, vao ao porto santo ver aquela desgraça de câmara

Anónimo disse...

Os verdinhos de Santa Cruz são engana tolos, gastam à fartazana com advogados e depois ainda tem a lata de dizer que não há dinheiro. Vergonha.

O que vão fazer com estes quinhentos mil euros? é que dá para fazer muita coisa.

Anónimo disse...

Já sei, vai dar para pagar aos advogados, eheheeh

Anónimo disse...

Nada disso senhores.

Isso vai dar mais umas refeições no só espeto