quarta-feira, 14 de março de 2018

Paulino Ascenção contra-ataca Laranjal



O PSD não governa a Madeira, 
governa-se



O PSD, em comunicado, acusa o Bloco de Esquerda de tudo fazer “para prejudicar a Madeira e os madeirenses”.

O Governo Regional da Madeira tem as prioridades ao contrário, tem toda a razão a deputada Mariana Mortágua. Se não há um hospital decente e um serviço de saúde decente na Madeira é porque o PSD não quis. O PSD esbanjou milhões nos estádios, no novo cais, no Lugar de Baixo, no heliporto, na cota 500 e em tantas obras feitas à pressa, não ter um hospital foi uma escolha do Governo Regional do PSD.

Este governo de Miguel Albuquerque, deitou milhões pelas ribeiras abaixo, destruiu pontes e muralhas centenárias, descaracterizou a paisagem do Funchal para nada. O orçamento regional para 2018 prevê muitos milhões para vias rápidas que não são prioridade, para estreitar mais ribeiras e um valor residual para a saúde que tantas carências apresenta.

É o PSD quem prejudica a Madeira e a maioria dos madeirenses. O PSD escorraçou o ferry do Armas para proteger o monopólio nos portos e no transporte marítimo. O PSD criou um modelo de subsídio de mobilidade que torna os preços das viagens insuportáveis e afasta a concorrência, que subsidia as companhias aéreas e as agências de viagens à custa dos madeirenses; O PSD levou a Madeira à bancarrota, fez perder rendimentos, aumentar os impostos, levou ao desemprego, à pobreza e à emigração de uma nova geração. O PSD aceitou as condições dos juros da dívida mais caras para a Madeira que os da República, com um governo PSD em Lisboa. O PSD nos governos de Lisboa e da Madeira negociou as verbas da Segurança Social com valores para os Açores superiores aos da Madeira.

O governo da República tem rigorosamente a mesma legitimidade política e democrática que o Governo Regional ou que o presidente da Assembleia Municipal do Funchal. Legitimidade assente numa maioria de deputados eleitos democraticamente.

O Governo Regional em vez de governar em prol da maioria dos madeirenses, dedica-se a satisfazer as suas clientelas partidárias e a inventar supostos inimigos externos, para tentar esconder a sua incompetência e má fé. O Governo Regional não faz o trabalho de casa.

Paulino Ascenção

​Coordenador da Comissão Política
 
Bloco de Esquerda
​ - Madeira​

9 comentários:

Anónimo disse...

É verdade. As promessas que o PSD fez e que permitiu a esse partido ganhar as eleições não foram cumpridas. O PSD não está no poder pela população!

Anónimo disse...

Isto está a pegar rijo!

Anónimo disse...

O PSD é uma rede de tentáculos vergonhosa que não está assumindo o Governo Regional em prol dos madeirenses mas apenas em prol dos poderosos senhorios da Madeira Nova.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Isto assim já parece BE. Dizer a verdade é relatar o que acontece à nossa volta! Vampiragem!

Anónimo disse...

Valor residual para a saúde?!
Onde é que este senhor vive? ahahahah
Só tenho pena de quem nada percebe e opina que se farta e até concorda.
Atenção, não sou PSD nem ando na política, antes que os opinadores opinem. Mas a saúde foi das áreas que maior reforço teve.
Este é político de aviário.

Anónimo disse...

Sim senhor Paulino Ascensão!O povo está atento a quem o defende.

Anónimo disse...

Oh Mariana, que rica saúde...

Anónimo disse...

O Paulino está no Bloco para fazer o jogo do PSD-M.
Lembrem-se do que nesta data estou a escrever.