sábado, 21 de janeiro de 2017

Surpresa no Congresso do PSD-M



Guilherme Silva n.º 1 
da lista para o Conselho Regional


Fotos: GREGÓRIO CUNHA


Pedro Coelho e Rui Abreu



Passos Coelho discursa hoje no XVI Congresso laranja regional, a decorrer no Centro de Congressos do Casino

A lista com os 71 membros do Conselho Regional que a actual Direcção do Partido Social Democrata propõe ao Congresso a decorrer no Funchal terá como primeiro nome Guilherme Silva, ex-deputado e vice da Assembleia da República.
As listas concorrentes têm de ser entregues até ao fim do dia deste sábado e por enquanto não se sabe se haverá mais de uma. Se sim, funcionará o método de Hondt para a composição do Conselho Regional.
Para a Mesa do Congresso e do Conselho foi indicado Sérgio Marques.
Guilherme Silva, que aceitou ser primeiro na lista do Conselho, fez a sua carreira política em apertada proximidade com o antigo líder laranja regional, Alberto João Jardim. A sua escolha, dadas as circunstâncias actuais na vida interna do PSD-Madeira, constitui uma certa surpresa.  
A votação ocorrerá amanhã. 

Expectativa

Credenciação

20 comentários:

Anónimo disse...

Lindo. Sob a capa da tal pacificação, tods amigos e tal anunciado ainda hoje pelo "controleiro" estão a meter a raposa. Quando derem por isso ta a coisa toda minada por dentro e logo a seguir as autárquicas se vai ver a pacificação. Força AAJ com ferros se mata com ferros se morre e ca se fazem ca se pagam.hahaha

Anónimo disse...

A polícia hoje está de folga na zona do casino. Não há caça à multa.

Anónimo disse...

Todos sabemos que a PSP apoio o regime, que manipula tudo e todos e viva a falsa democracia.

Anónimo disse...

Anónimo das 16:12

São as "imunidades partidárias" que vingam nesta terrinha de carneiros.

Anónimo disse...

O vil metal fala sempre mais alto...

Anónimo disse...

Os advogados seguem o interesse do cliente e o seu como e óbvio.... o melhor desta festa e o gajo que obrigou a Madeira ao Paeff nunca deu um tostão para o novo hospital recusou sempre que fosse um PIC e agora vem cantar de galo viva o passos coelho e os seus seguidores. Deixou de ser o meu partido e não sou só eu..,AJJ tinha um chefe de gabinete honesto.,,

Anónimo disse...

Será que os candidatos à câmara da ribeira brava vão discursar??? Só se for depois das 24h quando já não interessa a ninguém!! Lol

Anónimo disse...

No seguimento da logica do apoio do Albuquerque ao Garcês em S. Vicente e para ganhar a câmara local, igualmente irá apoiar o Cafofo e aí ganhará a principal câmara da RAM.Só para iluminados.

Anónimo disse...

E o antigo secretario dos Recursos Humanos ficou em que lugar no Conselho Regional?
E impressionante o numero de funcionarios da Administracao Publica Regional e funcionarios das autarquias afetos ao Psd presentes no Congresso.
Ate agora a unica ovelha passo a expressao que se distanciou por momentos do rebanho e do seu lider foi o deputado Carlos...
Resta aguardar pelas proximas intervencoes.
Um Congresso pacato nao era preciso contratar guarda costas.
Os madeirenses sao pacificos.
A manchete do Diario de amanha sera Congresso atipico apatico sem grandes dissenssoes.


Anónimo disse...

O congressinho sem historia. Prima mais pelas ausências e isto sendo a borla a participação. Antes ter ido ver o Maritime....

Anónimo disse...

Obrigado DR Albuquerque.

Anónimo disse...

Tremei, que o Albuquerque no seu discurso já falou naqueles que a coberto do anonimato, em blogs anónimos, atacam o partido. E convidou esses anónimos, se têm alguma coisa a dizer, que tenham coragem para dar a cara.

Ou seja, demonstrou receio por aquilo que as pessoas vão dizendo nos blogs. Sim, porque no DN já ninguém comenta, porque o Albuquerque conseguiu calar as vozes criticas dos leitores do DN que com os seus comentários denunciavam muitas coisas, esquemas e favorecimentos do PSD, aos amiguinhos do partido e às empresas do costume. O DN é hoje um site onde os leitores foram calados. Antes até era interessante aceder ao site do DN para saber o que o cidadão comum achava disto ou daquilo, agora o site do DN ficou praticamente sem a voz dos leitores.

Por outro lado, ao exigir que dessem a cara, o Albuquerque mostrou também que quer saber quem são os tais anónimos. Parece é uma caça às bruxas. Até se percebe porque é que nesta terra tão pequena muitos optam pelo anonimato para denunciarem e mostrarem que estão insatisfeitos com este governo. Se os amiguinhos do PSD são favorecidos, se as empresas do costume são protegidas, é fácil de adivinhar o que pode acontecer a quem não alinha com este governo incompetente.

Anónimo disse...

O Congresso foi muito fraco e não se iludam o partido continua desunido somente está à espera das Autárquicas para dar o golpe final. A cara dos militantes presentes dizia tudo! Desanimados e descrentes nesta direção

Anónimo disse...

Querem saber quem comentam nos blogs, se tiverem cabeça verificam quais as pessoas que perseguem, fazem bullying, milhares de familiares dos que morreram e continuam a morrer no hospital, sem medicamentos, vitimas de sepsis, todos aqueles que foram forçados a sair deste degredo por falta de trabalho, todos os trabalhadores oprimidos, todos os estudantes no Continente, que ficaram privados dos seus durante o Natal, porque os preços das viagens eram exorbitantes, todos os que perderam familiares devido aos suicidios e a falta de psiquiatras no hospital, muitos habitantes desta ilha que mais parece um Tarrafal, onde impera a ditadura e a falsa democracia, todos desabafam nos blogs por medo de serem denunciados. Basta desta autonomia, que oprime queremos os mesmos direitos dos restantes portugueses e que um dia Lisboa lembre-se deste povo oprimido!

Anónimo disse...

Muito bem. Em poucas palavras traduziu o ambiente taciturno que foi bem visivel neste Congresso. Este Congresso tentou fazer a passar a ideia que o partido PSD Madeira continua unido. Nao obstante...continuam certas facoes dentro do partido.
Ha deputados do PSD que dizem mal do seu partido aos colegas de outros partidos seja nos cafes chiques como o Apolo ou via chat facebook.
Houve vultos do partido que se deram ao luxo de nao aparecerem no Congresso porquanto nao estao para aturar os discursos do ex primeiro ministro.
Li o Diario de hoje detestei uma das manchetes sem abrigos mancham a cidade turistica do Funchal...se pudessem o que fariam exterminavam? Em qualquer cidade da Europa vemos pessoas a viver nas ruas. Acho que a Secretaria da Inclusao devia apoiar estas pessoas que por motivos varios nao conseguem mudar de vida. Mas que reportagem tao abjecta tratando os sem abrigo como se fossem dejectos passo a expressAO.
Ja ha tempos o Diario fez uma grande reportagem sobre este assunto. E desde a ultima reportagem o numero de pessoas a viver na rua permanece igual.
Senhor jornalista Luis Calisto se puder coloque a reportagem do Diario no seu blogue pra acordar algumas consciencias dos governantes.

Anónimo disse...

Olhem esta "pérola" verbal do insigne deputado Miguel de Sousa disse ele em relação ao Congresso..."o partido está unido não está é unânime". Este deputado quer fazer passara ideia que o partido está unido mas muitas "aves de capoeira" não vão tardar em sair dos seus "galinheiros" onde têm estado num sepulcral silêncio.
O PS pensa que vai ganhar eleições com as chamadas falsas promessas prometeu que ia haver hospital nem daqui a 50 anos.
Se alguém puder enviar para o insigne jornalista Luís Calisto o programa da RTP-M da semana passada onde o dr. Luís Filipe Fernandes discorreu sobre os problemas sistémicos da Saúde na Madeira.
Merece destaque no seu blogue.
Dia sem ler o Fénix do Atlântico não é dia.
Saudações cordiais

Anónimo disse...

Pelos comentários acima nota-se a insatisfação generalizada com o PSD, e por arrasto com a política Madeirense, mas vivemos mesmo em Democracia e não em ditadura. O que os Madeirenses precisam da fazer é de unir-se e fazer uma "revolução". Não uma revolução contra a Autonomia, mas sim uma revolução contra os políticos Madeirenses. Todos eles acomodaram-se no poder e na situação criada pelo PSD.

Um dia os Madeirenses terão os tomates, perdoem-me a expressar, de se unir numa grande manifestação popular contra o status quo que a classe política madeirenses, de forma generalizada, perpetua. Um manifestação tão grande que faça a classe política tremer de medo e passe do fait divers à real acção.

Anónimo disse...

E está era a renovação para a abertura política para a tolerância para o diálogo democrático e até querem caçar as bruxas que andam nos blogues e o AJJ e que era ditador livra que se saiba nunca se preocupou com a internet controlava um jornal agora controla se todos enfim e a maior caça às bruxas de qye há memória e querem um partido unido???

Anónimo disse...

E a mesma táctica do passos coelho estão todos errados menos eu e acaba como vai acabar a falar só. Quiseram tomar o poder pelo poder sem ideias ou projectos quiseram dar tachos aos rejeitados do jardinismo incompetentes imprepatados satisfazer clientelas e amigos sem olhar a meios e destruíram a coesão que a AP tinha esquecendo se que a principal oposição está dentro do partido dentro da máquina. Agora estão a usar a táctica de arregimentar alguns jardinistas competentes a ver se safam a coisa na saúde até resultou finalmente à míngua de renovadinhos foram buscar um secretário com cabeça mas para compor o ramalhete foram arranjar um CÁ para o hospital que e o refugo da 10a escolha e mais do mesmo e coitado do Pedro Ramos que vai ter que aguentar com isso o que vale é que só estão lá para dizer que sim e ter o tacho do mal o menos. Agora o GS mas esse está a defender o seu...

Anónimo disse...

De surpresas, este congresso não tem nada. Serviu para confirmar a traição de alguns elementos políticos como foi o caso do Garcês e do Aires de S. Vicente. O primeiro porque traiu o PS quando concorreu como dito independente com o apoio do PS, CDS e atuais e um certo secretário do norte,outro porque já foi apoiante dos 3 partidos. Esse Garcês fez ataques à política de AJJ e levantou questões pouco dignasao Romeira, prometendo um concelho moderno e feliz. Parece que no norte aquilo não mudou nada. A felicidade reina para ele e sua família: emprego para as primas, entre outros, não iinvestigados sinais evidentes de riqueza e mais não digo. Agora vão ao Congresso dp PSD? PS, CDS onde pára a vossa dignidade?