quarta-feira, 16 de maio de 2018


DESLEIXO NO PARQUE
ECOLÓGICO DO FUNCHAL
 Fotografia: 10.03.2018

No dia 02 de Março uma rajada de vento derrubou um pinheiro numa área de piqueniques do Parque Ecológico do Funchal, junto à estrada Poiso - Pico do Areeiro, um pouco abaixo do portão norte do Chão da Lagoa.
O tronco caiu sobre a mesa e os bancos, provocando a sua destruição como é visível nas fotografias.
Passados mais de dois meses, a lenha desapareceu mas o equipamento destruído ainda não foi removido, dando uma péssima imagem e revelando o desleixo que grassa neste e em muitos outros locais do Parque Ecológico do Funchal.
É com enorme dor que assisto à degradação duma unidade especial de conservação da natureza, fundamental para a qualidade de vida na cidade do Funchal.


A distância entre a propaganda política e a gestão do Parque é enorme. Uma coisa é o que se difunde a partir dos Paços do Concelho, algo muito diferente e para pior é o que se constata na propriedade municipal, com cerca de 10 Km2, sobranceira à cidade.
Estou disponível para demonstrar no terreno o que aqui apenas afloro.

Fotografia: 12.05.2018


16.05.2018
Raimundo Quintal

9 comentários:

Anónimo disse...

Em vez do Prof. Mentiras andar aos passeios a Lisboa, a Londres e a conferências de porra nenhuma, deveria andar pelo território do município, ver as coisas com olhos de ver, e preocupar-se com a manutenção e reparação.
Se com o Funchal é esta desgraça, o que não haveria de ser com toda a região.

Anónimo disse...

Se fosse só aqui...

Vão ao jardins do Parque Santa Catarina e são cadeiras de rua partidas, pisos do parque de crianças destruídos, proteções de madeira podres e com pregos à mostra, falta de equipamentos no parque infantil (retiraram e nunca repuseram), jardins com erva,...

Onde está a oposição no Funchal? Onde está o CDS, a CDU, o PTP, MPT????

Os tontos do BE são os idiotas úteis e o PSD...nem comentar.

Anónimo disse...

A raposa pelada vai para Londres. Não é na Inglaterra que caçam raposas?

Anónimo disse...

O que esperam destas rolhas?
Fiscalização?
Ajudar o Povo? Nem os ratos matam.
È só obras de encher chouriços para inglês ver e fazer fachada
Morrem à espera...
Até se esquecem de pagar agua etc.
Burros são os que acreditam nestes carecas
O Barrete andou a apoiar o PDM, mas critica estas e outras coisas?
Claro que não. Já está de barriga cheia assim como o jornaleco Rodriguez

Anónimo disse...

O Dr Raimundo deve estar a lembrar-se do seu tempo de Vereador. Mas as coisas mudaram.
No seu tempo, passava os dias no Parque Ecológico, no Departamento de Ambiente, nos Jardins da Quinta do Poço, visitava o Parque de Santa Catarina, e todos os Parques do Funchal, e as noites, a maior parte delas passava com os cantoneiros da limpeza enquanto estes retiravam o lixo das ruas e lavavam as estradas para a Cidade acordasse fresquinha.
Agora os tempos são outros, agora trabalhasse para as fotografias, para as notícias dos jornais, para ver onde há funcionários que podemos massacrar, onde há um evento para ir, (des) cuida-se o Turismo, a emigração, os consulados, as obras do governo, vamos a lisboa reivindicar (com muros) as responsabilidades da República, e no intervalo ainda se engravida para estar em casa 6 meses em cada ano.
Nota-se a diferença? Espero que sim.

Anónimo disse...

20,40
Não, onde caçam raposas é no Free Port da Africa do Sul com o dinheiro dos nossos impostos para onde o Engomadinho do Albuquerque costuma visitar o seu amigo corrupto.

Anónimo disse...

O José Carlos Marques não quer saber da parte estética ou de fruição do Parque Ecológico. Ele só quer abater árvores, colocar minhocas no subsolo e cabras na superfície. Esqueçam os Pandas, salvem as minhocas. Um currículo invejável!

Anónimo disse...

Ó das 00.11, raposas na África do Sul ?
Deve ser do adiantado da hora...

Anónimo disse...

Quando põem uma chefe de divisão que não percebe nada de árvores a chefiar o parque ecológico, o que é que querem???