sexta-feira, 16 de junho de 2017

Julgado de Paz para Santa Cruz



O Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz reúne hoje em Lisboa com a Diretora Geral da Política da Justiça, Susana Videira. O objetivo da diligência de Filipe Sousa é a instalação de um Julgado de Paz no concelho do leste da Ilha. Uma necessidade há muito reclamada pela população.

11 comentários:

Anónimo disse...

Terra conflituosa a precisar de um julgado de paz...

Anónimo disse...

O Povo não dorme. Este Filipe Sousa vai ter a resposta em Outubro.

RUA!

Anónimo disse...

Antes um ressabiado de um ps que um verdinho de gaula

Anónimo disse...

Agora no final do mandato é que acordou.
Já vem tarde, só faltam 3 meses e meio para nos vermos livres destes gafanhotos verdes.

Anónimo disse...

A 4 meses das eleições, o JPP farta-se de ter ideias. Antes disso só se chorava. Agora também se chora, mas também se lembraram de repente de fazer obra. Povo enganado...

Anónimo disse...


Alguém no seu bom juízo vai , nesta data do calendário eleitoral , a 3 meses, pedir um julgado de paz?

Mas esta gente sabe o que custa um julgado de paz.

NO funchal o governo da republica só paga a juíza.

Todos os funcionários são pagos pela Câmara Municipal e para funcionar vai ter que ter no mínimo cinco funcionários administrativos. Se cada um ganhar 800,00 são 5 x 800= 4000 mil euros mês, mais subsidio de férias e natal 4000 x 14 = 56.000 mil

Todos os equipamentos informáticos para os funcionários e para juiz são pagos pela Câmara - seis equipamentos completos = 6.670,00

`Máquina de cópias = 15.000,00 euros,

Todos os custos com agua, eletricidade e rede net acrescidos da correspondência serão por conta da Câmara Municipal e renda do espaço.

Podem dizer que o familiar da vereadora já arrendou o espaço e lá na loja ainda existe muito espaço para ocupar.

Mas alguém já pensou na descentralização das competências dos tribunais que houve e deixou o Tribunal de Santa Cruz quase ÀS MOSCAS?

Alguém pensou em perguntar aos magistrados a opinião deles?

Pensaram em perguntar à Ordem dos Advogados os que pensa?

Só mesmo alguém muito VERDE é que vai usar esta bandeira - causa - em Santa Cruz para obter um resultado que daqui a alguns meses vai ter que fechar porque a rentabilidade será a pior.

Só mesmo de alguém com a cabecinha verde é que pode estar a querer fazer esta medida sem sentido e oportunidade .

Mais já pensaram e submeter a medida a votação da Assembleia Municipal e dizer a verdade a toda a gente.

Que interesses se movem por detrás desta medida?

Um dia vamos saber e esse dia está cada vez mais próximo

olho vivo

Luís Calisto disse...

Amigo Filipe Sousa, estás aí?
Pelo sim pelo não, caro conterrâneo, não custa nada ler o comentário aqui acima, das 21.29.

Anónimo disse...

Filipinho, antes de andar para aí a chamar a comunicação social a anunciar medidas sem nexo, convinha ler o comentário das 21.29 acima.
Sempre se poupava (mais) um vexamezinho....

Anónimo disse...

Ai Calisto, o Filipinho, já não vai dormir esta noite.
Se já é difícil explicar os custos desta Loja do Munícipe onde mais nenhuma entidade colocou os pés, imagine agora ter que explicar isto !!!
Tem cego que não quer ver, ehehehehehe
O anónimo das 21:29, destapou-lhes a careca. ahahahaaha

Anónimo disse...

Este Filipe Sousa faz tudo por uma notícia de jornal.

Anónimo disse...


Tenham calma que a Doutora e mestre chefe de oficina passou a noite a fazer contas com a COMADRE para prepararem uma resposta e explicação do impossível

Há coisas que são mesmo assim e nem o tempo vai mudar.

Beijinhos e abraços a cada um consoante a sua filiação técnica humana verde ou não.