quarta-feira, 14 de junho de 2017

Mobilidade reduzida




Fica aqui um reparo ao Mayor, já percebemos que ao fim de 4 anos vamos ter as placas de toponímia na cidade, mas atenção à mobilidade reduzida nos passeios urbanos, neste caso concreto, instalar uma placa entre uma árvore e um sinal de transito, nao deixa espaço nenhum para passar um carrinho de bebe e uma cadeira de rodas,  isto sem dar a volta, e mesmo assim pode chocar com o vendedor de frutas...Aqui a placa deixa de ser informativa, para passar a ser um Obstáculo no passeio. Já agora, supostamente deverá ser o Sr Filipe Rebelo, membro da vossa coligação, a zelar pela mobilidade reduzida na cidade não?

Funchalense Atento

30 comentários:

Anónimo disse...

Mais um "comentário" ridículo.
Tem piada pois a sinalética até está a ser útil conforme se vê pela foto...
Quem passa por aqui todos os dias sabe que dá para passar com o carrinho de bebé pelo outro lado, até é melhor do que junto à estrada onde cidadãos gostam de encostar para largar passageiros.
Há sítios bem piores onde a mobilidade é difícil para quem tem um bebé mas pronto, dizer mal por dizer mal, o Funchalense Atento denuncia-se quando fala no tal sr. Filipe Rebelo...

Assim não vamos longe Rubina :-/

Anónimo disse...

O sr. Filipe Rebelo quer é tacho! Nas últimas eleições andou a apoiar o dr. Bruno Pereira PSD, pensando que ele iria ganhar a CMF, e este ano penso que também vai lhe sair o tiro pela culatra! Mas para os oportunistas isso é bem feito! O povo não gosta de oportunistas!

Anónimo disse...

Caro comentador, realmente é conforme se vê na foto. Já viu bem quem são os "protagonistas"? No que diz respeito à colocação claro que está, como tantas outras, mal colocada! Falta de sensibilidade!

Anónimo disse...

o tal Sr Filipe Rebelo quer lá saber da mobilidade reduzida. quer saber é da sua mobilidade os outros se não passarem no passeio passam na estrada.
lembram-se ainda do estacionamento para motas , daquelas riscas esquisitas no meio das estradas que segundo o codigo de estrada do cafofo era para motas , daquele kiss and ride ? tudo já desapareceu , foi só publicidade e o mesmo vai acontecer a estas placas.

Anónimo disse...

...pois é!!!! Mas se for cego arrisca-se a ficar com o "crânio pregado" na placa e ir parar às urgências!!!!

Anónimo disse...

Acho que é óbvio que não houve qualquer cuidado na colocação da placa em questão. Uma chamada de atenção não faz mal a ninguém.

Anónimo disse...

O que me parece "mal" é a colocação da banca da fruta e já agora, repare-se no rebaixamento do passeio para as ditas situações de carrinhos de bébé e cadeiras de rodas,onde é que está?. Lá continuam os "atentos"...

Anónimo disse...

E o processo ao Canha, quando é que sai ?

amsf disse...

Quem vê todo este ativismo cívico na internet até pode pensar que entretanto houve uma revolução de mentalidades até porque já existe internet na Madeira desde 1993.

Anónimo disse...

Mais uma treta dos renovsdinhos desesperados porque o trabalho do cafofo vai se vendo

Anónimo disse...

Mais um cafofoco em vias de perder o tacho. O tempo esta correndo a velocidade vertiginosa, falta 3 meses e rua incompetentes

Anónimo disse...

ou vir dizer que vão fechar uma das vias a frente dos correios velhos

já um autocarro para dar a curva é complicado com menos espaço como vai ser

cafofo já avisou que com mais espaço vai poder haver mais esplanada logo mais algum entrar na CMF

Anónimo disse...

O Rebelo bem que procura a sua mobilidade, mas ele tem o dom de apostar sempre no cavalo errado.

Anónimo disse...

A tua cunhadinha também vai levar com uns pares de patins! Não sei porque andas a defender o sr. cafôfo? Talvez não sabes desta informação?

amsf disse...

Ó das 18:59

Ao contrário de ti não devo nada à política e as minhas opiniões não são um mero reflexo do meu interesse pessoal.
Ao contrário de ti a minha presença "aqui" não depende do calendário eleitoral.
Qualquer pessoa percebe que o que está ali mal é o vendedor de fruta e que quem se dirija, ou venha da passadeira, que está logo a seguir, passará por dentro e não colado à estrada. Muito menos com um carrinho de bebé!

Anónimo disse...

Tapou alguma passadeira? Dá multa passar fora da mesma.
Obrigar uma pessoa numa cadeira de rodas a pagar para ver o cabo girão ou o miradouro da quinta vigia também é correto?
Impedir as pessoas de passear na praça do mar a determinadas horas só porque se deu aos amigos a exploração do espaço é correto?

Anónimo disse...

Parece que anda aqui um peixinho a morder a isca!

Anónimo disse...

Boa medida desta Camara presidida por Cafofo que irá ser muito benéfica para todos aqueles que nos visitam e que irá contribuir ainda mais para visitar locais históricos e com isto aumentar os gastos dos turistas por cá.
Faltam ainda os Miopes com os Mapas da Cidade do Funchal e indicando: ESTOU AQUI, como se verifica em muitas cidades Europeias.
Parabéns e um Bem Haja a Cafofo e esta Camara, uma medida que os renovadinhos da Leal lá estiveram décadas e nunca fizeram.

Anónimo disse...

Isto é a prova da falta de nível e desespero dos leais ao funchal só dizem asneiras e insultos gratuitos estão ao nível intelectual dos trabalhos de salubridade

Anónimo disse...

Quando queremos Pegar até as pedras da calçada incomodam!
Lógico que o que está aqui menos bem é o Vendedor de Fruta que se encontra no local provisoriamente e que poderá neste momento deslocar-se meio metro para cima ou para baixo. Assunto resolvido, até o próprio deveria tomar essa iniciativa pois neste momento sente-se incomodado na sua atividade.

Ao comentário das 16,24h
Porque não aquele troço da Avenida Zarco ser só de uma faixa como acontece na Rua Fernão Ornelas. Só que neste caso com uma faixa mais larga e tomar as devidas precauções nas curvas para os Autocarros circularem livremente.
Não estou a ver neste momento a utilidade com duas vias, assim ficava mais espaço para o peão circular e porque não esplanadas afim de dinamizar um pouco aquele local, criar mais vida e estender a verdadeira Baixa um pouco mais para cima.
Aliás a Praça do Municipio deve ser toda fechada ao transito e transformar-se numa única Praça com execção da Rua junto a Igreja do Colégio que a partir daí seria já de apenas uma faixa de transito.3
A Baixa Funchalense tem de crescer e não ser só apenas a Avenida do Mar.

Anónimo disse...

É verdade sim. Ele sempre jogou em todas as pontas. Ele anda conforme o vento: se está para norte, ele vai para o Norte, se está para sul, lá vai ele para Sul.
Tristeza... Quem não fizesse uma coligação com esse aldrabão... Mas para o Cafofo, está ótimo!

Anónimo disse...

Não falem do Rebelo , se lhe dá para comentar aqui , temos de trazer o dicionário de ucraniano para perceber o que ele escreve ,e ainda levamos com uma roda de alhos e bugalhos

Anónimo disse...

Referente ao comentário anterior tenho a dizer o seguinte:
Qualquer Presidente que seja eleito tem de tomar medidas drásticas no transito e isto logo em 2018, porque infelizmente o Madeirense só sabe é criticar por tudo e por nada, mas vejamos que de certeza quase toda a gente hoje valoriza uma grande medida do Cafofo que foi o estacionamento para motos.
Com isto muito mais gente e sei casos desses adquiriram uma moto para a ida ao trabalho e a viatura ficou em casa, assim como nos dias de semana é um exemplo circular nos passeios sem as motorizadas por lá estacionadas.
Todos aqueles velhos do restelo que criticaram é verem os parques de estacionamento todos ocupados e hoje até já são necessários mais, o Mundo e a Cidade estão a evoluir.

Anónimo disse...

O Transito a partir do Palácio da Justiça/CMF e no sentido oeste deveria ser de apenas uma faixa de transito até a Rotunda do Parque Sta Catarina.
Pergunto: Do porque de os Autocarros de 2 pisos terem de circularem naquela zona? Não vejo necessidade e esses mesmos autocarros
noutras cidades não circulam dentro do seu centro histórico.
Apenas nestas ruas deveriam circular autocarros ligeiros como os Amarelos possuem julgo um ou dois que faz o transbordo Camara Lobos/Cabo Girão.

Junto ao Banco de Portugal e no sentido Leste deveria ser proibido toda a circulação automóvel até próximo ao Mercado dos Lavradores.
Nunca deveriam circular viaturas junto a Catedral, isto deveria ser um padrão.
Não vejo muita necessidade de as viaturas circularem nesta zona, eu até gosto de circular e estacionar mas a maior parte é mais por lobby para ver as Marias que passam.
E as cargas/descargas teriam de ser a horas programadas e com veículos totalmente elétricos, quem não quisesse que vá para Marrocos.
Os nossos Bisnetos irão nos criticar por nada termos feito.
Espero que o próximo Presidente/a tenho eles no sitio para logo de inicio tomar medidas semelhantes.
E porque não com os passeios muito mais largos criar outra dinâmica comercial na zona até com alguns cafés e esplanadas desde que não incomode quem passa, tudo com regras?
A Cidade iria beneficiar muito e seria uma expansão para norte da Baixa Funchalense.

Anónimo disse...

Engraçado, mas irrealista.

Anónimo disse...

a 1º rua que eu fecharia era a volta da praça do Municipio não faz sentido aquilo estar aberto

Anónimo disse...

Aqui o que interessa é a opinião do Rebelo, único expert nesta matéria, da coligação cafofianos/verdinhos/blocoguidos/sós cidadãos/Rebelo.
Com certeza na campanha fará uma arruada em cadeira de rodas com o seu líder da pastelaria Confiança, Cafofo. Aquele que Rebelo tem o "incomensurável" orgulho de apoiar, como escreveu o Glesias no comunicado.

Anónimo disse...

Concordo com o comentário das 13,44h
Realmente nos tempos de hoje não se compreende aquelas ruelas a volta da Praça do Municipio que não tem utilidade nenhuma.
Era fechar aquela parte Sul transformando a Praça num só espaço único.
Comentário das 12,29h
Pelo que li não vejo que seja irrealista e concordo com a maioria daquilo que lá está, é preciso é terem eles no sitio certo. A baixa funchalense tem de crescer e então agora com todo o movimento turístico será de grande e premente necessidade.
Não se justifica haver transito a circular junto a Catedral, estamos a destruir aos poucos a mesma.

Anónimo disse...

••• Cada vez fecham MAIS ruas ao trânsito automóvel daí... cada vez há MAIS esplanadas invadindo o espaço retirado aos automóveis ...cada vez há MENOS espaço para circulação dos peões devido às esplanadas que anarquicamente tomam conta do espaço retirado aos automoveis ...cada vez há MAIS insegurança à noite nas ruas do Funchal... cada vez as ruas cheiram MAIS a urina devido a estarem desertas à noite... cada vez há MAIS lojas a fecharem privilegiando as "grandes superfícies"...

Anónimo disse...

Cada vez MAIS prefiro as Esplanadas dentro do centro da Cidade ... com regras do que os Automoveis a poluírem cada vez MAIS as ruas do Funchal.