sexta-feira, 23 de junho de 2017

Autárquicas/Ribeira Brava


CORREDOR ATIVO NA SERRA DE ÁGUA 
PARA DESENVOLVER O CONCELHO



Luís Drumond foi esta tarde à Serra de Água abordar a criação de um corredor verde ativo, para ligar aquela zona à Ribeira Brava e com articulação à Tabua.


“É uma proposta que tenho defendido desde o início desta obra, a mais cara de Portugal, e fundamental para a segurança da Serra de Água. É uma sugestão que vamos defender”, assegurou, dando mais pormenores sobre o projeto que o JPP propõe: “Um corredor ativo composto por uma faixa de acesso pedonal, para que as pessoas possam caminhar, uma faixa para ciclovia e garantir também o acréscimo de uma via para os agricultores poderem aceder às suas propriedades.”
Na ocasião, Drumond não deixou de apontar “a curiosidade” pelo facto do atual autarca e candidato às próximas eleições “com o patrocínio que lhe cobre a campanha, vir a terreno mostrar que este é um empreendimento que também defende, quando não o fez em 2013”. E explicou:
- Quando nessa altura apresentei esta proposta, e o Dr. Alberto João disse que não era exequível, o atual presidente da câmara e também a candidata pelo PSD estavam presentes e não se manifestaram para defender esta ideia. Além disso, na assembleia municipal não salvaguardaram esta faixa, que era fundamental para garantir este corredor ativo, que já podia estar concretizado. Mas agora são defensores, o que significa uma evolução positiva, que o JPP saúda, embora a ideia tenha partido da liderança desta candidatura.
O candidato do Juntos pelo Povo à Câmara da Ribeira Brava realçou ainda que num projeto desta natureza é fundamental “garantir a envolvência paisagística, através da recuperação da identidade deste vale, com os álamos e os salgueiros, árvores características deste vale da Serra de Água e que precisam de ser reintroduzidas”.
Luís Drumond defende ainda, ao longo do percurso, “a criação de polos de integração, como por exemplo no espaço na zona da Meia légua, que poderá fazer deste projeto um polo de desenvolvimento para esta freguesia e para a Ribeira Brava, proporcionando uma mudança a sério para este concelho”.
Texto e foto: JPP

5 comentários:

Anónimo disse...

claro que sim uma faixa de carro com 2 vias . uma ciclovia, um passeio e uma faixa de arvores , depois os agricultores dessa zona ficam com uma mini faixa para plantar

chega um caminho agricula para servir os agricultores o verde é dado pela agricultura , este caminho agricula servira também de ciclovia e passeio já que não vai ter muito movimento de carros

Anónimo disse...

Esse Nuno Drumond, cuidado com ele, quer um tacho, parecido com o pai quando trabalhava na seguranca social que não aparecia no trabalho, hora vejamos fou corrido da escola do Porto Moniz da Camara Municipal de São Vicente por prometer porrada aos colegase ao proprio presidente na altura e mais e muito vingativo.

Anónimo disse...

A Ribeira Brava merece já é um corredor laranja, já que este agora "verdinho" é PPD, a que se junta o nascimento virado "independente" e, ainda, a Nivalda do m.a.m.a tudo. Depois do corredor laranha é comprar umas dezenas de cordas e pendurá-los bem presos pelo pescoço, a ver se os Ribeiravrabenses se livram, de vez, desta cambada de oportunistas!!!

Anónimo disse...

Embora não tenha grande simpatia pela lista dos professores que não dão aulas, o seu a seu dono. O Luis Drumond candidato à câmara da Ribeira brava, nada tem a ver com o Nuno Drumond de São Vicente.

Anónimo disse...

Concordo com a ideia