sexta-feira, 9 de março de 2018



DEMAGOGIAS E TIROS NA ÁGUA

João Barreto

Os “Ajuntadinhos pelo Pessoal”, num descuidado exercício de demagogia barata, vieram denunciar, há um par de dias, uma suposta manobra de “jobs for the boys” operada pelo Governo Regional no atual mandato. Misturaram alhos com bugalhos (i.e., nomeações de confiança política com lugares do quadro dirigente preenchidos através de procedimentos concursais), olvidaram mudanças de titulares do Governo e as consequentes renomeações, não deduziram as exonerações, multiplicaram tudo por um valor remuneratório calculado a “olhómetro” e alcançaram um total estratosférico de seis centenas de nomeações e de largos milhões de euros a onerar as contas da Região.

A negligente contabilidade dos “verdinhos” foi levada a conhecimento do povo através da 1.ª página do nosso “querido e centenário independente”, cujos editores sacrificaram ao sensacionalismo as regras mais elementares do jornalismo, não exercitando o menor juízo crítico sobre os números apresentado.
(Demasiados) dias depois, a vice-presidência do governo regional demonstrou o que para muitos já era evidente: as nomeações eram e custavam muito menos.
A demagogia básica dos “verdinhos, mas juntinhos”, ainda que se trate de agremiação com representação parlamentar, não surpreende ninguém; a autoproclamada “independência” do DN ficou, uma vez mais, desmascarada; o atraso na reação dos responsáveis pela comunicação do GR, em matéria bastante simples, ficou também à vista. Sobre estes três temas estamos conversados.
Numa nota derradeira, não resisto a lembrar aos “juntinhos” e ao “centenário” que teriam andado muito melhor se, em lugar de contas aldrabadas, tivessem questionado os critérios de nomeação (em termos de mérito ou conhecimento mínimo das áreas a gerir) de alguns “boys and girls” que andam por aí a fingir que sabem alguma coisa e a rezar para que ninguém perceba a sua completa incompetência. Aí sim, encontrariam muito material para denunciar um completo desperdício de dinheiros públicos!

4 comentários:

Anónimo disse...

Isto é o contraditório do contraditório? Já vem tarde

Anónimo disse...

Só tenho pena pelo triste jornalismo que se tem vindo a praticar no Diário de Notícias...

Anónimo disse...

A investigação já acabou? Jornalismo de investigação dá muito trabalho mas o caminho é esse. Pela rama não dá.

Anónimo disse...

mais o diário não continua a receber o premio do melhor jornal regional da europa

então está tudo bem