segunda-feira, 18 de junho de 2018



JPP questiona se ACIF ainda defende 
redução da fatura portuária

O Juntos pelo Povo (JPP) requereu, na Assembleia Legislativa da Madeira, um debate potestativo sobre o Sistema Portuário da Região Autónoma da Madeira.
“É um tema de supra importância para a competitividade da economia regional e para o custo de vida da população. O debate tem por objetivo a discussão da operação portuária, cuja reorganização foi prometida pelo atual Governo PSD, que ainda não cumpriu e duvidamos que o faça até ao final do mandato”, revelou Élvio Sousa.


O grupo parlamentar do JPP pretende discutir, em plenário, “o modelo atual de funcionamento, o papel da administração portuária, o estado de conservação das infraestruturas”, entre outros aspetos relacionados com a operação portuária.
Para o JPP, “é ponto assente que, em matéria de faturação portuária, e considerando a reduzida escala e os volumes de carga movimentados, o nível de taxas portuárias por tonelada é muito elevado, comparativamente aos portos do continente e internacionais, podendo haver uma margem para reduzir os custos e a fatura portuária aos clientes”.
Élvio Sousa lembrou um estudo da ACIF - Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), feito há 15 anos, que sugeria “a redução dos preços da fatura portuária e o lançamento de um concurso público internacional para a concessão e exploração dos portos”.
O JPP questiona se, 15 anos depois, a ACIF “como motor da própria economia regional, ainda defende esta tese, nomeadamente a fixação de preços máximos e o pagamento de contrapartidas à Região”.
JPP

5 comentários:

Anónimo disse...

O JPP a relevar inteligência e a demarcar-se dos esquemas desta associação que já está a fazer-se ao piso na eventualidade de vitória de Cafofo. Tem muito a ganhar com essa posição e é por aí o caminho. É preciso convencer os madeirenses que no essencial Cafofo e Albuquerque são a frente e reverso da mesma moeda, reféns dos grupos económicos, daí que seja importante votar em alternativas como o JPP, BE, CDU...

Anónimo disse...


Esta é de tirar o chapéu. Bem visto.

Agora é insistir na resposta para comprometer.

Anónimo disse...

Que eu saiba os deputados Patrícia Spínola e Rafael não se revêem nesta posição do seu próprio grupo parlamentar. Temos cisão no JPP?

Anónimo disse...

Estes grupo parlamentar de verdinhos vindos de santa cruz nas proximas eleicoes, ficam reduzidos a 1 ou 2 deputados, as pessoas ja os conhecem bem com este tipo de politica que abana para tudos os lados!

Anónimo disse...


Caros JPP

Isto é que era de apurar e será engraçado saber quem é que beneficia ?

Desde quando é que se beneficia ?

Qual o custo para o erário público deste custo?

Apurem sfff porque vão descobrir ovos de oirooooooo e gente interessante que se serve deste sistema.

Sejam curiosos a bem da nação madeirense.


Os membros do conselho de administração do Fundo Tributária da República não recebem nada por essa função. Na Madeira, as mesmas funções são pagas. Uma prática que polémica.