quarta-feira, 4 de julho de 2018


Prof. Mentiras mente e proíbe carros anteriores a 2001 
- esta cidade não é para pobres


Jacinta Raquel Nunes




O Prof. Mentiras está a entrar num outro nível de embustes políticos. Agora até falta à verdade tentando desmentir os próprios documentos da Câmara que assinou e aprovou. O PAMUS - Plano de Mobilidade Urbana Sustentável que levou ontem a Assembleia Municipal e que a Confiança aprovou conjuntamente com o CDS do carinha azeda, já completamente instrumentalizado pelo dinossauro  Rodrigues, e pela CDU diz sem qualquer dúvida que passam a estar proibidos abaixo da cota 40 veículos anteriores a 2001.  
Agora tentam desmentir o que está bem claro no plano e com a área devidamente delimitada. Sim, no meio daquela área sombreada a castanho não entram veículos anteriores a 2001 . Numa cidade em que a Câmara recusou a gestão dos Horários do Funchal, tendo protelado a situação ao ponto de colocar em risco os salários dos trabalhadores, e com as suas características orográficas, é uma loucura esta solução. A maioria dos funchalenses não tem capacidade financeira para ter carros novos como têm os senhores vereadores, ou de trazer os carros da Câmara para casa, como fazem alguns deles.  Preparem-se para as multas. 
Esta cidade do Cafofo não é para pobres. 






11 comentários:

Anónimo disse...

ESTES MENINOS MIMADINHOS SE CHEGAM AO GOVERNO DA RAM, MEU DES FUJAM ENQUANTO E TEMPO PARA A COLOMBIA!

Anónimo disse...

Finalmente ele tinha que escorregar em alguma coisa para não ganhar as eleições.
Boa Cafofo

SIA disse...

Claro que esta cidade não é para pobres. Pobres atira-se lá para o Campo da Barca. Não é onde estao uns tais CACIFES PARA SEM ABRIGO? e uns milhares para uns tais que fariam(?) uns estudos e acopanhamento desses desgraçados. Como está esse serviço? Nunca mais se ouviu falar mas o pagemneto tem sido feito? Claro é para amigos.

amsf disse...

O problema destes planos é que são um copy past de outras realidades, feitos por certos dirigentes dos serviços, e como os políticos não têm tempo para ler tudo na fase preliminar dá bronca quando passam a fase da discussão política pública. Depois do dieselgate, mesmo querendo aplicar estas filosofias é um pouco arriscado usar parâmetros técnicos (Euro, WLTP, NEDC)que comprovadamente foram contornados pelas marcas e como tal pouco nos dizem sobre a fiabilidade ambiental dos motores!

Anónimo disse...

SIA significa"serviços de informação da autonomia"? Inteligência não deve ser pois é coisa que falta na Rua dos Netos.

Anónimo disse...

Mas em que terra vivem estes cafofianos? É só imitar, e mal, os politicamente correctos de outras paragens? Mas esse bando de incompetentes não percebe a população que devia servir? Que cidade é esta que estão fazendo? É para colocar mais esplanadas? e essa arara do arquitecto vereador, que não devia ter projectos e por isso foi para a CMF dos amigos, o que é que tem naquela cabeça? E as ruas sem carros no centro, qual é a deles?
Mas ainda bem, que revelam a máscara em tempo útil...

Anónimo disse...

Julgava que o eleitorado funchalense fosse mais inteligente, como reelegeram esse careca pepsodente!? Ele já tinha demonstrado o que valia! Valha-me Deus....

Anónimo disse...

Esta de limitar os carros não lembra nem ao Diabo. Quem sabe que a vaidade e o poder subiram ainda mais à cabeça do Dr. Pepsodente ao ponto de pensar que agora manda em Londres? Ou serão resquícios dos (não) murros que (não) deu em cima da mesa em Lisboa na (não) reunião com o seu amigo Costa?

Anónimo disse...

Considero que esta medida é surreal para a realidade orográfica, económica e social do concelho. Uma cidade onde a grande maioria dos serviços está na baixa e onde não existe uma rede de transportes diversificada como por ex Lisboa. Este executivo camarário finalmente começa a revelar a inexperiência e inoperancia política. Fazem copy paste de documentos com medidas que são catastróficas para os munícipes. O vereador arquiteto se tivesse vergonha na cara demitia-se. Mas como são todos farinha do mesmo saco vão continuar a negar e a mentir uma medida que efetivamente está no plano. Só não vê, quem não quer ver.

Anónimo disse...

Ó anónimo das 14:01, o povo é inteligente quando vota durante 40 anos nos mesmos, não? É inteligente quando vota em que deixa milhões de dívidas para o povo pagar,não? Ouve-se cada uma! Não ofenda o povo! Sem o voto do povo não há nada para ninguém.

Anónimo disse...

Ó Jacinta, pela sua rica saúde, não fale em embustes.Olha que o feitiço num instante, vira-se contra o feiticeiro.