quarta-feira, 27 de junho de 2018



A rota suicida de Albuquerque
contra uma montanha de estrume








Gil Canha


Depois do descalabro económico dos últimos 30 anos, parece que o Governo do dr. Miguel Albuquerque quer perpetuar o modelo jardinista que nos levou à falência. A semana passada, durante a festa da Cereja, o nosso irresponsável político residente afirmou que pretendia fazer uma nova ligação por túnel, entre o Jardim da Serra e o Curral da Freiras.
Estas declarações de Miguel Albuquerque não me espantam, porque partem dum conhecido “estarola político”, o que me espanta é o silêncio da maioria dos partidos da oposição, nomeadamente dos cafofianos socialistas, que dizem ser uma alternativa ao desgoverno albuquerquista.

Estando a Madeira atolada numa dívida colossal de 6 mil milhões de euros para uma população de cerca de 250 mil habitantes, o que representa uma dívida publica per capita de quase o dobro do restante território nacional, e que levou em tempos o londrino “The Daily Telegraph” a referir que a região “está atolada numa dívida tão profunda como as águas do Atlântico” e, claro, para não falar das declarações de Ângela Merkel, em Fevereiro de 2012, quando mencionou o nosso arquipélago como um mau exemplo da aplicação dos fundos estruturais europeus, e que a “abertura de túneis e vias rápidas não aumentaram a nossa competitividade” nem incrementaram o “crescimento das nossas pequenas e médias empresas”. E a fechar este cardápio de fracassos económicos, o dr. Jardim ainda criou nas nossas costas uma dívida oculta de 1,2 mil milhões de euros. 
Há poucos meses, e para saciar o mostrengo do betão, o regime albuquerquista lançou à desfiada vários “nacos de carne” à besta de cimento, como a conclusão da ligação rodoviária Fajã da Ovelha/Ponta do Pargo; a canalização de ribeiras, como da Madalena do Mar e da Ribeira de Santa Luzia; e alimentação do enrocamento milionário de protecção do hotel do Avelino, na praia da Calheta (o pretexto é defender as praias de areia amarela) etc… Mas o “monstro” está sempre insatisfeito e quer encher a pança até à saciedade, enquanto centenas dos nossos idosos penam abandonados nos nossos hospitais por falta de cuidados médicos e de lares que os acolham.
Assim, mal bastou um pequeno alívio financeiro, para estes ilustres cavalheiros broquilhas desatarem a cometer os mesmos erros do passado, com a agravante de que vêm aí eleições, e então entraram num delírio febril apalhaçado de despesismo público, como é o caso deste 'furado' eleitoralista até ao Curral, cuja ideia peregrina só tem cabimento numa terra governada por matarruanos.  
Foi por esta razão que na passada semana acusei, no parlamento regional, Miguel Albuquerque de ser uma espécie de piloto suicida que se trancou na cabine de pilotagem, mas que ao contrário do piloto alemão que lançou o avião carregado de passageiros contra as montanhas alpinas, Albuquerque despenha aviões carregados de dinheiro dos contribuintes contra grupos económicos, como fez na recente operação da linha ferry ao Grupo Sousa ou quando despenha “aviões carregados de cacau” contra o Pestana, contra o Avelino da Calheta, ou contra o Mr. Blandy. Mas enquanto, na aviação civil, o piloto suicida morre juntamente com os desgraçados dos passageiros, o avião alaranjado de Albuquerque só irá acabar a sua rota suicida em Outubro de 2019, quando despenhar definitivamente a aeronave contra a montanha de estrume cafofiano, apesar dos pontapés desesperados do Barão do Quebra-costas na porta de acesso à cabine de pilotagem.

24 comentários:

Anónimo disse...

Evidentemente que o túnel entre o Curral e o Jardim da Serra é um disparate completo, na sua relação custo (muito) benefício (pouco).
Albuquerque pensa que é com este tipo de medidas que ganha eleições ?
Está redondamente enganado. Esse tempo já passou.
O PSD deve abrir os olhos.

Anónimo disse...

Perguntem à população do Curral das Freiras se está de acordo com esta construção. CF é a unica freguesia da Madeira sem ligação directa à sede do concelho.

Anónimo disse...

Verdade, somos governados por matarruanos.nem mais nem menos!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Infelizmente para os madeirenses, o que temos pela frente em termos de futuro é o DESASTRE! A maralha renovadinha, queque e convencida, que tomou conta de um PSD estagnado e com sérias feridas em vias de gangrena, não produz uma ideia capaz e mobilizadora, que faça o partido ressurgir e dar um ar da sua graça, ou que suscite alguma confiança em termos eleitorais.
Mas, no que respeita ao albergue espanhol cafofiano, o que temos é um misto de ambição e narcisismo amassados em doses cavalares de propaganda, pronta a servir diariamente a um povo mais ou menos arregimentado e com pouco nível de discernimento.
O nosso "Mayor" de pacotilha, pensando que é o Rei Sol da Tabanca africana, faz trinta por uma linha para aparecer nos jornais, todos os dias anunciando algo que nunca se vê, mas que vai criando no povo um subconsciente de consideração acéfala para com este bando de oportunistas que tomou conta da CMF e do PS. Pobre PS, que já não pode pronunciar a palavra Autonomia sem corar de vergonha...
Ou seja: a quem vamos entregar o destino governativo da Madeira nas eleições do próximo ano? Entre um PSD esgotado e sem ideias fortes para uma Região com futuro, e um Cafofo "unipessoal" que vai para eleições como se estas fossem para "Presidente da Madeira", ele que é, na verdade, puro fantasma de papelão do maquiavélico Costa centralista, e rodeado de uma camarilha de analfabetos interesseiros, o que nos será possível escolher?
Por outras palavras: como queremos morrer? Assados num espeto, ou afogados no mar?

Anónimo disse...

Nem a Angela Merkl pode remediar o desterrar de fundos europeus, a culpa foi do A.J. Jardim, por se ter rodeado de escroques, mais culpada ainda a UE, ou não era suposto que houvessem inspeções periódicas a fim de saber como estavam a ser empregues os fundos, os empréstimos etc ????O A.J Jardim fez o seu trabalho, houve escroques que encheram os bolsos, isto vai desde construtores, arquitectos, directores até certos secretários, a UE, falhou na sua competência, quem se lixa é o mexilhão.

Anónimo disse...

Os velhinhos nos hospitais no meio dos gritos e dos sofrimentos e estes gajos querem fazer um furado para satisfazer meia dúzia de vilões.

Anónimo disse...

Cada obra pública financiada e com a tecnovia a ganhar, como sempre, é um Euromilhões para uns poucos do Governo..
Quanto mais milhões melhor!

Anónimo disse...

Se os curraleiros não têm ligação ao concelho que mudem para o concelho do funchal. É melhor mexer nos papelinhos que fazer um túnel de milhões para satisfazer os caprichos da viloada e do lobbi do betão.

Anónimo disse...

Era mais barato pegar nos curraleiros e trasê-los para o Jardim da Serra, assim ficavammaispróximo da sede do concelho.

Anónimo disse...

O troglodita das 13:59 não tem melhor argumento, a não ser insultar, desta gente está cheia a nossa ilha.....

Anónimo disse...

Ó das 10.07, e qual é o interesse dessa ligação, em termos de proximidade à sede do concelho ?
É que, com o novo túnel e as evidentes melhorias na estrada, de automóvel, em 10 a 12 minutos se chega às Courelas. Gasta mais 1 minuto até o nó de S. Martinho e, 5 minutos depois está no centro de Câmara de Lobos, junto à câmara municipal. Isto é em 16 a 18 minutos, faz-se o trajeto entre o centro do Curral ao centro de Câmara de Lobos.
Com a ligação ao Jardim da Serra, saindo do centro do Curral da Freiras, descendo para os sítios de baixo até à Seara Velha, gasta-se uns 7 minutos. Daí até a onde começará o túnel demora-se mais uns 2 minutos. O túnel terá uns dois quilómetros, logo mais 2 minutos. Chegados ao Jardim da Serra é preciso descer até o centro de Câmara de Lobos, o que levará mais uns 6 a 7 minutos. Logo, no trajeto entre o centro do Curral e o centro de Câmara de Lobos, passando pelo Jardim da Serra, gastar-se-à entre 16 a 17 minutos.
Ora, por tempo igual, ou muito semelhante, acha o comentador que o povo do Curral das Freiras não aguenta a "afronta" de passar no concelho do Funchal, para chegar à sede do seu concelho ?
E já pensou que seria necessário mais carreiras de autocarro para servir aquela ligação, com uma ocupação baixíssima ?
Acha necessário um investimento de muitos milhões, para tão pequeno benefício, numa região com tantas dificuldades e carências como é a Madeira ?
Não acha que governos e governantes devem decidir os investimentos com base na relação custos / benefícios ?
Sabe, comentador das 10.07, foi esse tipo de raciocínio simplista que levou a região à dívida monstruosa, e levou o país à bancarrota, com as consequências que conhecemos.
Convém não se fazer demagogia, e gastar o dinheiro dos contribuintes com parcimónia e racionalidade.
Fazer obras para eleições, já sabemos onde nos levou.

Anónimo disse...

Cabe a Gil Canha arranjar uma alternativa... se quer mesmo que nem Cafofo nem Albuquerque seja o próximo Presidente do GR.

Anónimo disse...

Sé vocês vivessem no Curral das Freiras, já tinham pedido esse túnel desde o tempo do Alberto João.
E para poucas pessoas? Talvez mas são madeirenses como os que vivem no Porto Moniz ou em Santana, e demora mais tempo para chegarem a sua Camara do que estes que falei a chegarem ao Funchal.
Tenham vergonha na cara e lutem pelos Madeirenses todos por igual!
Não fazem, por favor, do pessoal do Curral o que o Costa faz com os madeirenses, portugueses de segunda categoria.
Estes comentadores e escritores só sabem e dizer mal de tudo o que o governo faz, esquece-me que as câmaras do PS não estão a fazer melhor, aliás nadaf fazem e os deputados da Assembleia muito menos. Esse si e dinheiro deitado fora e pago por todos os madeirenses, até pelos do Curral das Freiras.
Bem aja Senhor Presidente do Governo. Que Deus o conserve para poder concluir esta obra!

Anónimo disse...

Ó das 21.42, a racionalidade desse túnel é nula. Não serve os curraleiros, como demonstrei às 20.18, não tem qualquer interesse para o concelho de Câmara de Lobos como obra que não é estruturante, custará uma fortuna, e será apenas um capricho eleitoral. Seguramente, não é uma prioridade.
A história da ligação ao centro do concelho é um não-argumento, como facilmente se demonstra, pelo investimento que foi feito na ligação entre o Curral e as Courelas.
E, se se preocupam tanto com o Curral das Freiras e com a sua população, investam em coisas que custam incomparavelmente menos, e que, essas sim, fazem falta. Como um posto policial, como apoio aos jovens do Curral que querem seguir o ensino universitário, etc.
Aí sim, os curraleiros ficariam bem agradecidos.
Demagogia, não obrigado.

Anónimo disse...

Chega!!! Chega desta M**** de políticos irresponsáveis. Este GR (este presidente) já gastou milhões na ligação entre Santo António e o Curral para melhorar o acesso e garantir a segurança, agora querem mais um sorvedor de dinheiro para o Jardim da Serra?? E depois, quem é que vai manter estes mamarrachos rodoviários? Quanto tempo até estarem a chorar que a ligação ao Funchal está degradada exigindo mais uns milhões como estão a fazer com a estrada antiga que foi substituída pelo enorme túnel que serve a ligação funchal-Curral?? Mas esta gente não tem consciência de nada?? Sou apartidário, e com toda a convicção digo: espero que o PS ganhe o GR e castigue aqueles estão e foram beneficiados só por serem da mesma côr política do GR. Talvez assim ganhem alguma consciência sobre coletividade e deixam de exigir tudo e mais alguma coisa aos outros!!! vilhões malditos!!

Anónimo disse...

Mas a malta do Curral vai todos os dias à Câmara? Não entendo o problema de ir pela estrada antiga! E os habitantes do chote? E os das Fontainhas? Também vão ter túnel???

Anónimo disse...

O Curral deve pertencer ao Concelho do Funchal!.. Foi um erro administrativo mandar essa gente para a chavelhada.Depois tinham o privilégio de serem administrados pelo Salvador e Don Sebastião sr. Presidente Paulo Cafofo.

Anónimo disse...

Ó das 21.42, para dizer que se demora mais do Curral até o centro de Câmara de Lobos, do que de Santana e do Porto Moniz ao centro do Finchal, conclui-se:

1- não é curraleiro, é muito menos vive no Curral.
2- não faz ideia de quanto tempo gasta nos trajectos indicados.

Anónimo disse...

Nem+
O nosso miguelito, pode tocar piano e carrega-lo a vida inteira que a sua aspiração é ser rico como os seus protegidos e ir dormindo calmo e sereno com os suas alucinações burguesas
A viloada que se lixe

Anónimo disse...

Meus Senhores fala-se muito no Curral das Freiras e que dizer do CURRAL DOS ROMEIROS aqui no Funchal que ninguém fala nem a própria Presidente da Junta de Freguesia que mete a viola no saco.
Sabem a que Junta de Freguesia pertence o Curral dos Romeiros?
Pertence ao Monte
E para tratarem de algum documento tem de baixarem ao Funchal e posteriormente subirem até ao Monte e vice-versa.
Quando já no tempo dos meus AVÓS se falavam na reivindicação de uma Estrada ligando as Babosas ao Curral dos Romeiros e até agora NADA.

Anónimo disse...

Análise deliciosa. Perfeita!

Anónimo disse...

Sr. Canha a minha mãe agradece este escrito, continue a nos alegrar e ela fica sempre alegre melhor que tomar as pastilhas e tudo.

Anónimo disse...

Lamento que nos vamos todos estrepar contra o estrume cafofiano.

Anónimo disse...

17.45
Essa do Curral dos Romeiros ninguém fala e é uma vergonha o Governo Regional ainda não ter resolvido com a abertura da Estrada de continuação das Babosas ao referido Sitio, parece que aqueles habitantes também não são gente.