quarta-feira, 28 de junho de 2017

Autárquicas 2017


Quinta Grande: pouca água para regar
e estrada de milhões só com 100 metros




O candidato do CDS-PP à autarquia de Câmara de Lobos manifestou-se esta manhã intrigado com o facto de o caminho que liga a Igreja ao sítio da Fonte se ter ficado por apenas 100 metros de construção quando o valor da obra (informa uma placa do Governo Regional e da Câmara colocada no local) é de 4.799.572,18 milhões de euros. “Para onde foi o resto desta verba”, pergunta João Paulo Santos. 

O dia-a-dia das populações denota carências. É o caso da falta de água para regra, em que os giros só acontecem a cada 30 dias quando antes era de 11 dias. Os canais por onde a água chega aos terrenos agricultáveis estão a precisar de obras e de manutenção. Há muito desperdício. Os agricultores lamentam-se ao candidato e pedem intervenção.  A agricultura é a principal base da economia das populações. 
Falta água para regra e, em vésperas de eleições, surgem obras prometidas há anos. O candidato do CDS-PP à autarquia de Câmara de Lobos critica esta forma de estar na política. “Um mandato são quatro anos, não fazem nada nos primeiros anos e depois a meses das eleições é isto que se vê”, diz.  O mesmo acontece com as veredas e os caminhos à espera de obras de manutenção. 
João Paulo Santos  fez-se acompanhar do candidato à Junta de Freguesia, Idalino Marques, e de outros candidatos às juntas e à vereação do concelho. 
Texto e foto: PP  

3 comentários:

Anónimo disse...

Pertinente a questao.
Aquintordia ouvi dizer que o dinheirinho foi queimado pelo CDS Solidário!

Anónimo disse...

Festas de São Pedro, dá mais votos não dá?

Anónimo disse...

postura muito rígida o que leva a ser pouco popular entre o eleitorado