terça-feira, 20 de junho de 2017

Recurso de João Catanho deu para o torto




Expulso do CDS pede conselhos
aos comentadores do Fénix


Como é do conhecimento público fui expulso do CDS, tendo apresentado um recurso interno à mesma. Neste lamentável processo, gostaria de deixar bem claro, que tive sempre como preocupações, a luta pela democracia e a defesa da verdade. 
Toda esta situação começou com uma candidatura ao CDS-M, na qual me empenhei ao máximo para "devolver" o Partido às suas bases. Encontrei como obstáculos os atuais lideres, que de uma forma muito pouco democrática, fizeram uma política do "vale tudo" para ganha-lo. Desde então, por incrível que pareça, todas as suas intervenções sobre a vida interna do partido, são sob a forma de deturpar a realidade dos factos. Seguidamente veio a expulsão e o recurso, por mim apresentado, no qual não alterei um ponto e uma vírgula, a tudo o que afirmei e escrevi. Eis que recebi o resultado do meu recurso, que como em todo este processo, sempre fiz questão de o tornar público e transparente. Na impossibilidade de transcrever os 56 pontos das contra alegações do "queixoso", Lopes da Fonseca, ficam estas:

- "...infelizmente o arguido não é Jesus Cristo.."; "...para além de nada provar, o arguido, de má-fé, dolosamente, mente de forma descarada, na procura de defender o indefensável..."; "...deve ter respeito pelos seus colegas de m...militância que "têm o azar" de discordar daquele..."; ..." o arguido não apresentou qualquer defesa, apesar de devidamente notificado e que disse mais uma vez conhecimento na sua página de facebook..."; "...o arguido mente, deturpa..."; "...continua o arguido, nos seus artigos seguintes, o seu rol de mentiras, querendo afirmar que ao então Presidente da CRFD foi pressionado pelo denunciante no sentido da decisão que este órgão veio a tomar...".

Posto isto, gostaria de saber vossa opinião sobre o que fazer, neste "blogue on-line" destinado a comentários.

João Catanho

14 comentários:

Anónimo disse...

oh rapaz deixa lá o cds, pois tambem passou a ser controlado por cubanos tal como o ps, o conselho a dar o que deu deu, muda de vida politicamente, por ex psd que é o unico partido autonomista e que os cubanos não dão ordens, a alternativa é não teres partido e ponto final

Anónimo disse...

Pede ao Sacristão Vieira para ajudar-te com as comissões que ficou do SAVOY. Em 2008 era vereador na CMF e advogado do Joe Berardo tendo votado a favor a favor do projecto! Conseguiu a façanha de defender ao mesmo tempo o interesse privado e "público" . Voilá !!

Anónimo disse...

Fala com o gajo que ajudou a aprovar este mosntro


http://fenixdoatlantico.blogspot.pt/2017/06/a-dra.html

Anónimo disse...

Passei hoje na sede do CDS e estão lá mais de 100 carpideiras a chorar a saída do Catanho!!!!

Anónimo disse...

O CDS/M é como o PPD de Jardim! Faz críticas vai para a rua! É a democracia à moda do nosso ditadorzinho Bokassa!

Anónimo disse...

a maçonaria de lisboa deu uma ajuda ao barrete

Anónimo disse...

Catanho, faz como o Drummond e vai para o PS. Lá vais ser feliz! No CDS já ninguém sente a tua falta, nem o sacristão...

Anónimo disse...

O Catanho ficava bem na igreja a cantar com o seu sacristão beato.

Anónimo disse...

O cunhado ja lhe cortou o credito em conselhos? Ou chegou a conclusao que se os que lhe deu fossem bons, vendia-os?

Anónimo disse...

Catanho, dou-te um conselho. Suicida-te, politicamente está bom de ver.

Anónimo disse...

Você que tenha força e que continue a sua jornada.
Há que expulsar a Maçonaria (o Linee e o afilhado Barrete) do seu partido.
Os partidos precisam é de pessoas como o Senhor João Catanho.
Força.

Anónimo disse...

Anónimo das 11:25

Os partidos não precisam de gente como este nem como os que estão lá. A menos que seja para mudar para que fique tudo na mesma.

Carlos Vieira disse...

Nem coragem tens para dares a cara! O meu nome? Carlos Vieira. O teu? O anônimo ajuda em muita coisa, menos na cobardia! Como a tua!

João Catanho disse...

Agradeço os comentários feitos, exceção dos avençados pagos do costume. Acho importante tornar este processo público, também para clarificar para quem ainda tenha dúvidas sobre o calibre desta gente. Quanto ao processo, seguirei para os Tribunais Civis, de forma a fazer justiça sobre quem é que mentiu e mente deliberadamente...